Tudo sobre controladores de temperatura e inversores de frequência

No Blog da Ageon você encontra dicas, vídeos e diversos artigos sobre controladores eletrônicios para automação, aquecimento, refrigeração e climatização

Termostato digital: O que é e como funciona?

16/10/2019 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
O processo de medição e controle de temperatura vem se modernizando nos últimos anos. Os termostatos digitais ganham cada vez mais espaço nas aplicações industriais e residenciais. Além de funções básicas de medição e controle térmico, os aparelhos atuais possuem diversos outros recursos de automação. Mas você sabe exatamente o o que é um termostato digital e como funciona? O que é e para que serve um termostato digital? Um termostato digital é um dispositivo eletrônico utilizado para medir e controlar a temperatura de um determinado sistema, mantendo-a constante mesmo com a variação externa. Em outras palavras, os termostatos digitais servem para manter a temperatura de um equipamento, produto ou ambiente em uma temperatura definida, independente da temperatura exterior. De modo geral, são utilizados termostatos digitais para diversas aplicações nas quais o controle térmico é necessário. O armazenamento de alimentos e vacinas, por exemplo, exige temperaturas adequadas para evitar prejuízos à integridade dos produtos. Centros de processamento de dados (CPDs) são outro exemplo de local em que o controle térmico é essencial para manter os equipamentos funcionando corretamente. Como funcionam os termostatos digitais? O controle de temperatura realizado pelos termostatos digitais se inicia pelo sensor (ou sonda, como também é conhecido). O sensor de temperatura é um dispositivo que varia sua resistência elétrica (valor ôhmico) de acordo com a temperatura a qual está submetido. Dessa forma, é possível que um circuito meça essa resistência e a converta em temperatura. Com a informação da temperatura medida pelo sensor, a lógica de funcionamento do termostato digital permite controlar a temperatura do equipamento, produto ou ambiente. O controle de temperatura realizado pelos termostatos digitais ocorre principalmente com base no acionamento/desligamento (comutação) de relés. Um relé é um interruptor eletromecânico que, em um termostato, geralmente é ligado a um dispositivo de aquecimento ou de refrigeração. Através da temperatura identificada pelo sensor, o software do termostato calcula a melhor forma de estabilizar a temperatura em um valor específico, acionando ou desacionando o relé. Apesar de menos comuns, também existem termostatos digitais que utilizam saídas TRIAC aliadas ao controle PID. Estes modelos geralmente são utilizados para aquecimento e proporcionam mais estabilidade térmica. Termostato digital x Termostato mecânico O funcionamento básico de um termostato digital é muito similar ao de um termostato mecânico. Ambos são utilizados para acionar um sistema de aquecimento ou refrigeração de acordo com a variação de temperatura ambiente, mantendo a temperatura interna em um valor definido. Acontece que, enquanto os termostatos mecânicos possuem uma estrutura muito mais simples, os termostatos digitais possuem um microcontrolador interno. Isso torna estes últimos muito mais inteligentes e permitem que os termostatos digitais possuam um gama de funções adicionais além do controle de temperatura. Em sistemas de refrigeração, por exemplo, os termostatos digitais atuais podem controlar todo o ciclo de degelo, acionando não apenas o compressor, mas também os ventiladores e o degelo de forma automática. Existem termostatos digitais com diversas outras funções adicionais, das quais se destacam principalmente: Monitor de tensão para proteção do equipamento;Funções de temporização para gerenciamento de degelo, acionamento de motores, e outras automações;Controle diferencial principalmente para sistemas de aquecimento solar;Monitoramento online para gerar relatórios, configurar alarmes e evitar a perda de mercadoria, por exemplo. Toda esta automação torna o sistema muito mais eficiente, já que funciona de modo integrado utilizando o termostato como base. Para conseguir a mesma eficiência com termostatos mecânicos, são necessários diversos dispositivos adicionais, aumentando a necessidade de mão de obra e tornando o processo mais caro o suscetível a falhas. Termostatos Ageon A Ageon desenvolve termostatos digitais há quase 20 anos para diversas aplicações. São diferentes linhas de produtos para as mais diversas necessidades. Entre os destaques estão: Linha Black - Termostatos digitais para aquecimento e refrigeração. Suas principais características são a facilidade de instalação, configuração e utilização, além das diversas aplicações nas quais podem ser utilizados.Série H - Termostatos digitais com formato exclusivo e três opções de fixação (superfície plana, trilho DIN e furo Ø60mm). Destacam-se principalmente os modelos para resfriadores de leite e aquecimento solar.AutomaSol - Controladores diferenciais de temperatura, ou seja, termostatos digitais que atuam com base na diferença entre duas temperaturas. São indicados para sistemas de aquecimento solar residenciais e de piscinas.SmartSet Max - Muito mais do que um termostato digital, os quadros de comando SmartSet Max são utilizados para realizar o controle total da câmara frigorífica. Contam com modelos completos, com todos os dispositivos auxiliares necessários, como contatores e disjuntores, por exemplo.ArcSys Cloud - Sistema de monitoramento de temperatura na nuvem. Com o ArcSys Cloud é possível supervisionar seus termostatos pelo celular ou computador, configurar alarmes e ainda gerar relatórios.

Aterramento do inversor de frequência do climatizador

09/10/2019 - Climatizadores, Inversores de Frequência
Já falamos aqui no blog sobre o aterramento de inversores de frequência. Apesar de o aterramento ter como função principal a proteção contra choques elétricos, ele também protege a integridade dos equipamentos. Neste post vamos falar sobre como aterrar corretamente o inversor de frequência IRX Pro em climatizadores. Por que aterrar o inversor do climatizador? Em primeiro lugar pela segurança. Um dispositivo aterrado possui menos risco de choque elétrico, além de facilitar o funcionamento de dispositivos de proteção (como fusíveis e disjuntores) quando há aumento de corrente. Outra vantagem é a melhor dissipação da corrente vinda do motor. Como muitos climatizadores possuem estrutura metálica, o aterramento se torna ainda mais importante para a segurança dos usuários. Como realizar o aterramento do inversor IRX Pro no climatizador? A Ageon recomenda aterrar o inversor de frequência e o motor elétrico de forma separada. Dessa forma, evita-se que a corrente de fuga de um equipamento interfira no funcionamento do outro. Apesar desta recomendação, não é necessário que cada equipamento tenha um aterramento próprio. Basta que os equipamentos sejam interligados no barramento de terra do painel de distribuição. Nos inversores IRX Pro o aterramento é realizado através de um terminal Faston, da mesma forma que as demais ligações elétricas. De acordo com a figura abaixo podemos ver que tanto o cabo do aterramento do motor quando do inversor são ligados diretamente ao barramento de terra. O cabo de aterramento do motor não é ligado diretamente no inversor. Não é recomendado ligar o terra do inversor ao motor. Cada equipamento deve ter contato com o aterramento individualmente. Caso o terra do motor esteja ligado ao terra do inversor e não haja conexão com o aterramento do local, todo o ruído gerado pelo motor irá para o inversor, prejudicando seu funcionamento. Sobre os inversores de frequência IRX Pro Os inversores de frequência IRX Pro foram desenvolvidos especialmente para climatizadores evaporativos. Por isso, possuem funções específicas para esta aplicação, controle remoto e IHM de sobrepor que permitem controlar totalmente o climatizador. Permitem o acionamento de motores trifásicos de até 3CV, controle da bomba e secagem do painel. Recentemente os inversores IRX Pro ganharam novas funções, como a chave de programação e o modo automático, que permite controlar o ventilador e a bomba de acordo com a temperatura.

Teclas adicionais do termostato A103 PID para chocadeiras

02/10/2019 - Chocadeiras, Controladores de Temperatura
Os termostatos A103 PID são a novidade da Ageon para chocadeiras automáticas. Este modelo traz novos recursos e o design exclusivo da Linha Black. Neste post vamos falar sobre um recurso que proporciona economia para os fabricantes e ao mesmo tempo facilidade para os usuários: as teclas adicionais. Quais são as teclas adicionais do A103 PID? Todos os termostatos da Linha Black possuem 6 teclas. Além das teclas comuns aos principais termostatos do mercado (cima, baixo, set e power), existem ainda as teclas A e B. Estas duas teclas são configuráveis, ou seja, é possível selecionar quais as funções acionadas por cada uma dessas teclas. Abaixo listamos quais são as funções disponíveis tanto para a tecla A quanto para a tecla B nos termostatos A103 PID. Tecla A - Viragem automática dos ovos O funcionamento da tecla A está diretamente relacionado à viragem automática dos ovos na chocadeira. O parâmetro FA (função da tecla A) possui três opções de configuração. Ao pressionar a tecla A por 4 segundos, o termostato irá de funcionar de acordo com a seguinte lista: FA = Off - Desativa a tecla A.FA = 1 - Força a viragem.FA = 2 - Ativa/Desativa o motor de viragem. Conforme citado acima, podemos perceber que são duas as opções de funcionamento da tecla A. Enquanto FA=1 serve para forçar a viragem dos ovos em um determinado momento, FA=2 serve para habilitar ou desabilitar os ciclos de viragem. Esta última opção é utilizada principalmente nos últimos dias da chocagem, quando os pintinhos já estão desenvolvidos e a viragem não é mais necessária. Mesmo que FA=2, é possível forçar a viragem dos ovos utilizando a tecla A. Para isso, desative o motor de viragem e ative novamente em seguida. Quando o motor é ativado, o controlador força um ciclo de viragem para demonstrar que o a viragem está em funcionamento. Entre as vantagens de utilizar as funções de viragem na tecla A está a redução do custo de fabricação da chocadeira. Como isso é possível? Simples. Muitas chocadeiras possuem botões específicos para ativar ou desativar a viragem nos últimos dias da chocagem. Acontece que isso gera custos para o fabricante, pois é necessário adquirir botão e cabos, além do tempo de instalação deste dispositivo. Assim, ao utilizar a tecla A do termostato para realizar esta funções, o fabricante não precisará adquirir outros equipamentos para isso, economizando tanto dinheiro quanto tempo de instalação. Tecla B - Calibração do sensor de temperatura A temperatura exibida pelo termostato está diferente da temperatura medida por um termômetro aferido? Isso é normal. Para corrigir esta diferença os termostatos costumam possuir uma função de calibração. Nos termostatos A103 PID esta configuração ficou ainda mais fácil. Isso porque basta pressionar a tecla B por 4 segundos para entrar no parâmetro de calibração. Então, com a tecla B pressionada, é possível utilizar as teclas cima e baixo para ajustar o valor de calibração. Este recurso é útil principalmente para fabricantes, pois facilita a configuração da chocadeira na linha de produção. Para habilitar esta função é necessário configurar o parâmetro FB = 1 (função da tecla B). Caso FB = Off, a função estará desabilitada. Mais sobre os termostatos A103 PID Os termostatos A103 PID são a solução mais indicada para controle de temperatura em chocadeiras. Além do controle PID de temperatura, que proporciona mais precisão e estabilidade térmica, possuem uma segunda saída com funções de temporização para acionar o motor de viragem. Sua instalação é facilitada pelas duas formas de fixação (presilhas ou parafusos) e pelas duas formas de ligação elétrica (bornes ou terminais faston). Conheça todas as novidades dos controladores A103 PID acessando a página do produto em nosso site.

O inversor não chega na frequência desejada. E agora?

25/09/2019 - Como Configurar, Inversores de Frequência
Você instala o inversor de frequência corretamente, seguindo todas as instruções do manual. No entanto, quando aciona o equipamento, por mais que você tente chegar na frequência desejada o inversor nunca a atinge. E agora, o que fazer? Este problema pode ter causas distintas. Para resolvê-lo, listamos algumas possíveis soluções que vão desde a configuração do inversor até problemas no motor. O que estou vendo no display? O primeiro passo é se certificar de que a informação apresentada no display é a frequência de saída. Alguns inversores de frequência possuem diferentes opções de visualização no display. Além da frequência de saída, ou seja, a frequência enviada ao motor, outra opção é visualizar a porcentagem, considerando 0% a frequência mínima e 100% para a frequência máxima. Existem ainda inversores com a opção de customizar a informação exibida no display através de um fator de multiplicação, convertendo a frequência em uma outra unidade de medida adequada à aplicação (como rpm, l/s, m/s, entre outros). Caso seu inversor não atinja a frequência desejada, certifique-se de configurar o inversor para a visualização da frequência de saída em hertz. Dessa forma você pode verificar se o display do aparelho apresenta o valor de frequência que você pretende atingir. Nos inversores de frequência IRX Pro esta configuração está disponível no parâmetro P28. Já nos inversores XF Standard e YF Standard é preciso mantes P26=1 e P27=1 para visualizar a frequência de saída no display. Ajuste de Frequência Máxima Se você já verificou que está visualizando a frequência de saída no display e mesmo assim o inversor não chega no valor desejado, é possível que o problema seja a configuração da frequência máxima. Os inversores possuem um parâmetro que limita a frequência máxima aceita pelo aparelho. Quando o inversor atinge este valor, por mais que haja um comando para elevar a frequência, a mesma não irá se alterar. Nos inversores de frequência Ageon, verifique se o valor do parâmetro P24 está abaixo da frequência que você deseja. Neste caso, altere o valor de P24, se atentando para as implicações desta alteração no seu equipamento. Função Controle de Corrente (somente YF Standard) Você já verificou a visualização da frequência de saída e também o parâmetro de frequência máxima, mas continua não chegando na frequência desejada? É possível que o problema esteja relacionado à corrente exigida pelo motor. Os inversores YF Standard possuem um parâmetro de controle de corrente que impede o aumento da frequência de saída quando uma corrente muito alta é identificada. Este parâmetro se diferencia da corrente de sobrecarga, visto que o primeiro apenas reduz a frequência de saída, enquanto o segundo exibe um erro e desliga o motor a fim de evitar danos. Os inversores de frequência IRX Pro e XF Standard não possuem este parâmetro. O controle de corrente é configurado no parâmetro P52. Verifique se o valor ajustado está de acordo com sua aplicação. Caso o parâmetro esteja configurado adequadamente, verifique se o motor está em perfeitas condições. Motores danificados costumam apresentar alterações de corrente, que são identificados pelo inversor e ativam suas proteções. O valor do controle de corrente (P52) sempre deve ser menor que o valor da corrente de sobrecarga. Nos inversores Ageon a corrente de sobrecarga é configurada no parâmetro P51.Recomendamos contratar um profissional qualificado para parametrizar seu inversor de frequência. Meu problema não foi resolvido. E agora? Em primeiro lugar, verifique se você possui um inversor de frequência Ageon. Se a resposta for sim, basta entrar em contato com nosso suporte técnico para receber o auxílio de nossa equipe. Ajudaremos a identificar e resolver o seu problema. Caso seu inversor não seja Ageon, esta é a hora de nos conhecer. Possuímos inversores de frequência para motores de até 5CV e modelos específicos para os mercados de climatização ou esteiras ergométricas, por exemplo. Também possuímos modelos para automação com formato compacto ou com IHM destacável e potenciômetro incorporado.

Demonstração interativa: Tudo sobre o AutomaSol para aquecimento solar

18/09/2019 - Aquecimento Solar, Controladores de Temperatura
Você trabalha com instalação de sistemas de aquecimento solar? Se a resposta for sim, este post traz uma ferramenta que pode facilitar suas vendas: o Test Drive AutomaSol. Mas o que é isso? Imagine que você pode demonstrar todo o funcionamento do sistema de aquecimento solar de forma visual e interativa. Que o seu cliente pode visualizar a instalação de um jeito fácil e interagir com o controlador antes mesmo de adquirir o equipamento. Essa é a proposta do Test Drive AutomaSol. Como funciona o Test Drive AutomaSol? Primeiramente você deve acessar a página do Test Drive AutomaSol. A página pode ser acessada tanto pelo celular quanto pelo computador e seu funcionamento é exatamente o mesmo. A tela apresentada será semelhante à imagem abaixo. Conforme demonstrado na imagem acima, a tela do Test Drive AutomaSol se divide em duas áreas principais. No lado esquerdo está o controlador de temperatura e o menu interativo, com as opções de visualização. O lado direito apresenta o conteúdo selecionado neste menu. 1. Selecionando o modelo de controlador Após acessar a página você deve selecionar qual o modelo de controlador que deseja demonstrar: AutomaSol TDI ou AutomaSol TDA. A escolha é feita através dos botões na parte superior da tela. 2. Opções do menu interativo O Test Drive AutomaSol possui um menu interativo com 3 opções: funcionamento, ligação elétrica e fixação. A primeira opção é o funcionamento. Ao selecionar essa opção é exibido um esquema gráfico da instalação de aquecimento solar. Os principais elementos do sistema estão destacados, como os coletores e o reservatório, por exemplo. Além disso, esse esquema demonstra quando a bomba ou o apoio são acionados. Outro recurso dessa tela é a barra de horário, ou seja, é possível visualizar como o sistema de aquecimento solar se comporta ao longo do dia. A segunda opção é a ligação elétrica. Nesta tela é demonstrado como ligar o controlador de temperatura à rede elétrica, aos sensores e às cargas. Enquanto o modelo TDI aciona apenas a bomba, o modelo TDA aciona também o apoio. A terceira opção é a fixação. Esta é a única opção idêntica para ambos os modelos. Os controladores AutomaSol permitem a fixação por sobrepor inclusive em caixas 4x2. 3. Utilizando o controlador AutomaSol Os controladores AutomaSol são bastante fáceis de utilizar. Por isso, independente da tela, é possível utilizar algumas teclas do controlador no Test Drive AutomaSol. As teclas Cima e Baixo, por exemplo, alternam a visualização da temperatura no display entre a temperatura dos coletores (T1), do reservatório (T2) e do apoio (T3). Também é possível visualizar o diferencial de temperatura entre os coletores e o reservatório (T1 - T2). A tecla Pump permite alterar o modo de funcionamento da bomba entre manual ou automático. Da mesma forma, a tecla A/F permite alterar o modo de funcionamento do apoio. Controladores de temperatura AutomaSol O controlador diferencial AutomaSol é a solução mais prática e versátil para sistemas de aquecimento solar. Possui instalação e fixação simplificadas, facilitando o trabalho de técnicos e instaladores. Ao mesmo tempo a utilização por parte do usuário é bastante fácil. São diversos recursos e funções que permitem o controle total do sistema. Ao apresentar o sistema de aquecimento solar com o Test Drive AutomaSol, você demonstra ao cliente como o seu trabalho funciona de uma maneira visual. Além de permitir um entendimento mais rápido por parte do cliente, esta ferramenta auxilia a tirar dúvidas e, consequentemente, facilita as vendas.

Febrava 2019: confira 3 dicas para aproveitar ao máximo o evento

03/09/2019 - Ageon, Dicas Ageon
Hoje começa a Febrava 2019 e se você ainda não fez seu credenciamento, esta é a hora. Se você já está com sua credencial em mãos, então confira as dicas da Ageon para aproveitar ao máximo este evento. 1. Defina bem seus objetivos O que você deseja encontrar na Febrava 2019? Apesar de parecer uma pergunta simples, ter uma resposta bem definida para esta questão ajuda a otimizar seu tempo no evento.Mantenha um objetivo claro para você e sua equipe. Você pode visitar a feira para conhecer as novidades do mercado de refrigeração, por exemplo. Ou seu objetivo pode ser encontrar um novo fornecedor de controladores de temperatura. Ou ainda buscar novos recursos para um produto que você fabrica. De qualquer forma, ter um objetivo claro e definido é o primeiro passo para que seu tempo no evento seja melhor aproveitado. 2. Planeje seu evento Uma vez que você já sabe o que deseja na feira, é necessário planejar seu evento. Antes mesmo de se dirigir ao São Paulo Expo é importante verificar a lista de expositores e identificar quais empresas despertam seu interesse. Divida seu tempo de acordo com os expositores que você deseja visitar e faça um roteiro. Também pode ser interessante reservar algum tempo para explorar os demais stands. Muitas empresas prometem grandes novidades para a Febrava 2019 e vale a pena considerar visitá-las. 3. Prepare seu material Por mais que você seja um visitante, é interessante preparar o material que você levará à Febrava 2019. Cartões de visita, por exemplo, facilitam o networking e o contato com outros profissionais após o evento. Se você possui uma empresa ou fabrica algum produto, também pode ser uma boa ideia levar algum material de apresentação. Isso irá auxiliar no diálogo com os expositores e ajudará a compreender sua atividade no mercado.Outra dica interessante é aproveitar as vantagens da tecnologia levando materiais digitais (como imagens e vídeos) no seu celular. Dessa forma você circulará pelo evento carregando menos peso e pode apresentar seu trabalho para um número infinito de pessoas. Bônus: visite o stand H77 Se você trabalha com refrigeração, aquecimento, ar condicionado ou climatização, o stand H77 é uma parada obrigatória. A Ageon levará à Febrava 2019 seus últimos lançamentos, como a Linha Black e a linha IRM. Os visitantes poderão interagir com os produtos e conhecer em primeira mão todas as vantagens desses lançamentos.

Linha Black A103 PID: novo termostato Ageon para chocadeiras

22/08/2019 - Chocadeiras, Controladores de Temperatura
A Linha Black é a nova linha de controladores de temperatura da Ageon. Ela traz novos recursos tanto para fabricantes quanto para os usuários. Um dos modelos de destaque da Linha Black é o A103 PID, destinado principalmente para chocadeiras de ovos e incubadoras. Neste post você verá as principais características desse aparelho e descobrir porquê o A103 PID é o termostato ideal para sua chocadeira. Mais teclas, mais funções O termostato A103 PID possui 6 teclas em seu painel frontal. Por isso o acesso às principais funções do aparelho ficou mais fácil. Com apenas uma tecla é possível ativar ou desativar a viragem dos ovos, por exemplo. Abaixo listamos as funções de cada tecla do termostato: Tecla Power - Modo standby;Tecla Cima - Exibe a maior temperatura registrada;Tecla Baixo - Exibe a menor temperatura registrada;Tecla A - Habilita/Desabilita a viragem automática dos ovos;Tecla A (pressionada por 4 segundos) - Aciona imediatamente o motor de viragem;Tecla B (pressionada por 4 segundos) - Atalho para calibração do sensor de temperatura;Tecla SET - Exibe o setpoint atual. Alimentação bivolt ou universal Outra novidade dos controladores A103 PID está relacionada à tensão de alimentação do aparelho. No modelo com alimentação bivolt é necessário efetuar a ligação elétrica conforme a tensão da rede (110V ou 220V). A ligação incorreta pode trazer danos ao equipamento. Também existe o modelo com alimentação universal, ou seja, para tensão de alimentação entre 85V a 264V. Com este modelo a instalação é realizada sempre da mesma forma, independente da tensão da rede, pois o equipamento detecta a tensão e se ajusta automaticamente. Isso reduz a chance de erros de instalação. Programação rápida com a FastKey Este recurso é útil principalmente para fabricantes de chocadeiras. Os novos termostatos A103 PID possuem compatibilidade com a chave de programação FastKey. A FastKey permite replicar a parametrização de um termostato, ou seja, você copia os parâmetros de um aparelho para outro. Se você fabrica chocadeiras de diferentes tamanhos, por exemplo, pode salvar até 10 receitas diferentes em uma única FastKey. Dessa forma a configuração dos termostatos fica muito mais rápida, agilizando a linha de produção. Mais recursos dos termostatos A103 PID Além de todas características citadas anteriormente, os controladores A103 PID trabalham com controle PID de temperatura. Isso garante muito mais estabilidade e menor variação de temperatura. Outra característica deste aparelho é a forma de fixação, que pode ser realizada tanto por presilhas quanto por parafusos. Isso permite a fixação do aparelho mesmo quando não há acesso à parte traseira do termostato. A instalação dos termostatos A103 PID também é facilitada pela opção de terminais Faston, que facilitam as conexões na linha de montagem. Deseja saber mais sobre os termostatos A103 PID para chocadeiras? Deixe seu comentário abaixo ou entre em contato conosco.

Linha Black: os novos controladores de temperatura da Ageon

14/08/2019 - Ageon, Controladores de Temperatura, Refrigeração
Os controladores de temperatura da Linha Black chegaram ao mercado com muitas novidades. São diversos recursos para facilitar a instalação, a configuração e a utilização dos controladores. Neste post você vai conhecer os principais detalhes da Linha Black e perceber como essa linha se destaca dos controladores de temperatura convencionais. A primeira impressão é a que fica Em primeiro lugar vamos falar de algo que é percebido logo de início: o design da Linha Black. Seu painel frontal possui acabamento diferenciado, trazendo mais sofisticação para o produto onde será instalado. Seja uma geladeira expositora de bebidas ou uma chocadeira, por exemplo, o produto final ganha pontos em estética ao utilizar um controlador da Linha Black. Além disso, por trás do acabamento de acrílico há um painel emborrachado, que dá ao frontal o grau de proteção IP65 (contra jatos d'água). Esses aparelhos possuem 6 teclas. Isso é mais do que a maioria dos controladores convencionais. E por que possui mais teclas? A resposta é simples: facilitar a vida de instaladores e dos usuários. Por possuir mais teclas, a configuração dos controladores da Linha Black se torna mais fácil e rápida. Da mesma forma, esse número de teclas faz com que a utilização seja ainda mais simples, pois permite acesso mais rápido às principais funções do aparelho. Configuração rápida com a FastKey Além das teclas do painel, há outra novidade que facilita a configuração dos controladores da Linha Black. A nova chave de programação FastKey permite configurar um grande número de controladores em um curto período de tempo. Com a FastKey, é possível copiar a configuração de qualquer controlador da Linha Black para outros controladores do mesmo modelo. Este recurso é ideal para fabricantes que possuem grandes volumes de produtos configurados da mesma forma, pois agilizam muito a parametrização dos aparelhos. Duas formas de fixação: presilhas ou parafusos Grande parte dos controladores convencionais possui a fixação por presilhas. Apesar de ser um processo eficaz, nem sempre é o modo mais fácil para o instalador. Pensando nisso, os controladores da Linha Black possuem uma segunda forma de fixação. Agora é possível fixar os controladores sem ter acesso à sua parte traseira, utilizando parafusos. A imagem acima demonstra ambas as opções de fixação. O instalador poderá optar pela alternativa mais adequada de acordo com cada situação. Ligação elétrica com bornes ou terminais Faston Outra facilidade dos controladores da Linha Black está na sua ligação elétrica. A maioria dos controladores de temperatura do mercado utiliza a ligação por bornes. Embora eficaz, esse processo exige alguns cuidados de segurança que exigem certo tempo dos instaladores. Por esse motivo a Linha Black possui modelos com ligação via terminais Faston. Os controladores com terminais Faston facilitam as conexões na linha de montagem, pois não há necessidade de se utilizar chaves de fenda/Philips. Basta crimpar os terminais com um alicate crimpador ou prensa terminal e plugar no terminal do controlador. Um diferencial do Faston em relação ao borne convencional é a robustez da conexão. Caso um borne não seja parafusado corretamente, o cabo/fio poderá ficar levemente solto e consequentemente gerar um mau funcionamento do sistema, o que pode gerar um curto-circuito. No caso do Faston, a ligação permanece firme e segura. Controladores para refrigeração com Modo Econômico Os controladores de temperatura da Linha Black destinados para refrigeração possuem ainda outro recurso. É o Modo Econômico, ou seja, uma função para economia de energia elétrica. De modo geral, o Modo Econômico permite elevar a temperatura de setpoint em determinadas situações. O modelo A106, por exemplo, possui uma entrada digital para sensor de porta. Por isso é possível configurar o aparelho para entrar em modo econômico quando a porta permanecer fechada por determinado tempo. Em modelos que não possuem entrada digital, como o A102, é possível ativar e desativar o modo econômico pressionando uma tecla em seu painel frontal. Mais sobre os controladores da Linha Black A Linha Black será lançada em primeira mão pela Ageon na Febrava 2019. Entre os modelos disponíveis atualmente estão o A102, A103 PID e A106. O modelo A102 é indicado para refrigeração ou aquecimento. Possui um sensor de temperatura e uma saída a relé. Se utilizado para refrigeração, permite a configuração de degelo por parada do compressor. O modelo A103 PID é indicado principalmente para chocadeiras e incubadoras. Possuem controle PID de temperatura para maior estabilidade e precisão através de uma saída TRIAC. Também possuem uma saída a relé com funções de temporização e um sensor de temperatura. Ainda possui teclas que facilitam a utilização da chocadeira, como a tecla A para habilitar/desabilitar o motor de viragem, por exemplo. Já o modelo A106 é indicado para sistemas de refrigeração com degelo elétrico ou por gás. Ele possui uma saída a relé para refrigeração, uma saída para ventilação e uma saída nA/nF para degelo. Possui dois sensores de temperatura, um para o ambiente e outro para degelo. Além disso, possui entrada digital para sensor de porta. Deixe seu comentário sobre este post no formulário abaixo.

Comando remoto do IRX Pro: acione vários climatizadores de uma vez

07/08/2019 - Climatizadores, Inversores de Frequência
Os climatizadores evaporativos são indicados principalmente para regiões com clima mais seco e também para situações em que há a necessidade de manter portas ou janelas abertas. É o caso de galpões industriais e academias, por exemplo. Mas imagine um ambiente de grandes dimensões em que seja necessário mais de um climatizador. Será que é possível ligar todos os climatizadores ao mesmo tempo e de forma segura? A resposta é: com o comando remoto dos inversores IRX Pro isso é possível. E o melhor: é fácil. Como funciona o comando remoto dos inversores IRX Pro? Os inversores de frequência IRX Pro controlam todo o climatizador evaporativo, desde o ventilador e a bomba até os periféricos, como dreno e swing. No entanto, existem situações em que se torna necessário automatizar processos envolvendo os climatizadores. Pensando nisso a Ageon inseriu nos inversores IRX Pro uma entrada digital específica para acionar e desligar o equipamento: a ED2. Normalmente o climatizador já energizado fica com a mensagem de "rdy" em seu display, aguardando o usuário pressionar o botão de liga/desliga. Com o modo de acionamento remoto é semelhante, porém a forma de acionar que deixa de ser pelo botão de liga/desliga e passa a ser pela entrada digital ED2. Também é importante citar que, ao habilitar o acionamento através da ED2, a tecla ON/OFF da IHM é desativada. Dessa forma, o acionamento deve ser realizado apenas pela ED2. É possível configurar o funcionamento da entrada digital ED2 através do parâmetro P93. Este parâmetro pode ser ajustado em um dos seguintes valores: P93 = 0 - Entrada digital desabilitada.P93 = 1 - Entrada configurada como normalmente aberta (nA), ou seja, o climatizador é acionado quando o contato é fechado.P93 = 2 - Entrada configurada como normalmente fechada (nF), ou seja, o climatizador é acionado quando o contato é aberto. Se configurarmos o P93 = 1, quando fechar o contato entre o GND e o ED2 (conforme figura abaixo) o climatizador ligará. Quando esse contato abrir, o motor desligará e entrará em modo de espera com a mensagem “rdy” no display. Como acionar remotamente vários climatizadores? Acionar vários climatizadores ao mesmo tempo é bastante semelhante ao acionamento de um único climatizador. A figura abaixo ilustra essa ligação. Os dois inversores tiveram seus GND ligados em paralelo, uma técnica utilizada para colocar todos os inversores no mesmo potencial. Desta forma podemos utilizar uma chave com contato seco para todos eles. Entretanto existem outras formas. Nesta figura abaixo, por exemplo, foi utilizado um contator de comando ou contator auxiliar para acionar três inversores distintos e sem interligar seus GND. Independentemente do meio de acionamento, é importante se atentar à quantidade de climatizadores a serem ligados ao mesmo tempo. Um número muito elevado (um galpão com 50 máquinas de 3 CV, por exemplo) pode causar um afundamento na tensão da rede. Neste caso, existem meios para que essas máquinas tenham suas partidas retardadas umas das outras. No exemplo abaixo, foi utilizado relé com temporizador retardado na energização, muitos comuns em painéis elétricos industriais. A chave energiza o primeiro grupo e aciona o retardo do segundo que, após o tempo programado, acionará seu grupo e o retardo do próximo, até todos os grupos estarem em funcionamento. No caso do IRX Pro esse retardo pode ser programado através dos tempos de limpeza do painel e da secagem. Isso elimina a necessidade da utilização de relés retardados. Todos os esquemas elétricos tem caráter orientativo e são educacionais, para seu correto funcionamento em um projeto verídico, é necessário reformulá-los para o projeto em questão e possuir a aprovação de um profissional devidamente habilitado.

Agenda de eventos em sistemas de aquecimento solar

31/07/2019 - Aquecimento Solar, Como Configurar, Controladores de Temperatura
Você sabe o que é e para que serve a agenda de eventos em sistemas de aquecimento solar? Sabe como configurar esse recurso no controlador? Se você trabalha com sistemas de aquecimento solar (principalmente os que utilizam apoio) este post é para você. Para que serve a agenda de eventos? Sistemas de aquecimento solar são uma ótima alternativa para economia de energia elétrica. No entanto, como a incidência solar não é constante, há dias em que a temperatura da água pode não atingir o valor desejado. Por isso existem os sistemas com apoio elétrico ou a gás, que elevam a temperatura do reservatório nos dias mais frios. Acontece que esse tipo de apoio consome energia. Se o apoio ficar ativado por muito tempo, o sistema de aquecimento solar perde sua característica de economia. Dessa forma, é necessário informar ao sistema os horários em que o acionamento do apoio é importante ou não. Mas como fazer isso? A resposta é simples: através da agenda de eventos. Com a agenda de eventos você pode definir os horários em que o apoio pode ser ativado caso a água do reservatório não atinja a temperatura ideal. O exemplo abaixo ajuda a compreender esta situação: Imagine uma casa em que os moradores saem para o trabalho às 7:00h da manhã e retornam às 18:00h de segunda a sexta. Entre às 18:30h e às 21:00h desses dias os moradores costumam utilizar a água aquecida para banho e torneiras, por exemplo.Os moradores dessa casa não utilizam água do sistema de aquecimento solar aos finais de semana, pois costumam passar esses dias fora de casa. De acordo com o exemplo acima, não faz sentido o acionamento do apoio antes das 18:30h de segunda a sexta. Também não faz sentido acionar o apoio aos finais de semana. Nesses horários não há consumo de água do sistema de aquecimento solar. Sendo assim, basta configurar a agenda de eventos para acionar o apoio apenas entre às 18:30h e às 21:00h de segunda a sexta-feira. Como configurar a agenda de eventos? A configuração da agenda de eventos é realizada diretamente no termostato. Vamos demonstrar a configuração de um sistema conforme o exemplo acima, utilizando controladores Ageon para aquecimento solar.Para isso, basta seguir os seguintes passos: Definir a frequência do evento A frequência do evento permite ajustar em quais dias da semana o apoio pode ser acionado. Nos controladores Ageon este é o parâmetro FE1. Os valores disponíveis para esse evento são os seguintes:oFF = desativado todos os dias1 = segunda a sexta-feira2 = segunda a sábado3 = sábado e domingo4 = todos os diasSeguindo o exemplo anterior, o parâmetro FE1 deve ser ajustado com o valor 1 (segunda a sexta). Definir a função do evento A função do evento determina como a saída do apoio se comportará enquanto o evento estiver ativo. O parâmetro é o FC1 e as opções são as seguintes:0 = Apoio desativado durante o evento1 = Durante o evento, o apoio é acionado caso a temperatura não atinja o valor desejado2 = A saída de apoio fica acionada durante todo o evento. Esta configuração também pode ser utilizada para filtragem em piscinas, por exemplo.De acordo com o exemplo anterior, o parâmetro FC1 deve ser ajustado para 1. Dessa forma o apoio será acionado apenas quando a água não esteja quente o suficiente. Lembrando que, para utilizar a segunda saída como apoio é preciso primeiramente configurar o parâmetro de função do relé (Rc0 = 1). Definir o horário de início do evento Com o parâmetro Hn1 é possível determinar qual será o horário em que o evento irá se iniciar. É possível configurar qualquer horário entre 12:00AM e 11:59PM.Seguindo o exemplo, o horário de início do evento será ajustado para 18:30PM. Definir o horário de fim do evento Enquanto o parâmetro anterior determina o início do evento, o parâmetro HF1 determina o horário de fim do evento. Também é possível ajustar esse parâmetro entre 12:00AM e 11:59PM.De acordo com o exemplo, o parâmetro HF1 será ajustado para 21:00PM. Agora é necessário desativar o apoio aos finais de semana. Isso pode ser feito configurando FE2 = 3, FC2 = 0; Hn2 = 12:00AM e HF2 = 11:59PM. Com os ajustes citados acima, o sistema de aquecimento solar acionaria o apoio apenas de segunda a sexta, entre 18:30h e 21:00h, e somente caso a água esteja mais fria que o desejado. Nos demais horários e nos finais de semana, o apoio ficaria desativado. Isso evita o consumo elevado de energia elétrica nos momentos em que não é necessário utilizar água quente. No exemplo acima foi citada a configuração apenas de um evento de segunda a sexta e de um evento aos finais de semana. No entanto, a Ageon possui controladores com até 4 eventos diferentes. Para configurar os demais eventos, basta repetir o mesmo processo acima com os parâmetros FE3, FC3, Hn3 e HF3 para o terceiro evento; FE4, FC4, Hn4 e HF4 para o quarto evento. Controladores Ageon para Aquecimento Solar A Ageon possui uma linha completa de controladores para aquecimento solar. Entre os produtos de maior destaque, estão os controladores AutomaSol e SolarTouch.Os controladores AutomaSol possuem formato compacto e fixação por sobrepor que facilitam a instalação. São indicados para aquecimento solar para banho e para piscinas. Se diferenciam no mercado pela instalação, configuração e utilização simplificadas. Possuem modelos com agenda de eventos e relógio em tempo real. Já os controladores SolarTouch se destacam pelo seu display de LCD 3,5" e interface touchscreen. Entre os modelos disponíveis, estão opções com até 3 saídas para apoio, opções com recirculação e relógio em tempo real com agenda de eventos. O que achou deste post? Deixe seu comentário abaixo.