A bomba de circulação da piscina ou do boiler não liga. E agora?

21/01/2021 - Aquecimento Solar

Como visto em outros posts aqui do blog, a Ageon fabrica controladores próprios para aquecimento solar, tais como: Automasol TDI, Automasol TDA, A108, H108, G108 e Solar Touch. Eles saem de fábrica pré-programados para uso, ou seja, basta ligá-lo à rede elétrica e à bomba de circulação que o sistema irá funcionar no primeiro uso.

Contudo, nossa equipe de suporte técnico recebe contatos de clientes relatando a seguinte situação: “a bomba de circulação do meu sistema de aquecimento solar não liga. E agora?”

Reunimos abaixo alguns dos motivos mais comuns para a bomba de circulação não ligar, seja em sistemas de aquecimento solar para piscinas ou para boilers.

Display apresentando E01 ou E02

Causa: O controlador acusa o E1 ou E01 quando o sensor 1 está desconectado e E2 ou E02 quando o sensor 2 está desconectado. Se qualquer sensor estiver desconectado, por questões de segurança, a bomba não liga.

Como resolver: Para resolver esse problema, a solução é simples: verifique a instalação dos sensores nos terminais do controlador. Cada controlador possui um esquema de ligação diferente, porém deve-se seguir o esquema conforme o manual. Segue um exemplo de instalação, do controlador Automasol TDI:

Exemplo de instalação do manual Automasol TDI

Lembrando que na maioria das instalações os sensores possuem uma emenda no cabo, então o problema de ausência de conexão do sensor pode estar na instalação, nos bornes ou na própria emenda do cabo.

Temperatura do reservatório ou da piscina maior que o Setpoint (Parâmetro P2)

Todos os controladores para aquecimento solar da Ageon, citados anteriormente, possuem uma temperatura de setpoint máxima para ligar a bomba, ou seja, há uma temperatura máxima preestabelecida para o sensor 2 (que fica na piscina ou no reservatório), e se por ventura a mesma seja alcançada, a bomba não irá ligar, mesmo havendo bastante incidência solar. Esse setpoint seria o parâmetro P2, que na maioria dos controladores é pré-configurado para 30 °C, ou seja, o valor para que a piscina ou reservatório alcance no máximo 30 °C.

Como Identificar: Portanto, se a bomba não estiver ligando, faça uma comparação entre a sua temperatura real no sensor 2 e o parâmetro P2. Caso necessário, aumente a temperatura no parâmetro P2, assim a bomba vai trabalhar mais e o reservatório ou a piscina irá alcançar uma temperatura maior. Contudo se a piscina ou boiler estiver muito quente, basta diminuir no parâmetro P2. Na maioria dos controladores, basta segurar as teclas “cima” e “baixo” ao mesmo tempo até aparecer “Cd” na tela, para configurar a tabela de parâmetros. “Cd” seria o código de desbloqueio, nele é necessário colocar o valor 28. Após colocar “Cd = 28”, é possível configurar todos os parâmetros, como o P2.

Lembrando que em alguns modelos de controladores, como o Automasol TDI e o A108, o parâmetro P2 pode ser alterado também na tela inicial do controlador através da tecla “SET” + setas “cima” e “baixo”, que seria o setpoint.

Parâmetros de proteção do controlador

Todo controlador da Ageon específico para aquecimento solar possui diversos parâmetros de proteção, esses parâmetros servem para que o sistema funcione corretamente sem que nenhum elemento seja danificado devido a uma possível alta temperatura.

Existem certas proteções no controlador que, quando ativas, impedem que a bomba ligue. Um exemplo de proteção é o parâmetro P2 citado anteriormente neste post, que seria a temperatura máxima programada para a piscina ou reservatório.

Porém existem outros parâmetros que também podem impedir que a bomba ligue, como o parâmetro P1, que seria a proteção de temperatura máxima nos coletores solares. Este parâmetro serve basicamente para impedir que a bomba ligue caso a temperatura da água nos coletores seja maior que a temperatura suportada pela tubulação da residência.

No geral, instalações que possuem canos de PVC, suportam água com temperatura na faixa entre 50 e 60 ºC, e caso a temperatura na água do coletor esteja com, por exemplo, 80 ºC, o cano poderá romper, ocasionando um severo vazamento.

Portanto, caso a bomba não esteja ligando e os procedimentos citados anteriormente neste post tenham sido seguidos, compare as temperaturas reais nos sensores 1 e 2 com os parâmetros de proteção do controlador, que na sua maioria possuem a nomenclatura “P”, como por exemplo P1, P2, P3 e etc.

Problema no posicionamento do sensor

A bomba de circulação entre coletor solar e piscina ou reservatório, funciona através da diferença de temperatura entre dois sensores, sendo eles: o sensor 1 que fica nas placas solares (coletores) e o sensor 2 que fica na tubulação da piscina ou boiler. Porém, é fundamental que esses sensores estejam bem posicionados, caso contrário, a bomba não irá funcionar corretamente.

Causa: Acompanhamos diversas instalações na qual o sensor 2 estava posicionado no lado de fora do cano e enrolado com uma fita isolante. Esse é um modo incorreto de posicionar o sensor pois, dessa maneira, o sensor acaba por não conseguir medir a temperatura da água na tubulação e sim a temperatura externa do cano, que no geral é a casa de máquinas do boiler ou piscina (que na maioria do tempo está sempre muito quente, perto dos 35 ºC). Esse é um fator que faz com que o sensor 2 acabe por sempre mostrar uma temperatura entre 30 e 35 ºC, porém a água da piscina ou reservatório está fria.

Como identificar: Quanto menos isolado o sensor estiver na tubulação, maior será a diferença de temperatura real da água comparado com a temperatura de visualização do sensor 2 no controlador. É comum os clientes alegarem que a piscina ou reservatório está fria, perto dos 24 ºC, e o sensor 2 marcar perto dos 32 ºC. Isso ocorre devido justamente ao mal posicionamento do sensor.

Como resolver esse problema? Para um bom funcionamento do sistema, o sensor 2 precisa medir com a maior precisão possível a temperatura da água que está passando na tubulação. Para resolver o problema de posicionamento de sensor, existe uma solução que seria utilizar poço termométrico, também chamado de luva térmica. O poço termométrico é basicamente uma junção de cano com alta capacidade de condução de temperatura, que possui um nicho para posicionar o sensor. Sendo corretamente posicionado nesse nicho, o sensor irá medir a temperatura com precisão.

Lembrando que além de utilizar o poço, deve-se utilizar um isolante térmico (como uma espuma térmica) para isolar bem a abertura do nicho onde o sensor se posiciona.

Emenda do sensor alterando o valor de temperatura medida

Os sensores de temperatura dos controladores da Ageon são do tipo NTC. O sensor NTC basicamente possui um valor de resistência, em Ohms, que se alterna conforme a temperatura na sua base. Portanto, a todo momento o controlador mede essa resistência do sensor a fim de gerar um valor de temperatura.

Praticamente em todas as instalações de aquecimento solar, os instaladores efetuam uma emenda no cabo dos sensores para poder colocá-los em locais mais distantes do controlador.

Dependendo do tipo de cabo utilizado ou a forma como será emendado, poderá haver uma variação no valor de resistência do conjunto (cabo + emenda) fazendo com que a temperatura medida pelo controlador seja diferente da real.

Causa: Em diversos acompanhamentos de instaladores e clientes finais, viu-se que a temperatura do sensor 2 no controlador estava com um valor muito acima do real devido a utilização de um cabo inadequado para a emenda, fazendo com que a bomba não ligue em nenhum momento.

Como identificar: Para fazer uma comparação de temperatura do sensor com e sem emenda, a Ageon recomenda efetuar um teste utilizando um copo de água com temperatura ambiente. O teste é simples, coloque o sensor sem emenda dentro do copo de água e veja qual temperatura marca, em seguida acrescente a emenda no sensor, coloque dentro do copo novamente e veja qual temperatura está marcando. Caso as duas temperaturas sejam parecidas ou próximas, significa que a emenda está adequada.

Como resolver: Para efetuar uma boa emenda no sensor, utilize cabos PP de cobre puro com bitola de 0,75 mm² ou 1 mm². Esses tamanhos são adequados para ter uma emenda firme sem que a resistência do cabo influencie no valor da temperatura.


O que achou deste post? Quer saber mais sobre os controladores para aquecimento solar Ageon? Caso não tenha solucionado suas dúvidas com este artigo, entre em contato com nossa equipe de suporte técnico ou deixe seu comentário abaixo:

Fique por dentro das novidades

Receba novidades dos assuntos do seu interesse diretamente no seu e-mail:

Comentários

    Paulo disse:

    Se o erro E1 persiste (por exemplo, pela necessidade de troca do sensor) como seria possivel ligar a bomba sem depender dele?

    Marketing Ageon disse:

    Olá, Paulo
    Como vai?
    Se você estiver utilizando o AutomaSol TDI, por questões de segurança, a bomba não irá ligar caso algum sensor esteja desconectado e com isso apresentará o E1 ou E2. Porém o AutomaSol TDA, você consegue desacionar os sensores por meio de configuração no controlador. Se preferir, fale conosco pelos seguintes canais:

    Suporte Técnico Ageon:

    (48) 3028-8878
    (48) 99996-0430

    Ou entre em contato por Whatsapp clicando aqui

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Monitoramento de Temperatura Online
Acesse seus controladores de temperatura pelo celular, tablet ou computador. Monitore seus equipamentos em tempo real pela internet a qualquer hora e a partir de qualquer lugar. É fácil, é rápido, é seguro.