Busca: Controladores de Temperatura

Aquecimento Solar: Tudo sobre controladores diferenciais de temperatura

07/04/2021 - Aquecimento Solar
Os controladores de temperatura utilizados em sistemas de aquecimento solar se diferenciam dos demais controladores do mercado. Eles possuem diversas particularidades, desde a lógica de funcionamento até a função de suas saídas a relé. Neste post vamos esclarecer essas particularidades e apresentar todos os detalhes dos controladores diferenciais para aquecimento solar. O que é um controlador diferencial de temperatura? Apesar de possuírem uma lógica diferente dos controladores comuns, o funcionamento de um controlador diferencial de temperatura é simples. Para esclarecer seu funcionamento, vamos usar como exemplo um sistema de aquecimento solar para banho. Um sistema de aquecimento solar para banho é composto de basicamente de coletores, reservatório e bomba de circulação. A água gelada chega aos coletores, onde é aquecida. Em seguida a água quente deve ser enviada ao reservatório, por meio de uma bomba. É a partir do reservatório que a água quente fica disponível para utilização em chuveiros e torneiras, por exemplo. Em um sistema como este, um controlador diferencial de temperatura é utilizado para acionar a bomba automaticamente. Este tipo de controlador possui pelo menos dois sensores. Um sensor é fixado nos coletores, enquanto o outro fica no reservatório ou piscina. É preciso ajustar uma diferença de temperatura (diferencial) a partir da qual a bomba será acionada pelo controlador. Supondo que o diferencial seja ajustado para 4°C, sempre que a temperatura dos coletores estiver 4°C acima da temperatura do reservatório, a bomba será acionada pelo controlador. Existem alguns modelos de controladores diferenciais de temperatura que, além da bomba, acionam também um apoio. O apoio serve para aquecer a água do reservatório em dias frios ou com menor incidência de luz solar. Principais funções do controlador diferencial de temperatura O controle de temperatura em sistemas de aquecimento solar costuma ser realizado de forma diferente de outras aplicações. Os controladores diferenciais de temperatura, ou CDT, possuem algumas funções extras para o funcionamento desse tipo de aplicação. Entre as principais estão: Apoio Em alguns sistemas de aquecimento solar existe a necessidade de utilizar apoios. Os apoios servem para aquecer a água nos casos em que a incidência de Sol não é suficiente para manter a água na temperatura desejada. Geralmente o apoio pode ser uma resistência elétrica, um aquecedor a gás ou um trocador de calor. Existem ainda situações em que são utilizados dois ou mais apoios simultâneos, na maioria das vezes em aplicações com grande volume de água, como hotéis e pousadas. Os controladores com função de apoio possuem uma saída a relé que é acionada sempre que a temperatura da água em determinado ponto esteja abaixo de um valor predefinido. Agenda de Eventos Os usuários de sistemas de aquecimento solar também podem utilizar a agenda de eventos, recurso presente em alguns controladores. A agenda de eventos permite o agendamento de tarefas automaticamente em determinados dias e horários. Assim, é possível desativar o sistema aos finais de semana, ou ligar o apoio todos dias às 18:00h, por exemplo. Os controladores com este recurso possuem relógio em tempo real, permitindo o ajuste de horários para a realização de tarefas. Filtragem Alguns modelos de controladores de temperatura para aquecimento solar também possuem saída para filtragem. Geralmente esses modelos também possuem agenda de eventos, permitindo a filtragem automática em determinados horários do dia. Os controladores com esta função possuem, na maioria dos casos, uma saída a relé que pode ser utilizada para apoio ou para a filtragem. Modelos de Controladores Diferenciais de Temperatura da Ageon A Ageon possui diversos modelos de controladores diferenciais de temperatura. Entre eles destacam-se: Os controladores Linha Black A108, que possui 6 teclas que facilitam sua configuração e utilização, sem contar o design sofisticado e moderno.Os controladores H108 Color e H108 Web, com formato diferenciado e sistema multifixação;Os controladores SolarTouch SL1, SolarTouch SL2 e SolarTouch SL3, com interface touchscreen e opções com agenda de eventos e até 3 apoios simultâneos;Os controladores AutomaSol TDI, que podem acionar diretamente bombas de até 2HP e possuem formato compacto com fixação por sobrepor. Cada um dos modelos citados possui características particulares, que podem ser utilizadas em uma série de sistemas de aquecimento solar para banho ou piscinas. Você instala ou revende produtos para aquecimento solar? Saiba mais sobre os controladores diferenciais da Ageon clicando aqui

Controlador de temperatura e umidade A103 PID U da Ageon

05/01/2022 - Aquecimento, Charcutaria e Homebrewing, Chocadeiras, Refrigeração
A mais recente linha controladores de temperatura Ageon, a Linha Black ganha um novo produto no seu catálogo, o controlador A103 PID U. Esse controlador é um produto voltado para  o uso em aplicações onde seja necessário o controle de temperatura e umidade, destacando entre eles o ramo da charcutaria, chocadeiras, estufas, refrigeração, secagem de grãos e saunas. Mas o que tem no Controlador de temperatura e umidade? O controlador A103 PID U conta com um sensor de temperatura e umidade comandando assim 3 saídas. Uma destas saídas é a saída TRIAC para aquecimento, onde é utilizado o controle PID (Proporcional, integral e derivativo). As outras duas saídas relé, uma sendo a saída de umidade e outra sendo um relé auxiliar. O A103 PID U conta com a função de auto-tuning onde o algoritmo vai calcular automaticamente os melhores valores para o controle PID na utilização da saída TRIAC, com isso reduzindo a variação de temperatura. Na Saída do relé de umidade pode ser definida a utilização para umidificação como para desumidificação e na outra saída pode ser configurado como: refrigeração, aquecimento auxiliar ou timer cíclico. Todas as facilidades e comodidades da linha Black Além das características únicas do controlador A103 PID U ele também tem características de todos os outros produtos da Linha Black da Ageon que facilitam o uso e tornam a utilização mais tranquila. Design dos controladores A linha conta com um painel com acabamento sofisticado com um visor de acrílico na frente de um painel emborrachado. O grau de proteção IP65 (protege contra poeira e jatos de água), conta também com 6 teclas para programação e navegação entre os parâmetros. Fixação A fixação dos controladores dessa linha pode ser feita com a utilização das presilhas convencionais para esse tipo de produto. Além disso, também possui a opção de fixar os controladores sem ter acesso a parte traseira do aparelho. Para isso basta usar a furação destinada a fixação com parafusos que fica posicionado na parte interna do visor acrílico. Programação e conexão A Linha Black conta com a opção de utilizar a FastKey, uma chave de programação que possibilita configurar os parâmetros de muitos controladores em um tempo reduzido, assim reduzindo custos. Com isso pode copiar a configuração de um controlador e replicar essa mesma receita para outros controladores. A FastKey tem a possibilidade de gravar até 9 receitas. A conexão remota também está disponível para a ser utilizada com o ArcSys para monitoramento online, através do conector USB na lateral do aparelho e utilizando o adaptador RS-485.Deseja saber mais sobre os controladores de temperatura e umidade A103 PID U? Entre em contato com nossa equipe e conheça outras vantagens deste modelo.

Como regular a temperatura de um tanque resfriador de leite?

26/05/2021 - Refrigeração
Já falamos aqui no blog sobre a utilização e sobre a instalação de termostatos em tanques resfriadores de leite. Esses equipamentos são muitos importantes para manter a qualidade do leite após a ordenha. Hoje falaremos sobre uma dúvida muito comum de quem atua nesta área: como regular a temperatura do resfriador de leite? O ajuste da temperatura do seu equipamento deve ser feito no termostato do resfriador. Os termostatos Ageon mais utilizados para esta aplicação são os modelos Linha Black A104 e H104. Esses modelos podem ser configurados da mesma forma. Veja a lista abaixo: Regulando temperatura do Resfriador de Leite Certifique-se de que o display do termostato está apresentando a temperatura atualPressione a tecla "SET" e a mantenha pressionadaA temperatura de controle (setpoint) será exibidaUtilize as teclas "cima" e "baixo" para ajustar a nova temperatura de controleApós selecionar a temperatura desejada, solte todas as teclas. Após seguir estes passos, seu termostato já estará configurado para trabalhar na temperatura desejada. Caso possua dúvidas na configuração do seu produto, entre em contato com nosso suporte técnico através do telefone (48) 3028-8878. Bônus: acionando o Agitador Outra característica dos termostatos citados anteriormente é que, além do controle de temperatura, eles também controlam o funcionamento do agitador. De modo geral, o agitador é acionado sempre que o compressor é ligado. Quando o compressor desliga, o agitador funciona em modo timer cíclico, ou seja, liga e desliga conforme uma temporização predefinida. Termostatos Ageon para Resfriadores de Leite Como citamos acima, os principais modelos de termostatos da Ageon utilizados em resfriadores de leite são Linha Black A104 e H104. Ambos os modelo possuem duas saídas a relé. A primeira saída realiza o controle de temperatura e geralmente é ligada a um compressor. Já a segunda saída possui funções de temporização e é responsável pelo acionamento do agitador. A particularidade destes modelos fica por conta do monitor de tensão incorporado. Este recurso protege o equipamento, evitando prejuízos em caso de flutuações na rede elétrica. O modelo Linha Black A104 possui formato retangular e 6 teclas para facilitar a configuração e utilização. Possui também design diferenciado que agrega valor ao produto onde é utilizado. Já o modelo H104 se diferencia pelo seu formato exclusivo que permite três formas de fixação distintas: superfície plana, trilho DIN e furo Ø60mm. Isso facilita a instalação e garante mais versatilidade na utilização do controlador. Que tal conhecer melhor os controladores de temperatura da Ageon para resfriadores de leite? Entre em contato conosco e tire suas dúvidas.

Teste grátis ArcSys: Sistema de monitoramento de temperatura online

03/03/2021 - Aquecimento Solar, Charcutaria e Homebrewing, Refrigeração
Você sabe o que é um sistema de monitoramento de temperatura online? Neste post vamos falar sobre como esses sistemas dão tranquilidade e reduzem o tempo e o custo de suporte dos técnicos, instaladores e também para proprietários de estabelecimentos. No final do post, faça o teste do ArcSys e descubra como resolver os problemas de monitoramento de temperatura. O que é o monitoramento de temperatura online?Sistemas de monitoramento de temperatura: Tradicional vs. OnlineComo testar o Sistema de Monitoramento de Temperatura Online ArcSys? O que é o monitoramento de temperatura online? Sistemas de monitoramento de temperatura estão no mercado há alguns anos. De modo geral, esses sistemas permitem a supervisão online de controladores de temperatura, ou seja, é possível visualizar a temperatura dos seus equipamentos utilizando um dispositivo conectado à internet. No entanto, muitos sistemas como estes possuem uma instalação complexa e exigem conhecimentos avançados em informática. Recentemente surgiram no mercado os sistemas de monitoramento de temperatura online. É o caso do ArcSys Cloud, por exemplo. Utilizar um sistema online ou também chamado sistema na nuvem é muito mais prático e seguro do que os sistemas tradicionais. Mas o que é um sistema na nuvem? O conceito de “nuvem” está diretamente ligado à internet das coisas (IoT). Um serviço na nuvem não precisa da instalação de aplicativos e nem mesmo de armazenamento de dados. Isso ocorre porque são utilizados servidores remotos, localizados em centros de processamento de dados. Por isso seu acesso é muito mais fácil e rápido, além de agilizar o trabalho dos técnicos durante a instalação. Sistemas de monitoramento de temperatura: Tradicional vs. nuvem De modo geral as plataformas na nuvem possuem diversas vantagens em relação às plataformas tradicionais. Nos itens abaixo você verá a comparação do ArcSys Cloud com sistemas de monitoramento tradicionais encontrados no mercado. Sobre a estrutura Os sistemas de monitoramento de temperatura disponíveis no mercado geralmente exigem uma estrutura para funcionar. Em muitos casos é necessário um computador ligado 24 horas por dia e também a instalação de um programa específico. Sempre que um usuário deseja monitorar a temperatura do equipamento, na verdade ele estará acessando as informações salvas neste computador. Isso significa maior custo de instalação e consumo de energia mais elevado devido à exigência do computador. Enquanto isso, um sistema como o ArcSys Cloud funciona em servidores na nuvem, ou seja, não é preciso instalar nenhum programa e nem mesmo um computador dedicado. Para acessar as informações, basta um celular conectado à internet. O ArcSys Cloud é acessado diretamente do navegador (como o Google Chrome, Firefox, Safari, entre outros) através do endereço https://arcsys.cloud. Isso significa menor custo inicial e mais economia ao longo do tempo. Segurança das informações As informações salvas por um sistema de monitoramento devem ficar armazenadas em algum local. Nos sistemas tradicionais esse local costuma ser o computador citado no item acima, enquanto nos sistemas na nuvem as informações ficam salvas online e possuem backup de segurança. Na prática, isso significa que nos sistemas tradicionais as informações estão suscetíveis a roubos, incêndios e outros riscos. Qualquer um destes incidentes resultaria na perda total de todos os dados registrados. Já em um sistema na nuvem, como o ArcSys Cloud, a informação está armazenada em um grande servidor. Mesmo que um incidente ocorra e o servidor seja destruído, as informações possuem cópia de segurança que tornam praticamente impossível a perda dos dados. Quantidade de pontos de monitoramento A maior parte dos sistemas de monitoramento tradicionais permite um número limitado de pontos de monitoramento. Isso ocorre por diversos motivos, mas principalmente por limitações técnicas dos equipamentos. Já os sistemas de monitoramento na nuvem possuem sistemas mais robustos, pois estão baseados em servidores poderosos. Isso permite um maior número de pontos de monitoramento em uma mesma tela. O ArcSys Cloud, por exemplo, pode exibir um número virtualmente ilimitado de pontos de monitoramento em uma mesma tela. Isso é muito útil para técnicos e instaladores que oferecem o serviço de monitoramento para os seus clientes e também para empresas que possuem várias filiais. Configuração de alarmes Ambos os sistemas de monitoramento, tanto os tradicionais quanto os na nuvem, permitem a configuração de alarmes por e-mail. No entanto, os sistemas tradicionais costumam alertar os usuários apenas caso a temperatura dos equipamentos saia de uma faixa programada. Já os sistemas na nuvem possuem outras formas de alertar os usuários de que algo de errado ocorreu. Além dos alertas de temperatura, o ArcSys Cloud informa os contatos cadastrados sempre que houver uma queda na energia elétrica ou problemas na internet. Entre outros benefícios, isso pode evitar grandes prejuízos com perda de mercadorias. Como testar o Sistema de Monitoramento de Temperatura Online ArcSys? Veja abaixo como é simples testar o ArcSys e resolver seus problemas de monitoramento de temperatura. Insira seus dados Em primeiro lugar precisamos das suas informações para gerar seu login e senha. O ArcSys é um sistema seguro, por isso só é possível acessá-lo inserindo informações de login e senha corretos. Acesse o link enviado por e-mail Ao inserir seus dados, você receberá um e-mail com as informações de acesso do ArcSys. Click no link e utilize o login e senha enviados para iniciar o teste. Pronto! Você está utilizando o ArcSys Agora você possui 24 horas para visualizar todas as funções do ArcSys. Veja 32 controladores de temperatura em uma mesma tela, ajuste parâmetros, gere relatórios e muito mais. Tudo é fácil, prático e simples. Faça seu teste grátis: Nome: Telefone: E-mail: Empresa: Testar agora! // ENVIO $('#formSimuladorArcSys').submit(function(){ var nome = $('#formArticleNome').val(); var telefone = $('#formArticlePhone').val(); var email = $('#formArticleEmail').val(); var empresa = $('#formArticleEmpresa').val(); var param = { nome: nome, telefone: telefone, email: email, empresa: empresa }; enviaContato(param); return false; }); function enviaContato(param){ var url = "http://simulador.arcsys.com.br/cgi/teste-gratis/simulador-arcsys.php"; setTimeout(function(){ alert('Enviamos os dados de acesso para o e-mail informada.\nClique no link enviado para acessar o ArcSys.'); },500); $.get(url, param, function(data,status){ var result = new Function(data); gtag('event', 'Interação Blog', {'event_category':'Simulador ArcSys', 'event_label':'Post - Simulador ArcSys'}); return(result()); }); } Desejo mais informações sobre essa tecnologia. E agora? Se você acha que um sistema de monitoramento de temperatura na nuvem pode ser útil para você, a Ageon pode ajudar. Se você é um técnico ou instalador, oferecer um serviço de monitoramento para os seus clientes pode ser um diferencial no mercado. Se você possui um estabelecimento e precisa de monitoramento da sua mercadoria, um sistema na nuvem pode ser a solução ideal para você. A Ageon possui o ArcSys Cloud que foi feito especialmente para estes casos. Com ele é possível monitorar os equipamentos em tempo real, gerar relatórios e configurar alarmes. Tudo isso com alguns toques na tela do seu celular. Que tal saber mais sobre esta tecnologia? Acesse a página ArcSys Cloud e fique por dentro.

O que é um controlador de temperatura duplo estágio?

18/11/2020 - Aquecimento, Automação, Charcutaria e Homebrewing, Refrigeração
Existem muitas aplicações em que um controlador de temperatura comum é insuficiente para manter a temperatura em uma faixa desejável. Por isso existem no mercado controladores com recursos extras e funções mais inteligentes. Esse é o caso dos controladores duplo estágio, por exemplo. Se você não conhece esse tipo de controlador, saiba que em muitos casos ele pode fazer o papel de dois controladores ao mesmo tempo. O que é um controlador Duplo Estágio? Em resumo, os controladores duplo estágio permitem o controle de dois pontos na escala de temperatura. Em outras palavras, é possível configurar dois setpoints e acionar duas cargas distintas e independentes utilizando o mesmo aparelho. Para entender o funcionamento de um termostato duplo estágio é importante primeiramente entender o funcionamento de um termostato comum. A maioria dos controladores de temperatura digitais aciona ou desliga um relé de acordo com uma temperatura predeterminada (setpoint). Em sistemas de refrigeração o controlador aciona o relé quando a temperatura está acima do setpoint, enquanto em sistemas de aquecimento o controlador aciona o relé quando a temperatura está abaixo do setpoint. Os controladores duplo estágio (ou de dois estágios, como também são conhecidos) funcionam de forma diferente. Eles possuem duas saídas a relé e cada uma delas possui suas configurações independentes de setpoint e função (aquecimento ou refrigeração). Na prática, isso significa que um controlador duplo estágio pode ser configurado para acionar um sistema de refrigeração quando a temperatura estiver muito alta e um sistema de aquecimento quando a temperatura estiver muito baixa, por exemplo. Um controlador que vale por dois Os controladores de temperatura duplo estágio são indicados para uma série de situações. Listamos abaixo alguns exemplos em que um só controlador como este pode substituir dois controladores comuns: Um aquário em que a água deve permanecer sempre entre 25°C e 30°C, acionando as ventoinhas ou o aquecedor dependendo da variação de temperatura do ambiente;Um CPD (centro de processamento de dados) que utiliza um aparelho de ar condicionado manter seus servidores sempre abaixo de 21°C, mas que em dias mais quentes precisa acionar um segundo aparelho de ar condicionado para evitar superaquecimento;Um cervejeiro caseiro que precisa realizar a fermentação sempre próxima a 18°C, acionando a geladeira quando a temperatura subir e uma lâmpada incandescente quando a temperatura descer. Linha Black A103: o controlador 6 em 1 da Ageon Se você acha que um controlador duplo estágio é interessante porque pode valer por dois controladores, saiba que é ainda melhor. A Ageon possui o controlador Linha Black A103 que traz muitos outros recursos além dos dois estágios no controle de temperatura. Na verdade, os controladores A103 pode ser utilizado de até 6 formas diferentes e possui funções tanto de refrigeração quanto de aquecimento. Ou seja, é um controlador de temperatura extremamente versátil e que possui um potencial enorme de aplicações. Que tal entrar em contato conosco e saber mais detalhes sobre esse aparelho?

Qual o melhor controlador de temperatura para Aquecimento Solar?

07/10/2020 - Aquecimento Solar
Para que um sistema de aquecimento solar funcione perfeitamente é necessário um controle de temperatura eficiente. Seja no aquecimento de água para banho ou para piscinas, um controlador de temperatura de qualidade faz a diferença nos resultados obtidos com a instalação. Além da qualidade do controlador, também é importante verificar os recursos que cada aplicação exige. Existem diversas opções de controladores no mercado, cada uma com suas particularidades. Para facilitar esta escolha criamos este guia para ajudá-lo a identificar o melhor controlador para o seu sistema de aquecimento solar. Qual controlador devo escolher? Antes de adquirir seu aparelho é importante ter em mente as necessidades do seu sistema de aquecimento solar. Alguns sistemas precisam apenas do acionamento da bomba de circulação. Em outros casos é necessário acionar um apoio quando a água não atinge uma temperatura específica. Existem ainda situações onde é preciso mais de um apoio. Cada aplicação pode exigir um tipo específico de controlador de temperatura e por isso é importante conhecer as opções. Veja abaixo: Acionamento automático da bombaAcionamento da bomba e apoio (com agenda de eventos)Bomba, apoio, agenda de eventos e filtragem ou recirculação Acionamento Automático da Bomba Alguns modelos de controladores de temperatura realizam apenas o acionamento automático da bomba de circulação. São a opção mais simples de controladores para aquecimento solar. De acordo com a diferença de temperatura entre os coletores e o reservatório, esses aparelhos acionam a bomba para equilibrar a temperatura entre os dois pontos. Apesar de utilizados também em sistemas de aquecimento para banho, na maioria dos casos esse tipo de controlador é utilizado em piscinas. Entre as principais opções da Ageon para este tipo de aplicação estão os modelos AutomaSol TDI, SolarTouch SL1 e Linha Black A108. Acionamento da Bomba e Apoio (com Agenda de Eventos) Em sistemas de aquecimento solar para banho é comum a utilização de um apoio para aquecer a água em dias de menor incidência de sol. Geralmente o apoio é composto de uma resistência elétrica presente no reservatório. Controladores de temperatura para acionamento da bomba de circulação e um apoio são os mais comuns no mercado. Em alguns casos é preciso realizar algumas funções em horários definidos, ou em determinados dias da semana. Para esses casos existem controladores com agenda de eventos. Eles permitem a desativação do sistema ou o acionamento do apoio em horários específicos, de forma automática. Os controladores Ageon que possuem esse recurso são o AutomaSol TDA, e o SolarTouch SL2. Este último ainda possui um recurso adicional: o segundo apoio. Bomba, Apoio, Agenda de Eventos e Filtragem ou Recirculação Em alguns projetos mais complexos é necessário que o controlador de temperatura também automatize outros processos. Seja a filtragem da água em piscinas, ou mesmo a recirculação da água na tubulação, é preciso um controlador robusto que permita o controle total do sistema em um único aparelho. Para esses casos, exite o SolarTouch SL3, que possui quatro saídas. A primeira saída é responsável pelo acionamento da bomba de circulação. A segunda e terceira saídas são destinadas ao apoio.  A quarta saída é configurável e pode acionar o terceiro apoio, a filtragem da água ou a recirculação.

Quando utilizar um Controlador de Temperatura com Duplo Estágio?

30/09/2020 - Aquecimento, Automação, Charcutaria e Homebrewing, Refrigeração
Você conhece os controladores de duplo estágio? Esses aparelhos já foram tema de posts aqui no blog, onde explicamos o que são e qual o seu funcionamento. Em resumo, controladores com duplo estágio permitem o acionamento de duas cargas independentes, em diferentes pontos da escala de temperatura. A compreensão destes aparelhos fica mais fácil com o exemplo abaixo: Um fabricante de cerveja artesanal precisa manter o mosto a uma temperatura de 18°C durante a fermentação. No entanto, este fabricante mora em uma região onde a temperatura varia entre 12°C e 25°C em um único dia. Isso significa que em alguns momentos do dia é preciso aquecer o mosto, enquanto em outros momentos é preciso resfriá-lo. Por esse motivo o fabricante irá utilizar uma geladeira onde o mosto será armazenado para a fermentação. Dentro desta geladeira haverá também uma lâmpada. Assim, o compressor da geladeira fará o resfriamento do mosto, e a lâmpada será responsável pelo aquecimento. Para controlar a geladeira e a lâmpada do exemplo acima, são necessários controladores de temperatura. Existem diversos modelos no mercado, com diferentes configurações. As soluções mais comuns são as seguintes: 1 - Utilizar um controlador com saída NA/NF É comum que, visando o baixo custo a curto prazo, muitas pessoas optem por realizar este tipo de controle utilizando um controlador com saída NA/NF. Estes controladores possuem uma única saída que pode assumir dois estados: normalmente aberto (NA) ou normalmente fechado (NF). Uma saída é ligada à geladeira, para resfriamento do mosto, e a outra é ligada à lâmpada, para o aquecimento. Uma destas duas saídas sempre estará acionada. Isso gera três problemas principais: Em primeiro lugar, a temperatura nunca irá se estabilizar, pois quando a geladeira desliga, a lâmpada é acionada imediatamente.O segundo problema é o consumo excessivo de energia elétrica, já que sempre haverá um equipamento ligado.O terceiro problema, decorrente dos dois anteriores, é o desgaste excessivo do equipamento. Sua consequência é a redução da vida útil, tanto da geladeira quanto da lâmpada. 2 - Utilizar dois controladores simples É possível utilizar também dois controladores simples para fazer o controle da temperatura no exemplo acima. Um dos controladores seria ligado à geladeira, acionando o compressor quando a temperatura do mosto estiver acima dos 18,3°C, por exemplo. O outro controlador seria ligado à lâmpada, que seria acionada quando a temperatura estiver abaixo dos 17,7°C, por exemplo. Como são dois controladores independentes, a estabilidade da temperatura não seria prejudicada, já que os equipamentos só seriam acionados quando necessário. O consumo de energia também não seria tão elevando quanto no caso anterior, já que haveria momentos em que tanto a geladeira quanto a lâmpada estariam desligadas. O problema desta solução é um custo inicial alto, já que é preciso adquirir dois controladores de temperatura. 3 - Utilizar um Controlador de Temperatura com Duplo Estágio A solução ideal para casos como o exemplo acima é a utilização de controladores com duplo estágio. Estes aparelhos (como o modelo Linha Black A103 da Ageon) possuem um sensor e duas saídas independentes. Cada uma das saídas pode possuir diferentes configurações de SetPoint (temperatura de controle) e pode funcionar nos modos de aquecimento ou refrigeração. No exemplo, um controlador duplo estágio teria uma saída ligada à geladeira, configurada para refrigeração. A outra saída seria ligada à lâmpada, configurada para aquecimento. Dessa forma, o controlador manteria a temperatura ideal, acionando os equipamentos apenas quando necessário, porém com um custo menor do que a aquisição de dois controladores simples. Além de controlar a temperatura de forma eficaz, um controlador duplo estágio possui ótimo custo-benefício para a aplicação, já que também evita o desgaste excessivo dos equipamentos. Sobre o controlador duplo estágio Linha Black A103 Se você procura um controlador de temperatura versátil, o modelo Linha Black A103 é a solução ideal. Pode ser utilizado tanto como como um controlador duplo estágio como controlador duplo, ou seja, o funcionamento de dois controladores em um só aparelho. Acesse o site da Ageon e conheça todos os recursos deste controlador.

Qual o melhor controlador de temperatura para refrigeração?

27/08/2020 - Refrigeração
Se você trabalha com refrigeração provavelmente já ficou em dúvida entre tantos modelos de controlador de temperatura disponíveis no mercado. São diversos aparelhos disponíveis, cada um com suas especificações e particularidades. Neste post vamos falar sobre como escolher o melhor controlador de temperatura para refrigeração. Tipos controladores de temperatura para refrigeração Em primeiro lugar é importante definir quais são os tipos de controladores utilizados para refrigeração. Refrigeração por si só é um termo bastante abrangente. Dentro do leque da refrigeração estão aplicações desde expositores de bebidas até câmaras frigoríficas, por exemplo. É justamente por isso que existem tantos modelos diferentes de controladores de temperatura para refrigeração. Neste post vamos dividir refrigeração nos seguintes grupos: Controladores de temperatura para resfriados (degelo natural)Controladores de temperatura para congelados (degelo elétrico ou gás)Controladores de temperatura para expositores de bebidas (geladeiras cervejeiras)Quadros de comando para câmaras frigoríficas Controladores de temperatura para resfriados (degelo natural) O termo "controlador para resfriados" é bastante comum no mercado da refrigeração. Geralmente ele se refere a aplicações cujo setpoint é pelo menos 2 °C a 5°C, ou seja, em que não há o congelamento. Por isso os sistemas de refrigeração destas aplicações utilizam degelo natural. Como o sistema de degelo dessas aplicações é natural, os controladores de temperatura para resfriados precisam de apenas uma saída para refrigeração. No entanto o controlador deve possuir duas funções principais. A primeira delas é justamente gerenciar o acionamento do compressor, por exemplo, para manter o equilíbrio térmico. A segunda função é gerenciar os períodos em que o compressor deve ficar desligado independente da temperatura para a realização do degelo. O modelo Linha Black A102 é um exemplo de controlador de temperatura para resfriados com saída para refrigeração e degelo natural. Além disso, o modelo A102 ainda possui a função Modo Econômico para a redução no consumo de energia. Controladores de temperatura para congelados (degelo elétrico ou gás) Diferente dos modelos citados acima, os controladores de temperatura para congelados são utilizados em aplicações com setpoint muito próximo ou abaixo de 0 °C, como balcões e ilhas de congelados, por exemplo. Nessas aplicações o degelo natural é insuficiente e por isso é necessário um sistema de degelo forçado, que pode ser elétrico ou por gás quente na maioria dos casos. Os controladores de temperatura para congelados precisam, portanto, fazer mais do que simplesmente acionar o compressor para manter a temperatura. O ciclo de funcionamento de um controlador para congelados é um pouco mais complexo. Como eles também são responsáveis pelo degelo, os controladores para congelados precisam de outras saídas. Além da saída para refrigeração, esses controladores também possuem uma saída para acionar o degelo forçado e outra saída para acionamento dos ventiladores. O controlador de temperatura Linha Black A106 é um modelo bastante indicado para balcões e ilhas de congelados, por exemplo. Até mesmo câmaras frigoríficas utilizam este modelo. Da mesma forma que o controlador A102, o modelo A106 também possuem a função Modo Econômico para economia de energia elétrica. Controladores de temperatura para expositores de bebidas (geladeiras cervejeiras) No ramo da refrigeração também é comum ouvirmos sobre controladores para expositores de bebidas ou controladores para geladeiras cervejeiras. De modo geral o funcionamento desses controladores se assemelha muito com o funcionamento dos controladores para congelados. No entanto existem algumas diferenças importantes para se considerar. Os controladores de temperatura para expositores de bebidas possuem mais saídas além das saídas para refrigeração, degelo e ventiladores. Esses controladores também possuem uma saída para a iluminação, já que esta é uma função importante para geladeiras expositoras de bebidas. Outra característica importante é o tamanho do display. Os controladores para geladeiras expositoras costumam possuir display maior já que dessa forma a visualização da temperatura à distância é facilitada. Seu formato também custuma ser diferente, permitindo a instalação diretamente na porta da geladeira expositora. Modelos como o controlador K116 BigDisplay possuem ainda outros recursos adicionais. A entrada digital para sensor de porta, por exemplo, permite que o controlador entre em Modo Econômico automaticamente depois de determinado tempo com a porta fechada. Outra característica importante também é o monitor de tensão, que proteje o equipamento em caso de flutuações na rede. Quadros de comando para câmaras frigoríficas Controladores para congelados podem ser utilizados também para câmaras frigoríficas. No entanto, como essas aplicações demandam diversos outros componentes adicionais, muitas vezes o controlador de temperatura é instalado em um quadro de comando junto a outros dispositivos. Além do controlador de temperatura, quadros de comando para câmaras frigoríficas possuem componentes auxiliares de proteção, como disjuntores, fusíveis, entre outros. A montagem desses quadros exige um tempo considerável e por isso surgiu o SmartSet Max, que oferece soluções completas em quadros de comando para câmaras frigoríficas. O SmartSet Max possui versões para congelados e resfriados, em diversas potências e com diversos dispositivos de proteção. Além disso, é possível escolher entre diversas opções e receber o quadro de comando pronto para instalação, de acordo com cada necessidade.

Configurando um controlador de temperatura: Parâmetros Básicos

06/08/2020 - Aquecimento, Aquecimento Solar, Automação, Charcutaria e Homebrewing, Chocadeiras, Refrigeração
Quando falamos de controladores de temperatura alguns parâmetros são comuns a diversos modelos. Setpoint, histerese e calibração, por exemplo, são termos utilizados com frequência para nos referirmos a alguns dos principais ajustes a serem realizados no controlador antes de sua utilização. Neste post vamos apresentar os parâmetros básicos para a configuração de um controlador de temperatura e como configurá-los nos controladores Ageon. Setpoint - Temperatura de controleHisterese ou DiferencialRetardo na energizaçãoRetardo após acionamento ou desacionamento do reléCalibração do sensor de temperatura Setpoint - Temperatura de controle O setpoint é o mais básico de todos os parâmetros dos controladores de temperatura. Este parâmetro deve ser configurado com a temperatura na qual o sistema deve se manter ou, em outras palavras, a temperatura na qual o sistema de aquecimento ou refrigeração deve ser desligado. Se você possui uma câmara refrigerada e deseja que ela permaneça a 5°C, por exemplo, o setpont deve ser ajustado para 5°C. Na maioria dos controladores de temperatura Ageon o setpoint ajustado pode ser visualizado pressionando a tecla SET. Ainda com a tecla pressionada também é possível ajustar seu valor, utilizando as teclas Cima e Baixo para atingir o valor desejado. Histerese ou Diferencial Da mesma forma que o setpoint determina a temperatura na qual o sistema de aquecimento ou refrigeração é desativado, a histerese determina a temperatura na qual o sistema será ligado novamente. No entanto, a histerese é ajustada com um valor de temperatura absoluto, mas sim uma diferença em relação ao valor definido no setpoint. Voltando ao exemplo da câmara refrigerada em que definimos o setpoint em 5°C. Dessa forma, o compressor ficará acionado até que a temperatura atinja 5°C e então será desligado. Naturalmente, com o passar do tempo a temperatura tende a subir e em algum momento o compressor deve ser acionado novamente para que a temperatura volte à faixa desejada. Assim, caso desejarmos que a temperatura não ultrapasse 7°C, devemos ajustar a histerese para 2°C. Como se trata de uma diferença em relação ao setpoint, o compressor será desligado quando atingir o setpoint (5°C) e será ligado novamente quando atingir a histerese (7°C = 5°C + 2°C). Em grande parte dos controladores de temperatura Ageon a histerese pode ser ajustada no parâmetro r0 e permite valores de até 20°C. Se você deseja saber mais sobre este parâmetro, temos um post que fala exatamente sobre o que é a histerese em um controlador de temperatura. Vale ressaltar que os controladores com final PID (A103 PID, K103 PID, G103 PID) não possuem ajuste de histerese pois esses controladores estimulam a ação de controle ao menor desvio.  Retardo na energização Considere o momento em que a energia elétrica é reestabelecida após uma queda. Neste momento, vários equipamentos elétricos são ligados ao mesmo tempo, gerando um pico de corrente que pode danificar vários aparelhos. Para evitar o acionamento simultâneo dos equipamentos e prevenir os equipamentos dos picos de corrente os controladores de temperatura possuem um parâmetro de retardo. Este parâmetro permite configurar um tempo entre o acionamento do controlador e o acionamento da carga. Ou seja, se definirmos o retardo na energização em 1 minuto, a carga só será acionada 1 minuto depois que o controlador for energizado. Nos controladores Ageon o parâmetro r9 permite ajustar o retardo na energização do aparelho em até 20 minutos. Retardo após acionamento ou desacionamento do relé De modo geral os controladores de temperatura costumam acionar cargas através de relés. Esses dispositivos funcionam como interruptores eletromecânicos, que podem ser ligados ou desligados. No entanto, sua vida útil está diretamente relacionada à quantidade de acionamentos ou desacionamentos efetuados. Quanto maior a frequência de acionamentos e desacionamentos de um relé, menor será sua vida útil. Da mesma forma, as cargas acionadas pelo relé também podem ser prejudicadas caso essa frequência de acionamentos seja muito elevada. Por isso os controladores de temperatura possuem parâmetros de retardo após o acionamento e após o desacionamento do relé. Estes parâmetros funcionam da seguinte forma: Retardo após o acionamento do relé - O tempo mínimo em que o relé ficará ligado a cada acionamento, independente da temperatura. No exemplo da câmara refrigerada, caso definirmos esse parâmetro como 2 minutos, sempre que o compressor for acionado ele ficará acionado por pelo menos 2 minutos. Após esse tempo, caso o setpoint for atingido o compressor desliga. Caso contrário o compressor ficará acionado até que o setpoint seja atingido. Retardo após desacionamento do relé - Da mesma forma que o parâmetro anterior, este parâmetro determina o tempo mínimo que o relé ficará desligado a cada desacionamento. Voltando ao exemplo da câmara resfriada, caso definirmos este parâmetro como 1 minuto, sempre que o setpoint for atingido o relé ficará desligado por 1 minuto. Após esse tempo, se a temperatura for maior que a histerese o relé é acionado novamente. Caso contrário, permanecerá desligado até que a temperatura ultrapasse o valor da histerese. Em determinados modelos de controladores Ageon o retardo após o acionamento do relé pode ser ajustado no parâmetro C1, enquanto o retardo após o desacionamento do relé pode ser ajustado no parâmetro C2. Ambos os parâmetros permitem um retardo de até 20 minutos. Calibração do sensor de temperatura A temperatura exibida pelo display do controlador de temperatura está diferente da temperatura medida por um termômetro aferido? Todo instrumento de medição, independente da grandeza a ser medida, está sujeito a variações. Assim, se for verificado que o termostato apresenta uma diferença constante na temperatura, é possível ajustá-lo para corrigir esta diferença através do parâmetro de calibração do sensor. Ele permite a compensação em 15°C para mais ou para menos, anulando a discrepância entre os valores apresentados. Supondo que um controlador de temperatura está apresentando 12°C enquanto um termômetro aferido apresenta 10°C na mesma situação, é possível configurar o parâmetro de calibração do sensor em -2°C para que ambos os aparelhos exibam a mesma temperatura. A calibração do sensor pode ser realizada no parâmetro r9 da maioria dos controladores de temperatura Ageon. Se você deseja saber mais sobre a calibração do sensor, temos um post que explica como calibrar o sensor de temperatura do controlador. Recomendamos que a instalação e configuração dos controladores de temperatura seja realizada por um profissional qualificado. Em caso de dúvidas, o suporte técnico Ageon está disponível através do telefone (48) 3028-8878.

Controle de temperatura em geladeira para fermentação de cerveja

22/07/2020 - Charcutaria e Homebrewing
.schema-how-to-step-name{ font-size: 2rem; } .schema-how-to-step{ text-align: left; } .schema-how-to-step-text{ text-align: justify; } Você possui uma geladeira comum e quer utilizá-la para fermentar cerveja artesanal? Então este post vai ajudar.Você verá como instalar o controlador de temperatura e transformar seu refrigerador em uma tipica geladeira para fermentação. Ajustando a Geladeira Em primeiro lugar é necessário ajustar sua geladeira para a potência máxima. Dessa forma o controle de temperatura será realizado somente pelo controlador que será instalado, e não pelo termostato interno da geladeira. Escolhendo o Controlador de Temperatura Como deve ser realizado o controle de temperatura da sua geladeira para fermentação? De acordo com sua região você pode precisar apenas refrigerar a mistura para atingir a temperatura desejada. Em algumas regiões com grande amplitude térmica, no entanto, pode ser necessário refrigerar e aquecer a mistura, dependendo da temperatura externa. Também é possível utilizar um único controlador de temperatura em duas geladeiras distintas, realizando o controle independente em cada uma delas. Por isso é importante definir: qual sua necessidade?• Se você precisa apenas refrigerar, o controlador recomendado é o modelo Linha Black A102.• Se você precisa refrigerar e aquecer dependendo da temperatura externa, o recomendado é o modelo Linha Black A103 (em modo duplo estágio).• Se você quer controlar duas geladeiras com o mesmo controlador, o modelo Linha Black A103 (em modo controlador duplo) é o mais indicado. Instalando o Controlador de temperatura A102 na geladeira O controlador A102 é um termostato simples, ou seja, acionam ou desligam um equipamento com base em uma temperatura configurada (setpoint). Apesar de possuir opção de funcionamento para aquecimento, em uma geladeira para fermentação o controlador A102 costuma ser utilizado para refrigeração, ligando a geladeira quando a temperatura está mais alta do que o valor desejado. Na imagem abaixo é possível visualizar como realizar a instalação do controlador na geladeira. Instalando o Controlador de Temperatura A103 para geladeira com aquecimento (modo duplo estágio) O controlador de temperatura A103 é bastante versátil. Não é por menos que é considerado o controlador 6 em 1 da Ageon. Na fabricação de cerveja artesanal ele pode ser usado em modo duplo estágio, ou seja, acionar um sistema de aquecimento caso a temperatura esteja muito baixa ou acionar um sistema de refrigeração caso a temperatura esteja muito alta. No exemplo abaixo mostramos como ele pode ser ligado a uma geladeira (refrigeração) e em uma lâmpara (aquecimento). Instalando o Controlador de Temperatura A103 em duas geladeiras (modo controlador duplo) Além do modo duplo estágio, o controlador A103 também pode ser utilizado como controlador duplo. Isso significa que ele pode funcionar como dois controladores independentes em um único aparelho, ou seja, possuir um setpoint diferente para cada geladeira e acioná-las separadamente.