Posts sobre "Refrigeração "

Checklist: cuidados com o sensor de temperatura em resfriadores de leite

25/07/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
O controle de temperatura é essencial para o funcionamento dos tanques resfriadores de leite. Esses equipamentos costumam utilizar termostatos digitais que acionam o sistema de refrigeração e, em muitos casos, acionam também o agitador. No entanto, todo o processo de controle térmico se inicia por um ponto: o sensor de temperatura. Neste post vamos dar dicas para evitar problemas com o sensor de temperatura e manter o resfriador de leite funcionando conforme esperado.   O que ocorre quando o sensor de temperatura está danificado? Problemas no sensor de temperatura comprometem o funcionamento do resfriador por completo, pois o termostato deixa de medir a temperatura do leite. Em muitos casos, o termostato apresenta uma mensagem de erro quando uma falha no sensor é detectada. Nos controladores de temperatura Ageon para resfriadores de leite, por exemplo, o código "E1" é exibido no display caso o sensor apresente defeito. O aparelho então desativa a saída do compressor, interrompendo o processo de refrigeração. Entretanto, em alguns casos o termostato não consegue identificar o problema no sensor. Nesses casos o sensor passa a registrar a temperatura incorretamente, exibindo um valor diferente da temperatura real do leite. Isso pode resultar em má refrigeração ou em congelamento do leite. Problemas com o sensor de temperatura podem causar prejuízos e risco de perda de mercadoria por falta de controle térmico. Para evitar que isso ocorra, confira o checklist abaixo e aumente a vida útil do sensor.   Cuidados com o sensor de temperatura do resfriador de leite As dicas abaixo são fundamentais para garantir a durabilidade do sensor de temperatura utilizado em resfriadores de leite. Utilize este checklist para se certificar que o sensor será utilizado em condições ideais de funcionamento: Checklist: Sensor de temperatura do resfriador de leite Clique nos itens que estão de acordo com a sua instalação   O sensor é utilizado dentro das especificações de temperatura e umidade (conforme manual do produto) O sensor foi calibrado de acordo com um termômetro aferido A emenda do cabo do sensor foi realizada corretamente utilizando cabo pp 2x24 awg (recomendado o uso de tubo termo retrátil) O cabo do sensor não possui mais de 100 metros O cabo e a ponta do sensor não estão pressionados, amassados ou comprimidos O sensor está distante de objetos cortantes, pontiagudos ou perfurantes O sensor está distante de equipamentos que geram interferência, conforme as normas técnicas vigentes (como motores e contatores, por exemplo) O sensor está aplicado em um poço termométrico (recomendado) A aplicação do sensor está de acordo com 0% das recomendações .calcInput:checked + label{text-decoration: line-through;color: #999999; var inputs = document.getElementsByClassName("calcInput"); for(var i="0"; i 50){ bgcolor = "#fff89e"; }; document.getElementById("calcPar").style.backgroundColor = bgcolor; document.getElementById("calcResult").innerHTML = result+"%"; gtag('event', 'Interação Blog', {'event_category':'Checklist', 'event_label':'Post - Sensor Resfriador de Leite'}); };   Ao utilizar o sensor seguindo 100% das recomendações acima, a vida útil do aparelho será maior. Dessa forma evitam-se os problemas citados anteriormente, como a perda de mercadoria por falta de controle de temperatura. *** O que você achou deste post? O checklist foi útil? Deixe seu comentário abaixo.

Ciclo de degelo de um controlador de temperatura para refrigeração

18/07/2018 - Controladores de Temperatura, Refrigeração
O degelo é uma etapa muito importante quando se fala em refrigeração. Já falamos aqui no blog sobre sobre os principais tipos de degelo e sobre como esse processo é responsável por manter a eficiência do sistema. O degelo pode ser realizado em ciclos automáticos gerenciados pelo controlador de temperatura, por exemplo. São algumas etapas que ocorrem em sequência e então voltam a se repetir. Neste post vamos falar justamente sobre as etapas de um sistema de refrigeração com ciclo de degelo e como o controlador de temperatura funciona em cada uma delas.   Quais as etapas de um sistema de refrigeração com ciclo de degelo? Primeiramente é essencial identificar as etapas do sistema de refrigeração que possui ciclo de degelo. Podemos considerar quatro etapas ao todo, utilizando como exemplo o processo dos controladores Ageon para refrigeração. As etapas são as seguintes: 1. Refrigeração 2. Degelo 3. Drenagem 4. Atraso nos ventiladores Cada uma dessas etapas possui um objetivo bem definido e o controlador de temperatura se comporta de forma diferente em cada uma delas. Em seguida você pode visualizar uma explicação mais detalhada de cada etapa. 1. Refrigeração Esta é a etapa fundamental de qualquer sistema de refrigeração, pois é nela que ocorre o controle de temperatura. Nesta etapa o compressor é acionado automaticamente pelo controlador para atingir a temperatura configurada. Os ventiladores podem funcionar de duas formas durante esta etapa, de acordo com a configuração do controlador. É possível que os ventiladores fiquem sempre acionados durante a refrigeração ou que sejam acionados apenas quando o compressor estiver ligado. 2. Degelo Como o nome sugere, esta etapa é onde o degelo ocorre efetivamente. O compressor é desativado e, dessa forma, o controle de temperatura é interrompido. Assim, o gelo presente no evaporador começa a derreter.  Em sistemas com degelo natural o compressor permanece desligado pelo tempo definido na configuração. Em sistemas com degelo elétrico ou gás quente, a saída de degelo fica acionada por um tempo configurável ou até que a temperatura do evaporador atinja um determinado valor. Durante a etapa de degelo o ventilador pode ficar ativado ou não, de acordo com a configuração do controlador. 3. Drenagem Após a realização do degelo, a etapa de drenagem permite que a água presente no evaporador escorra até o reservatório. A duração desta etapa é configurável. As saídas do compressor e do degelo ficam desativadas enquanto a drenagem ocorre. O ventilador pode ou não ser acionado, de acordo com a temperatura do evaporador. 4. Atraso nos ventiladores Nos sistemas que utilizam degelo elétrico ou por gás quente, a temperatura no evaporador costuma aumentar durante o degelo. Por isso existe a etapa de atraso nos ventiladores. Nesta etapa o compressor é acionado, retirando o calor do evaporador. No entanto os ventiladores permanecem desligados para evitar que o calor se espalhe no interior do equipamento.   Verificando a etapa atual do ciclo de degelo nos controladores Ageon Se você possui um controlador de temperatura Ageon para refrigeração, é possível identificar em qual etapa do ciclo o sistema se encontra. Para isso, basta pressionar a tecla "cima" do controlador. Em seguida, um dos códigos abaixo será exibido no display: rE - Refrigeração dE - Degelo dr - Drenagem Af - Atraso nos ventiladores Para visualizar quanto tempo resta para o final do ciclo, mantenha a tecla "Set" pressionada enquanto o estado atual for exibido. O display então mostrará qual o tempo restante para o fim do estado atual, conforme imagem. Além de visualizar o estado atual, também é possível avançar etapas no ciclo de degelo. Enquanto o estado atual for exibido no display, pressione a tecla "cima" por 4 segundos. Dessa forma, o controlador entrará automaticamente na etapa seguinte. Isto pode ser utilizado para forçar um degelo ou para pular a etapa de drenagem, por exemplo. *** Este post foi útil? Deixe seus comentários abaixo.

Por que sua Câmara Fria precisa do quadro de comando SmartSet Max?

04/05/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
O controle de uma câmara fria envolve diversos aspectos. Além do controle de temperatura, há o gerenciamento de degelos, proteções contra flutuações na rede e diversos outros fatores. É por isso que um quadro de comando de qualidade é essencial para o bom funcionamento da câmara. Pensando nisso a Ageon desenvolveu a linha SmartSet Max de quadros de comando. Neste post você verá porque os quadros SmartSet Max são a solução ideal para a sua câmara fria. Confira abaixo as principais vantagens desta linha.   Melhor visualização com o display de 30mm Os quadros SmartSet Max possuem display de 30 mm, que estão entre os maiores do mercado. Dessa forma a visualização das informações se torna mais fácil e mesmo à distância é possível identificar a temperatura da câmara e os alertas visuais do quadro de comando.   Painel frontal protegido para acesso às funções Muitos modelos de quadros de comando utilizam um controlador de temperatura comum acoplado a uma caixa plástica. Essa prática pode causar dois inconvenientes. Enquanto em alguns casos pode haver o pressionamento acidental das teclas do controlador, em outros existe a necessidade de abrir o quadro para ter acesso ao disjuntor geral. Para resolver esse problema, a linha SmartSet Max utiliza um controlador de temperatura exclusivo e também um painel frontal protegido. Para acessar as teclas de controle e configuração ou mesmo o disjuntor geral (liga/desliga), basta abrir a tampa de proteção. Assim as teclas ficam protegidas e ao mesmo seu acesso é extremamente fácil.   Monitor de tensão incorporado para proteção da câmara fria Problemas de flutuações na rede elétrica podem causar danos sérios aos componentes de uma câmara fria. É por isso que muitos técnicos e instaladores utilizam monitores de tensão como forma de proteger a câmara. Estes dispositivos detectam as variações de tensão da rede elétrica e desativam o equipamento caso uma tensão nociva seja detectada. Entretanto, a maioria dos quadros de comando possuem monitor de tensão externo. Outros ainda não possuem monitor de tensão, exigindo que este dispositivo seja adquirido e instalado à parte. A principal desvantagem desse tipo de instalação é que, ao ser detectada uma tensão fora da faixa especificada, todo o quadro de comando é desligado, geralmente sem nenhum tipo de alerta. Nos quadros de comando SmartSet Max o monitor de tensão é incorporado diretamente no controlador de temperatura. Assim, sempre que uma tensão nociva é detectada, as saídas do controlador são desativadas enquanto o display exibe o código de falha E10 e um alarme sonoro (beep duplo) é acionado.   Sua instalação de acordo com as normas técnicas Os quadros de comando SmartSet Max estão disponíveis em diversos modelos, para as mais variadas aplicações. É possível adquirir apenas o quadro com o controlador de temperatura, ou também o quadro de comando completo, com todos os componentes adicionais instalados (como contatores, disjuntores, fusíveis, entre outros). A principal vantagem de adquirir a versão completa dos quadros SmartSet Max é a praticidade na instalação. Além disso, a instalação dos componentes realizada pela Ageon está de acordo com as normas técnicas vigentes, garantindo a organização e a segurança da instalação. *** Você já conhecia os benefícios do quadro de comando SmartSet Max? Deixe seu comentário abaixo.

Qual o melhor Quadro de Comando para Câmara Frigorífica?

21/03/2018 - Dicas Ageon, Refrigeração
O quadro de comando é um item essencial para o bom funcionamento de uma câmara frigorífica. Como o nome sugere, os quadros de comando são responsáveis pelo controle das funções da câmara. Isso inclui o acionamento do sistema de refrigeração, dos ventiladores, o gerenciamento de degelo, entre outras funções. Escolher um bom quadro de comando irá influenciar diretamente no funcionamento da câmara frigorífica. É justamente pela importância deste equipamento que resolvemos criar um post dando dicas de quais aspectos levar em consideração antes de adquirir seu quadro.   Quadro de Comando para Câmara Frigorífica: como escolher? Existem muitas opções de quadros de comando no mercado. Para selecionar a melhor opção para a sua aplicação é importante se atentar a alguns detalhes. Reunimos abaixo os principais fatores que devem ser levados em conta para identificar o produto ideal para a sua necessidade. Alimentação Em primeiro lugar é necessário se atentar à alimentação da rede elétrica onde a câmara será instalada. Além da tensão (220V ou 380V, por exemplo), também é necessário identificar se a rede é monofásica ou trifásica. Instalar um quadro em uma rede com características diferentes das especificadas pode danificar ou inutilizar os componentes do sistema, como o compressor ou a resistência de degelo. Sistema de Refrigeração Para selecionar o melhor quadro de comando para sua câmara frigorífica é preciso dimensioná-lo corretamente para o sistema de refrigeração utilizado. Isso significa que as especificações do quadro devem estar de acordo com o compressor utilizado. Fatores como a potência e a corrente nominal do compressor são informações essenciais para a escolha do quadro. Dessa forma, um quadro de comando mal dimensionado para o sistema de refrigeração pode não funcionar ou mesmo danificar todo o sistema. Câmara de Congelados ou Resfriados Outro aspecto que deve ser levado em conta é a função da câmara frigorífica e o tipo de degelo utilizado. Geralmente nas câmaras de resfriados é mais comum o degelo natural, que consiste basicamente na desativação do sistema de refrigeração em períodos de tempo definidos. Já as câmaras de congelados costumam possuir degelo elétrico ou por gás quente, que exigem o acionamento de uma saída a relé. O quadro selecionado deve estar preparado para o tipo de degelo a ser utilizado na câmara. Câmaras que utilizam degelo elétrico ou por gás quente geralmente necessitam de um contator a mais no quadro de comando. Modo de Acionamento do Compressor De modo geral o sistema de refrigeração de uma câmara frigorífica pode ser acionado de duas formas: diretamente pelo compressor ou através de uma válvula solenóide. É importante compreender o modo de acionamento utilizado na câmara, pois isso interfere diretamente na escolha do quadro de comando. Alguns quadros suportam apenas o acionamento direto pelo compressor, enquanto outros suportam apenas o acionamento pela solenóide. Existem também alguns quadros que possuem as duas opções de acionamento, como o SmartSet Max.   Dica: Quadros de Comando SmartSet Max Os quadros de comando SmartSet Max são a solução da Ageon para câmaras frigoríficas. Foram projetados para permitir o controle total da câmara de maneira fácil e prática. Possuem teclas de acesso às principais funções no painel frontal e permitem o controle da refrigeração, do degelo e dos ventiladores. São totalmente personalizáveis e possuem diversas opções com alimentação 220V ou  380V, monofásica ou trifásica, para potências de 1,5HP a 5HP, para câmaras de congelados ou resfriados.  Todos os modelos do quadro SmartSetMax permitem o acionamento do compressor de forma direta ou por válvula solenóide. Possuem monitor eletrônico de tensão, assimetria modular e falta de fase (junto do controlador) para proteção do equipamento. Além disso, é possível adquirir o produto com vários componentes adicionais já instalados, como por exemplo: • Contator do compressor • Contator do degelo (versão para congelados) • Relé térmico para proteção do compressor • Fusíveis de proteção nas três fases Tudo isso facilita a instalação do quadro de comando, agilizando o trabalho de técnicos e instaladores e reduzindo o tempo necessário para a montagem da câmara. Que tal conhecer mais sobre os quadros de comando SmartSet Max? *** Deixe sua opinião sobre este post nos comentários abaixo.

Como regular a temperatura de um tanque resfriador de leite?

14/03/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
Já falamos aqui no blog sobre a utilização e sobre a instalação de termostatos em tanques resfriadores de leite. Esses equipamentos são muitos importantes para manter a qualidade do leite após a ordenha. Hoje falaremos sobre uma dúvida muito comum de quem atua nesta área: como regular a temperatura do resfriador de leite? O ajuste da temperatura do seu equipamento deve ser feito no termostato do resfriador. Os termostatos Ageon mais utilizados para esta aplicação são os modelos G103, H103, G104 e H104. Todos esses modelos podem ser configurados da mesma forma. Veja a lista abaixo: Regulando temperatura do Resfriador de Leite Certifique-se de que o display do termostato está apresentando a temperatura atual Pressione a tecla "SET" e a mantenha pressionada A temperatura de controle (setpoint) será exibida Utilize as teclas "cima" e "baixo" para ajustar a nova temperatura de controle Após selecionar a temperatura desejada, solte todas as teclas. Após seguir estes passos, seu termostato já estará configurado para trabalhar na temperatura desejada. Caso possua dúvidas na configuração do seu produto, entre em contato com nosso suporte técnico através do telefone (48) 3028-8878.   Bônus: acionando manualmente o Agitador Outra característica dos termostatos citados anteriormente é que, além do controle de temperatura, eles também controlam o funcionamento do agitador. De modo geral, o agitador é acionado sempre que o compressor é ligado. Quando o compressor desliga, o agitador funciona em modo timer cíclico, ou seja, liga e desliga conforme uma temporização predefinida. No entanto é possível acionar manualmente o agitador nos controladores Ageon de maneira muito simples. Basta manter pressionada a tecla "cima" por alguns segundos. Se o agitador estiver desativado, ele ligará. Se estiver ativado, irá desligar.   Termostatos Ageon para Resfriadores de Leite Como citamos acima, os principais modelos de termostatos da Ageon utilizados em resfriadores de leite são: G103, H103, G104 e H104. Os modelos G103 e H103 possuem duas saídas a relé. A primeira saída realiza o controle de temperatura e geralmente é ligada a um compressor. Já a segunda saída possui funções de temporização e é responsável pelo acionamento do agitador. Da mesma forma que os modelos anteriores, os modelos G104 e H104 também possuem duas saídas a relé, para controle da temperatura e para o agitador. A particularidade destes modelos fica por conta do monitor de tensão incorporado. Este recurso protege o equipamento, evitando prejuízos em caso de flutuações na rede elétrica. *** O que você achou dessas dicas? Foram úteis? Deixe seu comentário abaixo.

Quadro de Comando SmartSet Max – Componentes Auxiliares

10/05/2017 - Controladores de Temperatura, Refrigeração
Os recém lançados quadros de comando SmartSet Max são a solução ideal para câmaras frigoríficas. Realizam o controle do acionamento do compressor, ventiladores e degelo elétrico ou por gás quente. Seu painel frontal possui disjuntor termomagnético geral e indicadores luminosos para as funções. Todas essas características garantem muito mais praticidade na instalação e utilização das câmaras frigoríficas.   Componentes Auxiliares do SmartSet Max Outra característica do SmartSet Max são os componentes auxiliares. Os quadros de comando desta linha possuem opções de componentes auxiliares para se adequarem a diferentes necessidades. Abaixo estão os principais componentes que podem acompanhar os quadros de comando SmartSet Max:   Contatores Os contatores são dispositivos eletromecânicos utilizados para o acionamento de cargas elétricas. No caso do SmartSet Max, os contatores acionam o compressor e degelo elétrico (no modelo para câmaras de congelados).   Relé Térmico Para proteção de sobrecorrente do compressor, é utilizado um relé térmico com faixa ajustável para ser utilizado conforme os dados de placa do compressor.   Fusíveis Os porta-fusíveis padrão DIN comportam 3 fusíveis de vidro que fazem proteção da parte eletrônica e de comando do quadro, conforme NBR ABNT 5410.   Bônus! - Monitor de Tensão O monitor de tensão integrado na placa elimina a necessidade de relé falta de fase, fazendo também a proteção por sobre e subtensão, assimetria modular e sequência de fase. Este não é um componente opcional. Todos os quadros de comando desta linha possuem monitor de tensão incorporado. Caso sua necessidade não esteja descrita na lista acima, existe a opção de adquirir um SmartSet Max Básico. Este modelo não é acompanhado de nenhum componente adicional. Assim, seu espaço interno permite a instalação dos equipamentos desejados de forma prática e organizada. Os quadros de comando SmartSet Max possuem opções de 1HP a 5HP, monofásicos ou trifásicos, para câmaras de congelados ou resfriados. Ao todo são mais 16 opções disponíveis para atender a todas as necessidades de quadros para câmaras. A instalação dos quadros de comando SmartSet Max só deve ser realizada por um profissional qualificado. A Ageon não recomenda que pessoas sem os conhecimentos necessários realize a instalação. *** Você já conhece os quadros de comando SmartSet Max? Já sabia das opçãos de componentes adicionais? Deixe seu comentário abaixo.

Como instalar um Termostato em Resfriadores de Leite

15/02/2017 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
A utilização de termostatos digitais é cada vez mais comum em tanques resfriadores de leite. As vantagens destes aparelhos são muitas, desde a maior precisão no controle de temperatura até o acionamento automático do agitador. As opções com monitor de tensão incorporado ainda possuem outro diferencial: a proteção dos resfriadores de leite. A instalação dos termostatos nesta aplicação é relativamente simples, mas exige certos cuidados. Todo o processo se resume basicamente em quatro etapas.   Como instalar um Termostato em Resfriadores de Leite Verifique se a tensão da rede é compatível com a tensão de alimentação do aparelho. Posicione o sensor de temperatura corretamente em um poço termométrico. Realize a ligação do sensor, do compressor e do agitador. Energize o aparelho e configure de acordo com sua necessidade.   Verifique a tensão da Rede e do Termostato Antes de iniciar a instalação é necessário verificar se a tensão da rede é compatível com a alimentação do termostato. Energizar o aparelho com uma tensão acima ou abaixo da indicada irá causar danos, podendo até mesmo inutilizar o termostato. Os controladores G104 devem ser alimentados sempre em 220V. Já os controladores H104 podem ser alimentados em tensões de 85V a 300V.   Posicione o Sensor de Temperatura O sensor de temperatura do termostato nunca deve entrar em contato direto com o líquido. Para realizar sua fixação sem comprometer a leitura de temperatura é importante utilizar um poço termométrico. Vale lembrar que os sensores de temperatura possuem componentes sensíveis que não devem ser expostos à condições extremas de temperatura ou umidade.   Realize a Ligação Elétrica A ligação elétrica do termostato varia de acordo com o modelo escolhido. De modo geral é preciso ligar o termostato ao sensor, ao compressor e ao agitador. Nos diagramas abaixo é possível verificar a forma correta de efetuar este procedimento: A Ageon recomenda que a instalação elétrica seja realizada por um profissional capacitado.   Configure o Termostato Com a ligação elétrica concluída é hora de energizar o aparelho e ajustar suas configurações. Nesta etapa é possível ajustar a temperatura desejada, as temporizações do agitador e todas os demais parâmetros. As configurações variam de acordo com a necessidade e com as diferentes opções de tanques resfriadores de leite. Caso possua alguma dúvida durante a parametrização do termostato, a Ageon dispõe de suporte técnico 24hs. Nossa equipe é especializada em atendimento remoto e poderá auxiliar na compreensão de cada parâmetro. *** Você utiliza os termostatos da Ageon em tanques resfriadores de leite? Possui alguma dúvida, crítica ou sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

Tipos de Degelo – Natural, Elétrico e por Gás Quente

28/09/2016 - Controladores de Temperatura, Refrigeração
A formação de gelo é algo natural em sistemas de refrigeração. Devido à alteração de temperatura e pressão, a umidade do ambiente condensa formando uma camada de gelo. O gelo funciona como um isolante térmico e prejudica a eficiência do sistema. É por este motivo que existe degelo em sistemas de refrigeração. O degelo é responsável por reverter o processo de condensação, impedindo o comprometimento do sistema pelo excesso de gelo. Dessa forma o sistema de refrigeração volta a trabalhar em máxima eficiência até que a condensação volte a ocorrer.   Tipos de Degelo mais comuns Os tipos de degelo mais comuns na refrigeração comercial e industrial são: natural, elétrico ou por gás quente. O degelo natural costuma ser utilizado em situações onde a temperatura deve ser mantida acima de 0°C. Alguns exemplos são expositores de bebidas, balcões de resfriados, entre outros. Nesses casos o compressor é desativado por um tempo definido para que a condensação se desfaça. A camada de gelo derrete naturalmente quando o compressor está desligado, sem o auxílio de nenhum sistema de aquecimento. Por esse motivo a maior vantagem deste sistema é a economia de energia. Em contrapartida, dependendo da situação o processo de degelo pode demorar, visto que a camada de gelo derrete de acordo com a temperatura ambiente. O degelo elétrico costuma ser utilizado em situações onde a temperatura é mantida abaixo de 0°C. Podem ser utilizados em câmaras frigoríficas, balcões de congelados, entre outras aplicações. Consiste basicamente em uma resistência elétrica que é acionada periodicamente para derreter a camada de gelo que se forma nos evaporadores. Com o acionamento da resistência elétrica, a duração do degelo é reduzida em comparação com o processo natural. A desvantagem em relação ao método anterior fica por conta do consumo de energia, que se torna mais elevado. Uma terceira opção muito utilizada em sistemas de refrigeração é o degelo por gás quente. São mais encontrados em aplicações como câmaras frigoríficas, em que a temperatura é mantida abaixo de 0°C. Nesses sistemas, a camada de gelo é derretida pelo vapor quente proveniente da descarga do compressor. Esse método reaproveita energia do sistema de refrigeração, resultando em um consumo de energia menor do que o degelo elétrico, ao mesmo tempo em que a duração do degelo costuma ser menor.   Controladores Ageon para Refrigeração A Ageon possui diversos modelos de controladores de temperatura para refrigeração. Entre eles os controladores com gerenciamento de degelo natural, elétrico ou por gás quente. Os controladores G102, H102 e K102 foram desenvolvidos especialmente para sistemas de refrigeração. Além do controle de temperatura, possuem gerenciamento de degelo natural por parada do compressor. Permite a realização de degelos periódicos em intervalos de tempo configuráveis. Os controladores G106, K106 Web e SmartSet ONE S106  também foram desenvolvidos para sistemas de refrigeração, mas possuem gerenciamento de degelo elétrico ou por gás quente. Além do controle de temperatura, possuem uma saída para acionamento do degelo e outra saída para acionamento dos ventiladores. O modelo SmartSet ONE S106 também possui uma saída para iluminação e é mais indicado para instalação em câmaras frigoríficas. Ainda existem opções de controladores que podem ser monitorados em tempo via internet. É o caso dos modelos G102 Web, K102 Web, G106 Web, K106 Web e SmartSet ONE S106 Web. Estes modelos possuem as mesmas características dos modelos apresentados acima, mas são compatíveis com o Sistema de Monitoramento ArcSys. Com o ArcSys é possível visualizar a temperatura dos controladores a partir de um dispositivo conectado a internet, como um celular, tablet ou computador. É possível também alterar parâmetros, gerar relatórios e até mesmo configurar alarmes por e-mail. *** O que achou do nosso artigo? Possui alguma dúvida, crítica ou sugestão? Deixe seu comentário abaixo.

Controladores de Temperatura para Refrigeração Comercial

15/06/2016 - Dicas Ageon, Refrigeração
O segmento de refrigeração comercial é um dos ramos que mais utilizam controladores de temperatura digitais atualmente. São diversos tipos de estabelecimentos, como supermercados, restaurantes e padarias, que dependem de aparelhos de refrigeração para armazenar seus alimentos e bebidas. Nesses estabelecimentos existe uma gama muito grande de aparelhos de refrigeração comercial, que vão desde balcões refrigerados até expositores de bebidas, passando por câmaras frigoríficas, freezers, ilhas de congelados, entre outros. Para atender a essa variedade de equipamentos, a Ageon dispõe de diferentes modelos de controladores de temperatura, divididos em diferentes séries, cada uma com suas características e vantagens próprias. Veja na lista abaixo as soluções oferecidas pela Ageon para este mercado.     Controladores Ageon para Refrigeração Comercial Entre os principais modelos de controladores da Ageon que podem ser utilizados em equipamentos de refrigeração comercial, destacam-se as séries Linha Prime, Série G, Série H, SmartSet e ArcSys. Conheça mais sobre estes produtos abaixo: Linha Prime A Linha Prime é composta de controladores de temperatura com design diferenciado, frontal em black piano e teclas integradas ao painel. Possui modelos com gerenciamento de degelo natural, elétrico ou por gás quente, e ainda modelos com possibilidade de monitoramento online através do ArcSys. Seu display colorido permite a configuração de alarmes visuais e a tampa protetora dos bornes que previne a entrada de umidade no aparelho. É indicado para aplicações que exigem qualidade no controle de temperatura, mas sem abrir mão de uma estética elegante. Série G Os controladores de temperatura da Série G possuem como diferencial o seu frontal emborrachado resistente a jatos d'água (IP65). Também possuem display colorido que pode ser configurado como alarme visual e tampa protetora dos bornes. São indicados para diversas aplicações, como balcões, expositores de bebidas, entre outros. A Série G possui modelos com monitoramento online através do ArcSys. Série H Os controladores de temperatura da Série H se destacam pelo seu sistema multifixação. Um único aparelho pode ser fixado de três formas diferentes: superfície plana, trilho DIN e furo Ø60mm. Assim como os modelos anteriores, a Série H possui display colorido nas cores verde, vermelho e laranja, que pode ser configurado como alarme visual, e modelos com monitoramento online através do ArcSys. Linha SmartSet A linha SmartSet possui controladores específicos para câmaras frigoríficas e tanques resfriadores de leite. A vantagem dessa linha é seu amplo espaço interno que permite a instalação de componentes auxiliares como contatores e disjuntores. Seu display de 30mm facilita a visualização à distância e as teclas integradas ao painel frontal permitem acesso às principais funções, que variam de acordo com o modelo. Os modelos para câmaras frigoríficas realizam o controle de temperatura, o gerenciamento de degelo elétrico ou por gás quente e controle dos ventiladores. O modelo SmartSet ONE S106 Web ainda permite o monitoramento online através do ArcSys. ArcSys O sistema de monitoramento ArcSys é indicado para todos os estabelecimentos que utilizam equipamentos de refrigeração comercial. Com ele é possível supervisionar em tempo real os controladores Web da Ageon através de um computador, tablet ou celular conectado à internet. Também é possível visualizar a temperatura, alterar parâmetros e gerar relatórios em forma de gráficos ou tabelas. Ainda permite a configuração de alarmes por e-mail sempre que a temperatura de um dos aparelhos sair de uma faixa programada, evitando a perda de mercadoria em caso de falha técnica ou humana. Por não necessitar de instalação de softwares e nem de um computador ligado 24hs por dia, o ArcSys é considerado o sistema de monitoramento mais prático do mercado. *** Você já conhecia as soluções que a Ageon oferece para o mercado da refrigeração comercial? Deixe sua sugestão, crítica ou opinião nos comentários abaixo.

SmartSet ONE Web – Monitoramento Temperatura em Câmaras Frigoríficas

29/10/2015 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
O controle de temperatura em câmaras frigoríficas é fundamental para manter as mercadorias armazenadas em condições adequadas. Principalmente em relação aos alimentos, esse controle evita a contaminação e possível perda de mercadoria. Pensando nisso a Ageon desenvolveu uma linha de controladores diferenciada, com modelos específicos para câmaras frigoríficas: a série SmartSet. O SmartSet já foi destaque em várias matérias da mídia especializada (como pode ser visto aqui, aqui e aqui). O modelo SmartSet ONE S106 Web, além de realizar o controle de temperatura, possui também relógio em tempo real para gerenciamento de degelo em horários predeterminados. O amplo espaço interno do SmartSet ONE S106 Web permite a instalação de componentes auxiliares (como contatores e disjuntores), dispensando a necessidade de quadros de comando e gerando mais economia para fabricantes e instaladores. Outra vantagem desse produto são as teclas incorporadas ao painel, que facilitam o acionamento da iluminação e liga/desliga geral do sistema pelo usuário final.   Monitoramento de Temperatura de uma Câmara Frigorífica O controlador SmartSet ONE S106 Web é compatível com o Sistema de Monitoramento ArcSys. Utilizando esses produtos é possível acompanhar a temperatura de sua câmara frigorífica a qualquer momento através de um computador, tablet ou celular conectado à internet. O ArcSys ainda permite a geração de gráficos e tabelas. Esse recurso permite analisar a variação da temperatura em determinado período de tempo, garantindo muito mais segurança no armazenamento de mercadorias com maior sensibilidade térmica. Aliando o SmartSet ONE S106 Web com o ArcSys é possível configurar alarmes por e-mail. Dessa forma, sempre que a temperatura de sua câmara frigorífica sair de uma faixa programada, o sistema enviará um e-mail alertando sobre o problema. Isso permite que alguma ação seja tomada a tempo de evitar a perda de mercadoria e, consequentemente, prejuízos financeiros. *** Você já conhecia todas as vantagens de aliar o SmartSet ONE S106 Web com o ArcSys? Possui alguma dúvida sobre o produto ou comentário sobre o artigo? Deixe seu comentário abaixo e ficaremos felizes em responder.