Tudo sobre controladores de temperatura e inversores de frequência

No Blog da Ageon você encontra dicas, vídeos e diversos artigos sobre controladores eletrônicios para automação, aquecimento, refrigeração e climatização

Como instalar e configurar o controlador Linha Black A102

01/07/2020 - Cerveja Artesanal, Como Configurar, Controladores de Temperatura, Refrigeração, Vídeos
Os controladores de temperatura Linha Black A102 são bastante versáteis e podem ser utilizados tanto para aquecimento quanto para refrigeração. Entre as principais aplicações deste modelo estão adegas e balcões de resfriados, por exemplo. Neste post você verá como é fácil de instalar e configurar esse aparelho. O que é o controlador Linha Black A102? É um controlador de temperatura com um sensor ou uma saída on-off. Pode ser utilizado para aquecimento (como pasteurizadores ou equipamentos cervejeiros) ou para refrigeração (como expositores de bebidas). Quando utilizado para refrigeração, o A102 possui gerenciamento de degelo natural, ou seja, permite desativar o controle de temperatura em períodos específicos para permitir o degelo por parada do compressor. Outra característica do controlador Linha Black A102 é o modo econômico. Quando utilizado para refrigeração é possível configurar um valor de setpoint (temperatura de controle) adicional: o setpoint econômico. Assim é possível ajustar o sistema para uma temperatura diferente em situações em que o controle de temperatura não é tão exigido. Um expositor de bebidas no horário em que o supermercado está fechado, por exemplo, pode ter seu setpont elevado, já que a porta permanecerá fechada e a troca de ar com o ambiente será menor. Como instalar o controlador A102? No vídeo abaixo você verá como a instalação do controlador A102 é simples. Veja como ligar o controlador à rede elétrica, à carga e ao sensor de temperatura. Como configurar o controlador A102? Neste vídeo você verá como configurar os principais parâmetros do controlador A102, como ajustar o setpoint e a função de aquecimento ou refrigeração, por exemplo.

INFOGRÁFICO – Como funciona o controlador para Aquecimento Solar

25/06/2020 - Aquecimento Solar, Como Configurar, Controladores de Temperatura
Os controladores AutomaSol TDA são muito utilizados para sistemas de aquecimento solar residenciais. Por possuírem duas saídas (uma para a bomba e outra para apoio ou filtragem) e agenda de eventos é comum se perguntar como funciona o controlador para aquecimento solar. Neste infográfico você verá a lógica de funcionamento de cada uma das saídas.

Catálogo Digital Ageon 2020 – Conheça nossos Controladores e Inversores

18/06/2020 - Ageon, Aquecimento Solar, Cerveja Artesanal, Chocadeiras, Climatizadores, Esteiras Ergométricas, Guias Práticos, Inversores de Frequência, Refrigeração
A Ageon fabrica Controladores de Temperatura e Inversores de Frequência há quase 20 anos e depois de tanto tempo possuímos uma variada gama de produtos para diversas aplicações.Você quer conhecer produtos de qualidade, com tecnologia nacional e garantia direto de fábrica? Então baixe o Catálogo Digital 2020 e saiba mais sobre nossas soluções. Catálogo Digital Ageon 2020 O que você vai ver neste Catálogo Digital? Ao baixar o material você poderá conhecer toda a linha de produtos Ageon separada por séries e modelos. Dessa forma, você verá desde descrições sobre cada um dos produtos como também os diagramas de ligação. Além disso você também verá imagens de cada produto e suas principais aplicações. Entre os produtos listados no Catálogo Digital Ageon 2020, estão os diversos modelos de controladores de temperatura indicados para as mais variadas aplicações em aquecimento ou refrigeração. Também estão os inversores de frequência com modelos disponíveis para automação em geral ou modelos específicos para determinados mercados, como para climatizadores ou esteiras ergométricas, por exemplo. Para quem é este Catálogo? Este material foi desenvolvido para todos aqueles que desejam conhecer controladores de temperatura e inversores de frequência. No entanto, se você possui uma empresa que revende ou distribui esses produtos, este Catálogo Digital foi especialmente feito pra você. Nele você saberá exatamente quais são as soluções oferecidas pela Ageon que atendem às principais demandas dos seus clientes. Além disso, a Ageon possui uma política comercial que prioriza seus parceiros e realiza até mesmo a indicação de clientes que não se enquadram em nossas diretrizes de fornecimento. Quer saber mais? Baixe o catálogo, conheça nossos produtos e entre em contato conosco. Catálogo Digital Ageon 2020

Como calibrar o sensor do controlador de temperatura

10/06/2020 - Como Configurar, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
O que fazer quando o controlador de temperatura não apresenta a temperatura correta? A resposta é: calibrar o sensor do controlador. Neste post você verá porque essa divergência acontece e como resolver este problema. Por que a temperatura está diferente? Em primeiro lugar precisamos entender o motivo do problema. Para ilustrar a situação, imagine o seguinte cenário: Você possui uma geladeira que deve ser mantida a 5°C e utiliza um termostato para realizar o controle da temperatura. Para verificar se o sistema está funcionando bem, você utiliza um termômetro aferido e percebe que na verdade a temperatura está estabilizada em 4,5°C. Apesar de parecer um grande problema, na verdade essa situação é bastante comum. Existem diversas causas possíveis para haver esta diferença entre a temperatura mensurada por equipamentos diferentes. Uma das causas mais comuns é a utilização de sensores com cabos muito longos, por exemplo, cuja resistência do próprio cabo interfere na medição. Outras causas possíveis são o sensor danificado e também emendas mal realizadas. Por isso é importante se atentar às boas práticas ao realizar a emenda de um sensor de temperatura. Como calibrar o sensor do termostato? Agora que você já sabe as causas pelas quais ocorre a diferença de medição de temperatura, é hora de resolver este problema e calibrar o sensor de temperatura. Em resumo, a calibração do sensor permite adicionar ou subtrair um valor à temperatura medida de forma a anular a diferença identificada. Vamos voltar ao exemplo da geladeira anterior: Caso a temperatura medida pelo controlador seja de -5°C e o termômetro apresente a temperatura de -4,5°C, a diferença é de 0,5°C. Ou seja, é necessário adicionar 0,5°C à temperatura medida pelo controlador para chegar ao valor correto. Nos controladores da Ageon o procedimento indicado para calibrar o sensor envolve apenas três passos: Identifique a referência Selecione um instrumento de medição aferido para usar como referência de temperatura. Posicione o mesmo no local em que a temperatura deve ser medida, no mesmo local onde o sensor do controlador é fixado. É importante ressaltar que a posição do sensor não deve ficar próxima de fontes de calor ou outros dispositivos que interfiram no controle de temperatura, como é o caso de resistência elétricas ou ventiladores, por exemplo. Faça a comparação Após as temperaturas do termômetro e do controlador se estabilizarem, efetue a comparação entre as duas. No exemplo citado anteriormente o controlador está exibindo 5°C enquanto o termômetro marca 4,5°C. Calibre o sensor Verifique a diferença entre as temperaturas medidas. No exemplo a temperatura do controlador está 0,5°C acima da referência utilizada. O valor do parâmetro de calibração é somado à leitura do sensor. Assim, para calibrar o aparelho basta configurar o parâmetro de calibração para -0,5°C. Nos controladores de temperatura Ageon o parâmetro de calibração é o "r4" e permite a variação de até 20°C para mais ou para menos. Realizando o procedimento descrito anteriormente seu controlador de temperatura irá aprensentar a temperatura correta no display. Recomendamos realizar a calibração do sensor de temperatura sempre que houver alguma alteração no sensor, como a substituição, alteração de posicionamento ou emenda dos cabos, por exemplo.

Qual o melhor: termostato on-off ou termostato PID?

03/06/2020 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Controladores de temperatura (ou termostatos digitais) são aparelhos muito utilizados em diversos setores, como refrigeração comercial, aquecimento solar e chocadeiras de ovos, por exemplo. Eles servem para controlar a temperatura de forma automática, acionando ou desligando mecanismos de aquecimento/refrigeração. Entretanto, nem todos os termostatos digitais funcionam da mesma forma. Neste post você verá o que é um termostato on-off e um termostato PID e dessa forma poderá optar pelo que melhor atende sua necessidade. Termostatos on-off: o padrão de mercado Os controladores mais comuns na maioria dos segmentos de mercado são on-off (liga/desliga). Seu funcionamento é simples: são configurados dois parâmetros de controle de temperatura. O primeiro é o setpoint, ou seja, a temperatura que você deseja que o seu sistema atinja. O segundo é a histerese, que é um retardo do sistema. Por exemplo, em um sistema de aquecimento, o aquecedor é mantido ligado até atingir o setpoint e então desliga. Naturalmente o sistema começa a esfriar e ao atingir o limite inferior definido na histerese o aquecedor volta a ligar. Dessa forma, a temperatura é controlada dentro de uma faixa programada através do acionamento ou desligamento das saídas a relé. Termostatos PID: precisão e estabilidade Em um termostato PID, não existe a histerese ou retardo pois ele está sempre fazendo a correção. Assim que a temperatura começa a se distanciar do setpoint o controlador já aciona a saída, por isso que ele é utilizado em aplicação onde não pode existir erro na temperatura ou o erro deve ser muito próximo a zero. Diferente dos controladores on-off, os controladores PID costumam possuir saídas TRIAC ao invés de saídas a relé. Enquanto essas últimas possuem dois estados (ligado ou desligado), as saídas TRIAC possuem acionamento proporcional. Ou seja, quanto mais próximo da temperatura correta, menor a proporção de acionamento da saída TRIAC, como apenas 10% da capacidade, por exemplo. Quando a temperatura se distancia do valor ideal, essa proporção do acionamento da saída TRIAC aumenta, sendo acionada a 100% da caparacidade ou qualquer outro valor que melhor se adeque ao controle de temperatura. Qual é mais vantajoso: termostato on-off ou termostato PID? Essa é uma pergunta que não possui resposta correta. Dependendo da aplicação, um ou outro tipo de controlador por ser mais adequado e é justamente por isso que é necessário conhecer ambos os aparelhos. Termostatos on-off costumam ser mais baratos e mais fáceis de instalar do que termostatos PID. De modo geral, aplicações onde pode existir a histerese ou maior variação de temperatura, utiliza-se termostato on-off. Já em aplicações onde deseja-se o menor erro possível, utiliza-se então controladores PID. É o caso, por exemplo, de chocadeiras e incubadoras de ovos, em que a taxa de eclosão está diretamente ligada a condições adequadas. Para esse tipo de controle os termostatos PID são indicados, pois proporcionam maior estabilidade térmica. A Ageon possui controladores de temperatura tanto com controle on-off quanto com controle PID. São controladores com tecnologia nacional, garantia de fábrica e disponíveis em diversos modelos para aquecimento ou refrigeração. Qual é o controlador ideal para você?

Linha Black A103: o controlador de temperatura 6 em 1 da Ageon

28/05/2020 - Cerveja Artesanal, Controladores de Temperatura, Refrigeração
É bastante comum no mercado de controladores de temperatura termos modelos específicos para determinadas funções. Um controlador possui função de temporização, enquanto outro possui função de duplo estágio e outro possui função de controlador duplo. Mas e se um único modelo de controlador pudesse ser utilizado para todas essas aplicações e outras mais? É justamente por isso que existem os controladores Linha Black A103. O que é o controlador Linha Black A103? Os controladores de temperatura A103 fazem parte da Linha Black da Ageon. Esta linha de controladores se destaca pela facilidade de instalação, duas formas de fixação (presilhas ou parafusos), e pelo design moderno. O painel frontal possui 6 teclas que facilitam tanto a configuração do aparelho quanto sua utilização. O modelo A103 é um controlador para aquecimento e refrigeração que possui dois sensores de temperatura e duas saídas a relé. A função das saídas é configurável, ou seja, é possível selecionar uma das 6 opções de funcionamento. O A103 pode ser configurado nos seguintes modos de acordo com a necessidade: Controlador duplo estágioControlador duplo (2 em 1)Controlador com degelo elétricoControlador com degelo por gás quenteControlador com timer cíclicoControlador para resfriador de leite A seleção do modo de funcionamento é realizada através do parâmetro "Fu". Abaixo descrevemos cada um dos modos do controlador Linha Black A103. A103 como controlador duplo estágio Já abordamos aqui no blog alguns posts sobre controladores duplo estágio. Os controladores duplo estágio utilizam apenas um sensor de temperatura, mas permitem o acionamento de duas saídas, cada uma com um setpoint diferente. Em outras palavras, é possível acionar cada relé em um ponto distinto da escala térmica. Cada uma das saídas pode atuar tanto para aquecimento quanto para refrigeração. Para configurar o controlador A103 como controlador duplo estágio o parâmetro "Fu" deve ser ajustado com o valor 1. A103 como controlador duplo (2 em 1) Um controlador duplo funciona como dois controladores diferentes, mas em um único aparelho. Por isso também podem ser chamados de controladores 2 em 1. Quando configurado desta forma, cada uma das saídas do controlador A103 é acionada de acordo com um sensor. Isso permite o controlador de temperatura em dois ambientes distintos, por exemplo, com setpoints diferentes. Cada conjunto de sensor/saída pode funcionar para aquecimento ou para refrigeração. Para configurar o controlador A103 como controlador duplo o parâmetro "Fu" deve ser ajustado com o valor 2. A103 como controlador com degelo elétrico Ao configurar o parâmetro "Fu" do controlador A103 com o valor 3, o aparelho funcionará no modo refrigeração com degelo elétrico. Dessa forma, a primeira saída e o primeiro sensor são relacionados ao sistema de refrigeração, enquanto a segunda saída e o segundo sensor são relacionados à resistência de degelo. É possível configurar o controlador para uma câmara de congelados e definir ciclos de degelo a cada 8 horas, por exemplo. Nesse modo de funcionamento, enquanto o degelo estiver ativo a saída da refrigeração fica desativada. A103 como controlador com degelo por gás quente Quando o parâmetro "Fu" for configurado com o valor 4 o controlador A103 funciona no modo refrigeração com degelo por gás quente. Este modo é muito semelhante ao modo citado acima, mas apresenta uma diferença básica. Durante o degelo, tanto a saída do compressor quanto a saída de degelo ficam acionadas. A103 como controlador com timer cíclico O controlador Linha Black A103 também possui a opção de timer cíclico, que é definido pelo parâmetro "Fu" em 5. Neste modo, o controlador pode ser utilizado para aquecimento ou refrigeração. Enquanto o primeiro sensor e a primeira saída sejam responsáveis pelo controle da temperatura, o segundo sensor não é utilizado e a segunda saída é acionada em ciclos de tempo configuráveis. A103 como controlador para resfriador de leite O último modo de funcionado do controlador Linha Black A103 foi desenvolvido especialmente para tanques resfriadores de leite. Quando o parâmetro "Fu" é definido em 6, a primeira saída do controlador é utilizada exclusivamente para refrigeração, ao mesmo tempo em que a segunda saída geralmente aciona um agitador. Dessa forma, primeiro sensor e a primeira saída do controlador estão relacionados ao controle de temperatura. Enquanto isso, o segundo sensor não é utilizado, e a segunda saída é acionada em intervalos de tempo ajustavéis. No entanto, diferente do modo de funcionamento anterior, o ciclo de acionamento da segunda saída está relacionada ao acionamento da primeira saída. Como isso ocorre? Simples: enquanto a saída de refrigeração estiver acionada, a segunda saída também fica acionada. Quando a refrigeração é desativada, a segunda saída entra em um ciclo de acionamentos previamente definido.

Análise termográfica: como a ligação incorreta pode “torrar” o termostato

20/05/2020 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Um problema muito comum em termostatos digitais é a sobretemperatura no terminal, ou seja, o borne de ligação fica a uma temperatura acima da especificação do produto. Além de prejudicar o equipamento, isto põe em risco a segurança da instalação e das pessoas próximas. Veja neste post como ligação incorreta pode ser responsável por este problema e como evitá-lo realizando uma ligação elétrica segura. Ligação elétrica incorreta prejudicando o aparelho Não é anormal vermos controladores ligados conforme a foto abaixo, onde geralmente a fase entra para alimentar o comum do relé, e ao mesmo tempo, aproveita-se para fazer a emenda do cabo. No entanto, esta NÃO É A FORMA IDEAL DE LIGAR O TERMOSTATO. Muitas vezes os aparelhos estão com vários cabos conectados em um mesmo borne. Além da conexão elétrica e mecânica não estarem firmes e com os terminais corretos, estes cabos são amarrados uns aos outros com abraçadeiras aumentando o peso no cabo e puxando-o para fora do borne, piorando mais ainda a situação. A figura abaixo é a foto térmica do termostato acima. A emenda foi feita sem terminal e com o parafuso do borne levemente frouxo, simulando a utilização de uma chave inadequada. E o que podemos ver? A análise termográfica permite notar um aquecimento elevado na conexão e no borne, dissipando temperatura para o termostato e prejudicando as características físicas do equipamento. Podemos ver também que na seção longitudinal do cabo também há aquecimento, ou seja, com o tempo pode ocorrer problema no isolamento deste cabo. Como realizar a ligação elétrica do termostato corretamente O ideal é sempre utilizar conector apropriado para uma boa conexão elétrica e mecânica. De acordo com o que podemos ver nas fotos abaixo, um cabo 2,5 mm² foi conectado ao termostato utilizando o conector adequado. Pode-se observar a consequência da montagem correta através da análise termográfica gerada durante o ensaio. O ponto de conexão não passou de 34 ºC, sendo que o cabo utilizado é de PVC para 70 ºC. Pode-se observar que a conexão é o ponto onde há maior calor, enquanto no comprimento longitudinal do cabo a coloração é amarelo-esverdeada. Isso demonstra que o cabo está mais frio que a conexão, o que é muito bom! Mas como fazer quando é preciso juntar dois cabos para ligar ao borne? Sempre tenho que trazer do disjuntor ou do barramento? Para estes casos existem conectores duplos que são preparados para receber dois cabos e fazer a conexão entre eles e o borne. Contudo, vale ressaltar que ele deve ser crimpado com o alicate correto e na pressão correta para garantir o funcionamento. Na figura abaixo é demonstrado um exemplo: Podemos ver através da imagem da câmera termográfica um leve aquecimento. Esse aquecimento é proveniente da conexão elétrica e também da corrente que abastece outro equipamento, situação que não existia no exemplo anterior. A figura abaixo é uma exemplificação disto. No primeiro controlador, além da corrente que a carga dele consome, também passa a corrente para alimentação dos outros dois controladores. Logo, aquele ponto tende a ter um maior aquecimento. É necessário verificar se o borne comporta o pino duplo, pois em alguns casos o borne possui um tamanho reduzido proposital para que não se utilize desta forma. É importante que a somatória das correntes das cargas não seja maior que a corrente nominal do cabo. Este tipo de emenda no conector é mais difundido para comandos, onde geralmente a corrente é muito baixa. Deve-se evitar a utilização deste tipo de emenda para potências maiores, como resistências de aquecimento solar, utilizando desta forma a ligação com o cabo único, conforme figura abaixo. O que achou deste artigo? Deixe seu comentário abaixo.

A lâmpada da chocadeira fica piscando? Veja por que isso acontece

13/05/2020 - Chocadeiras, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Você instala a chocadeira, configura o controlador e liga na tomada, mas na hora de ela começar a aquecer a lâmpada fica piscando. E agora, o que fazer? Em primeiro lugar é importante salientar que isso é normal e não significa que sua chocadeira está com nenhum problema. Ou seja, você não precisa fazer nada a respeito disso. Por que a lâmpada da chocadeira pisca? Geralmente a lâmpada da chocadeira pisca quando a temperatura medida pelo sensor está próxima ao setpoint configurado. Isso acontece devido à saída TRIAC do controlador de temperatura e do controle PID, que envia para a lâmpada apenas a energia necessária para manter a temperatura. Em outras palavras, o controlador de temperatura aciona a lâmpada em 100% da sua capacidade quando a temperatura medida pelo sensor está muito abaixo do setpoint. Conforme a temperatura vai subindo e se aproximando do setpoint, o controlador envia menos energia para a lâmpada. É por esse motivo que ela pisca. Quanto mais a temperatura se aproximar do setpoint, mais espaçadas serão as piscadas. Quando o setpoint é alcançado, a lâmpada então para de ser acionada. Conforme a temperatura vai baixando novamente, a lâmpada vai piscando para manter a chocadeira na temperatura desejada. Isso prejudica o funcionamento da chocadeira? Não, muito pelo contrário. Na verdade, o funcionamento do controlador de temperatura com saída TRIAC e controle PID dá ainda mais estabilidade térmica para a chocadeira. Com isso, após o setpoint ser atingido, a temperatura varia muito menos se compararmos às chocadeiras com controladores on-off comuns. Isso ocorre porque, ao enviar menos energia para a lâmpada quando a temperatura se aproxima do setpoint, o controle PID diminui os efeitos da inércia térmica. Em termos simples, neste caso a inércia térmica é um fenômeno que faz com que a chocadeira continue aquecendo mesmo após a lâmpada estar desligada. Importante ressaltar que apenas lâmpadas incandescentes são utilizadas em chocadeiras. Lâmpadas fluorescentes ou de LED não geram calor suficiente para aquecer a chocadeira, e também não funcionam corretamente quando acionadas por saídas TRIAC. Controladores de Temperatura com Controle PID e saída TRIAC Se você deseja obter as melhores taxa de eclosão em sua chocadeira, um controlador de temperatura de qualidade é essencial. Por isso, os modelos com saída TRIAC e controle PID são os mais indicados para chocadeiras e incobadoras. E é justamente neste ponto que a Ageon pode ajudar. Nossos controladores de temperatura A103 PID foram desenvolvidos especialmente para chocadeiras e trazem recursos muito úteis para esses equipamentos. Além da precisão e estabilidade no controle de temperatura, os controladores A103 PID possuem uma saída temporizada para acionar o motor de viragem dos ovos e duas formas de fixação, o que facilita a instalação na chocadeira. Saiba mais.

Como reduzir o consumo com energia na refrigeração comercial?

06/05/2020 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
Os gastos com energia elétrica são sempre motivo de preocupação para proprietários de estabelecimentos, em especial quando se trata de refrigeração comercial. No entanto, algumas ações simples podem ajudar reduzir o consumo de energia com esses equipamentos. Por isso, reunimos abaixo algumas dessas ações que podem causar um impacto positivo quando bem utilizadas. Boas práticas para economizar energia na refrigeração comercial Verifique o local da instalaçãoConfigure setpoints adequadosFaça degelos periódicosRealize manutenções preventivasConscientize seus clientesControladores inteligentes para refrigeração comercial Verifique o local da instalação Instale seus aparelhos de refrigeração ou condensadores em ambientes com uma temperatura ideal para um fluxo de calor no trocador. Em temperaturas muito baixas, por exemplo, pode ocorrer congelamento da linha da evaporação. Já em temperaturas muito altas a condensadora não conseguirá trocar a quantidade de calor necessária para atingir a temperatura esperada e o sistema se tornará ineficiente. Configure setpoints adequados Quando o setpoint dos equipamentos está configurado para um valor muito baixo, o sistema de refrigeração será acionado com mais frequência e por mais tempo, elevando o consumo de energia. Por outro lado, quando o setpoint é configurado para um valor muito alto a integridade da mercadoria pode ser prejudicada. É importante manter os controladores regulados em uma faixa de temperatura adequada para que os produtos sejam armazenados em condições ideais sem sobrecarregar o sistema de refrigeração. Faça degelos periódicos Realizar degelos periodicamente conforme o manual do produto evita a formação de gelo em excesso no equipamento. Camadas de gelo com espessura superior a um centímetro impedem a troca de calor, pois funcionam como isolante térmico, e consequentemente diminuem a eficiência do equipamento. Manutenções preventivas são importantes Outra forma de reduzir o consumo de energia na refrigeração comercial é através das manutenções preventivas. Desgastes e resíduos são normais no decorrer do tempo, mas em determinado momento podem prejudicar a eficiência dos equipamentos. Trocar borrachas de vedação e limpar serpentinas, por exemplo, são algumas ações que impactam no consumo de energia elétrica. Por isso, manutenções preventivas periódicas garantem o funcionamento correto dos aparelhos e auxiliam na economia de energia. Conscientize seus clientes A maioria dos equipamentos de refrigeração comercial são fechados. Balcões de congelados, expositores de bebidas e outros equipamentos costumam possuir portas de vidro para que os clientes visualizem os produtos mesmo com as portas fechadas. Isso ocorre porque quanto mais tempo a porta permanecer aberta, maior a troca de calor com o ambiente e consequentemente o sistema de refrigeração será mais exigido. Para evitar isso, conscientize seus clientes a manter a porta dos aparelhos fechadas durante a escolha dos produtos, abrindo somente para retirá-los. Controladores inteligentes para refrigeração comercial Controladores digitais fazem muito mais do que manter os produtos refrigerados em temperaturas adequadas. Esses aparelhos estão cada vez mais avançados e possuem funções para gerenciamento de degelo automático, monitoramento online, monitor de tensão, entre outras. Além disso, existem ainda os termostatos com a função Modo Econômico. Esta função é específica para economia de energia elétrica e por isso é ideal para aumentar a eficiência dos equipamentos. Deseja saber mais sobre controladores de temperatura inteligentes para refrigeração? A Ageon pode ajudar. Entre em contato com nossa equipe e conheça os modelos mais adequados para sua necessidade.

FastKey como ferramenta de trabalho para profissionais de refrigeração

29/04/2020 - Controladores de Temperatura, Refrigeração
Controladores de temperatura fazem parte do cotidiano de profissionais da refrigeração. Seja na instalação ou na manutenção de equipamentos, lidar com termostatos digitais é bastante comum. Por isso, refrigeristas costumam investir um tempo considerável do seu trabalho configurando ou testando esses aparelhos. Mas esse tempo pode ser bastante reduzido com uma única ferramenta: a FastKey. O que é a FastKey? Em resumo, a FastKey é uma chave de programação para facilitar a configuração dos controladores Linha Black da Ageon. Sua função principal é a possibilidade de copiar a configuração de um controlador para outro de maneira fácil e rápida. No entanto, a FastKey possui outras funções que a tornam muito útil para profissionais da refrigeração. Abaixo listamos como a FastKey pode facilitar o trabalho e otimizar o tempo desses profissionais. Configurando controladores rapidamente Quando você está instalando um controlador de temperatura, como você faz a configuração? Normalmente é necessário realizar toda a ligação elétrica do aparelho para posteriormente utilizar a combinação de teclas para acessar parâmetro por parâmetro e somente então ajustar seus valores. Com a FastKey esse procedimento é muito mais fácil. O controlador pode ser configurado antes mesmo da ligação elétrica ser realizada. Isso ocorre porque ao ligar a Fastkey ao controlador este último é energizado. Ou seja, não é necessário nem mesmo que o aparelho esteja ligado à rede elétrica. Em seguida, é possível selecionar uma das memórias salvas na FastKey e passá-las para o controlador. Caso seja necessária alguma alteração de parâmetro é possível editar a configuração salva na FastKey antes de passar para o controlador. Em poucos cliques você visualiza a lista de parâmetros e alterar os valores que precisam de correção. É possível salvar até 9 configurações diferentes na FastKey. Cada uma delas pode ser relacionada a um modelo diferente de termostato ou configurações diferentes para o mesmo modelo. Se você costuma trabalhar sempre com os mesmos modelos de controlador, por exemplo, você pode salvar as configurações mais comuns na FastKey e ganhar muito tempo nas suas instalações. Quanto mais controladores de temperatura sua instalação exigir, mais tempo você economiza utilizando a FastKey. A FastKey é compatível com os controladores de temperatura da Linha Black da Ageon. Profissionais de refrigeração precisam de produtos de qualidade Não tem nada pior do que ter que voltar a uma instalação que apresentou problemas, certo? Além de realizar a instalação de acordo com as normas técnicas vigentes, utilizar produtos de qualidade é essencial para garantir a satisfação dos seus clientes. Por isso a Ageon investe massivamente em pesquisa e desenvolvimento para oferecer os melhores produtos para profissionais da refrigeração. São diversos modelos de controladores de temperatura, quadros de comando e até mesmo controladores de condensação para diversas aplicações. Tudo isso com tecnologia nacional, garantia de fábrica e uma equipe de suporte técnico especializada para dar o melhor atendimento e tirar suas dúvidas.