Posts com a tag "Configuração"

Como calibrar o sensor do controlador de temperatura

10/06/2020 - Aquecimento, Aquecimento Solar, Automação, Charcutaria e Homebrewing, Chocadeiras, Refrigeração
O que fazer quando o controlador de temperatura não apresenta a temperatura correta? A resposta é: calibrar o sensor do controlador. Neste post você verá porque essa divergência acontece e como resolver este problema. Por que a temperatura está diferente? Em primeiro lugar precisamos entender o motivo do problema. Para ilustrar a situação, imagine o seguinte cenário: Você possui uma geladeira que deve ser mantida a 5°C e utiliza um termostato para realizar o controle da temperatura. Para verificar se o sistema está funcionando bem, você utiliza um termômetro aferido e percebe que na verdade a temperatura está estabilizada em 4,5°C. Apesar de parecer um grande problema, na verdade essa situação é bastante comum. Existem diversas causas possíveis para haver esta diferença entre a temperatura mensurada por equipamentos diferentes. Uma das causas mais comuns é a utilização de sensores com cabos muito longos, por exemplo, cuja resistência do próprio cabo interfere na medição. Outras causas possíveis são o sensor danificado e também emendas mal realizadas. Por isso é importante se atentar às boas práticas ao realizar a emenda de um sensor de temperatura. Como calibrar o sensor do termostato? Agora que você já sabe as causas pelas quais ocorre a diferença de medição de temperatura, é hora de resolver este problema e calibrar o sensor de temperatura. Em resumo, a calibração do sensor permite adicionar ou subtrair um valor à temperatura medida de forma a anular a diferença identificada. Vamos voltar ao exemplo da geladeira anterior: Caso a temperatura medida pelo controlador seja de -5°C e o termômetro apresente a temperatura de -4,5°C, a diferença é de 0,5°C. Ou seja, é necessário adicionar 0,5°C à temperatura medida pelo controlador para chegar ao valor correto. Nos controladores da Ageon o procedimento indicado para calibrar o sensor envolve apenas três passos: Identifique a referência Selecione um instrumento de medição aferido para usar como referência de temperatura. Posicione o mesmo no local em que a temperatura deve ser medida, no mesmo local onde o sensor do controlador é fixado. É importante ressaltar que a posição do sensor não deve ficar próxima de fontes de calor ou outros dispositivos que interfiram no controle de temperatura, como é o caso de resistência elétricas ou ventiladores, por exemplo. Faça a comparação Após as temperaturas do termômetro e do controlador se estabilizarem, efetue a comparação entre as duas. No exemplo citado anteriormente o controlador está exibindo 5°C enquanto o termômetro marca 4,5°C. Calibre o sensor Verifique a diferença entre as temperaturas medidas. No exemplo a temperatura do controlador está 0,5°C acima da referência utilizada. O valor do parâmetro de calibração é somado à leitura do sensor. Assim, para calibrar o aparelho basta configurar o parâmetro de calibração para -0,5°C. Nos controladores de temperatura Ageon o parâmetro de calibração é o "r4" e permite a variação de até 20°C para mais ou para menos. Realizando o procedimento descrito anteriormente seu controlador de temperatura irá aprensentar a temperatura correta no display. Recomendamos realizar a calibração do sensor de temperatura sempre que houver alguma alteração no sensor, como a substituição, alteração de posicionamento ou emenda dos cabos, por exemplo.

Qual o melhor: termostato on-off ou termostato PID?

03/06/2020 - Chocadeiras
Controladores de temperatura (ou termostatos digitais) são aparelhos muito utilizados em diversos setores, como refrigeração comercial, aquecimento solar e chocadeiras de ovos, por exemplo. Eles servem para controlar a temperatura de forma automática, acionando ou desligando mecanismos de aquecimento/refrigeração. Entretanto, nem todos os termostatos digitais funcionam da mesma forma. Neste post você verá o que é um termostato on-off e um termostato PID e dessa forma poderá optar pelo que melhor atende sua necessidade. Termostatos on-off: o padrão de mercado Os controladores mais comuns na maioria dos segmentos de mercado são on-off (liga/desliga). Seu funcionamento é simples: são configurados dois parâmetros de controle de temperatura. O primeiro é o setpoint, ou seja, a temperatura que você deseja que o seu sistema atinja. O segundo é a histerese, que é um retardo do sistema. Por exemplo, em um sistema de aquecimento, o aquecedor é mantido ligado até atingir o setpoint e então desliga. Naturalmente o sistema começa a esfriar e ao atingir o limite inferior definido na histerese o aquecedor volta a ligar. Dessa forma, a temperatura é controlada dentro de uma faixa programada através do acionamento ou desligamento das saídas a relé. Termostatos PID: precisão e estabilidade Em um termostato PID, não existe a histerese ou retardo pois ele está sempre fazendo a correção. Assim que a temperatura começa a se distanciar do setpoint o controlador já aciona a saída, por isso que ele é utilizado em aplicação onde não pode existir erro na temperatura ou o erro deve ser muito próximo a zero. Diferente dos controladores on-off, os controladores PID costumam possuir saídas TRIAC ao invés de saídas a relé. Enquanto essas últimas possuem dois estados (ligado ou desligado), as saídas TRIAC possuem acionamento proporcional. Ou seja, quanto mais próximo da temperatura correta, menor a proporção de acionamento da saída TRIAC, como apenas 10% da capacidade, por exemplo. Quando a temperatura se distancia do valor ideal, essa proporção do acionamento da saída TRIAC aumenta, sendo acionada a 100% da caparacidade ou qualquer outro valor que melhor se adeque ao controle de temperatura. Qual é mais vantajoso: termostato on-off ou termostato PID? Essa é uma pergunta que não possui resposta correta. Dependendo da aplicação, um ou outro tipo de controlador por ser mais adequado e é justamente por isso que é necessário conhecer ambos os aparelhos. Termostatos on-off costumam ser mais baratos e mais fáceis de instalar do que termostatos PID. De modo geral, aplicações onde pode existir a histerese ou maior variação de temperatura, utiliza-se termostato on-off. Já em aplicações onde deseja-se o menor erro possível, utiliza-se então controladores PID. É o caso, por exemplo, de chocadeiras e incubadoras de ovos, em que a taxa de eclosão está diretamente ligada a condições adequadas. Para esse tipo de controle os termostatos PID são indicados, pois proporcionam maior estabilidade térmica. A Ageon possui controladores de temperatura tanto com controle on-off quanto com controle PID. São controladores com tecnologia nacional, garantia de fábrica e disponíveis em diversos modelos para aquecimento ou refrigeração. Qual é o controlador ideal para você?

Linha Black A103: o controlador de temperatura 6 em 1 da Ageon

28/05/2020 - Charcutaria e Homebrewing, Refrigeração
É bastante comum no mercado de controladores de temperatura termos modelos específicos para determinadas funções. Um controlador possui função de temporização, enquanto outro possui função de duplo estágio e outro possui função de controlador duplo. Mas e se um único modelo de controlador pudesse ser utilizado para todas essas aplicações e outras mais? É justamente por isso que existem os controladores Linha Black A103. O que é o controlador Linha Black A103? Os controladores de temperatura A103 fazem parte da Linha Black da Ageon. Esta linha de controladores se destaca pela facilidade de instalação, duas formas de fixação (presilhas ou parafusos), e pelo design moderno. O painel frontal possui 6 teclas que facilitam tanto a configuração do aparelho quanto sua utilização. O modelo A103 é um controlador para aquecimento e refrigeração que possui dois sensores de temperatura e duas saídas a relé. A função das saídas é configurável, ou seja, é possível selecionar uma das 6 opções de funcionamento. O A103 pode ser configurado nos seguintes modos de acordo com a necessidade: Controlador duplo estágioControlador duplo (2 em 1)Controlador com degelo elétricoControlador com degelo por gás quenteControlador com timer cíclicoControlador para resfriador de leite A seleção do modo de funcionamento é realizada através do parâmetro "Fu". Abaixo descrevemos cada um dos modos do controlador Linha Black A103. A103 como controlador duplo estágio Já abordamos aqui no blog alguns posts sobre controladores duplo estágio. Os controladores duplo estágio utilizam apenas um sensor de temperatura, mas permitem o acionamento de duas saídas, cada uma com um setpoint diferente. Em outras palavras, é possível acionar cada relé em um ponto distinto da escala térmica. Cada uma das saídas pode atuar tanto para aquecimento quanto para refrigeração. Para configurar o controlador A103 como controlador duplo estágio o parâmetro "Fu" deve ser ajustado com o valor 1. A103 como controlador duplo (2 em 1) Um controlador duplo funciona como dois controladores diferentes, mas em um único aparelho. Por isso também podem ser chamados de controladores 2 em 1. Quando configurado desta forma, cada uma das saídas do controlador A103 é acionada de acordo com um sensor. Isso permite o controlador de temperatura em dois ambientes distintos, por exemplo, com setpoints diferentes. Cada conjunto de sensor/saída pode funcionar para aquecimento ou para refrigeração. Para configurar o controlador A103 como controlador duplo o parâmetro "Fu" deve ser ajustado com o valor 2. A103 como controlador com degelo elétrico Ao configurar o parâmetro "Fu" do controlador A103 com o valor 3, o aparelho funcionará no modo refrigeração com degelo elétrico. Dessa forma, a primeira saída e o primeiro sensor são relacionados ao sistema de refrigeração, enquanto a segunda saída e o segundo sensor são relacionados à resistência de degelo. É possível configurar o controlador para uma câmara de congelados e definir ciclos de degelo a cada 8 horas, por exemplo. Nesse modo de funcionamento, enquanto o degelo estiver ativo a saída da refrigeração fica desativada. A103 como controlador com degelo por gás quente Quando o parâmetro "Fu" for configurado com o valor 4 o controlador A103 funciona no modo refrigeração com degelo por gás quente. Este modo é muito semelhante ao modo citado acima, mas apresenta uma diferença básica. Durante o degelo, tanto a saída do compressor quanto a saída de degelo ficam acionadas. A103 como controlador com timer cíclico O controlador Linha Black A103 também possui a opção de timer cíclico, que é definido pelo parâmetro "Fu" em 5. Neste modo, o controlador pode ser utilizado para aquecimento ou refrigeração. Enquanto o primeiro sensor e a primeira saída sejam responsáveis pelo controle da temperatura, o segundo sensor não é utilizado e a segunda saída é acionada em ciclos de tempo configuráveis. A103 como controlador para resfriador de leite O último modo de funcionado do controlador Linha Black A103 foi desenvolvido especialmente para tanques resfriadores de leite. Quando o parâmetro "Fu" é definido em 6, a primeira saída do controlador é utilizada exclusivamente para refrigeração, ao mesmo tempo em que a segunda saída geralmente aciona um agitador. Dessa forma, primeiro sensor e a primeira saída do controlador estão relacionados ao controle de temperatura. Enquanto isso, o segundo sensor não é utilizado, e a segunda saída é acionada em intervalos de tempo ajustavéis. No entanto, diferente do modo de funcionamento anterior, o ciclo de acionamento da segunda saída está relacionada ao acionamento da primeira saída. Como isso ocorre? Simples: enquanto a saída de refrigeração estiver acionada, a segunda saída também fica acionada. Quando a refrigeração é desativada, a segunda saída entra em um ciclo de acionamentos previamente definido.

FastKey como ferramenta de trabalho para profissionais de refrigeração

29/04/2020 - Refrigeração
Controladores de temperatura fazem parte do cotidiano de profissionais da refrigeração. Seja na instalação ou na manutenção de equipamentos, lidar com termostatos digitais é bastante comum. Por isso, refrigeristas costumam investir um tempo considerável do seu trabalho configurando ou testando esses aparelhos. Mas esse tempo pode ser bastante reduzido com uma única ferramenta: a FastKey. O que é a FastKey? Em resumo, a FastKey é uma chave de programação para facilitar a configuração dos controladores Linha Black da Ageon. Sua função principal é a possibilidade de copiar a configuração de um controlador para outro de maneira fácil e rápida. No entanto, a FastKey possui outras funções que a tornam muito útil para profissionais da refrigeração. Abaixo listamos como a FastKey pode facilitar o trabalho e otimizar o tempo desses profissionais. Configurando controladores rapidamente Quando você está instalando um controlador de temperatura, como você faz a configuração? Normalmente é necessário realizar toda a ligação elétrica do aparelho para posteriormente utilizar a combinação de teclas para acessar parâmetro por parâmetro e somente então ajustar seus valores. Com a FastKey esse procedimento é muito mais fácil. O controlador pode ser configurado antes mesmo da ligação elétrica ser realizada. Isso ocorre porque ao ligar a Fastkey ao controlador este último é energizado. Ou seja, não é necessário nem mesmo que o aparelho esteja ligado à rede elétrica. Em seguida, é possível selecionar uma das memórias salvas na FastKey e passá-las para o controlador. Caso seja necessária alguma alteração de parâmetro é possível editar a configuração salva na FastKey antes de passar para o controlador. Em poucos cliques você visualiza a lista de parâmetros e alterar os valores que precisam de correção. É possível salvar até 9 configurações diferentes na FastKey. Cada uma delas pode ser relacionada a um modelo diferente de termostato ou configurações diferentes para o mesmo modelo. Se você costuma trabalhar sempre com os mesmos modelos de controlador, por exemplo, você pode salvar as configurações mais comuns na FastKey e ganhar muito tempo nas suas instalações. Quanto mais controladores de temperatura sua instalação exigir, mais tempo você economiza utilizando a FastKey. A FastKey é compatível com os controladores de temperatura da Linha Black da Ageon. Profissionais de refrigeração precisam de produtos de qualidade Não tem nada pior do que ter que voltar a uma instalação que apresentou problemas, certo? Além de realizar a instalação de acordo com as normas técnicas vigentes, utilizar produtos de qualidade é essencial para garantir a satisfação dos seus clientes. Por isso a Ageon investe massivamente em pesquisa e desenvolvimento para oferecer os melhores produtos para profissionais da refrigeração. São diversos modelos de controladores de temperatura, quadros de comando e até mesmo controladores de condensação para diversas aplicações. Tudo isso com tecnologia nacional, garantia de fábrica e uma equipe de suporte técnico especializada para dar o melhor atendimento e tirar suas dúvidas.

Como proteger tanques resfriadores de leite de flutuações de tensão

01/04/2020 - Refrigeração
Se você trabalha com tanques resfriadores de leite possivelmente já teve problemas com oscilação de tensão. Geralmente esses equipamentos são instalados em áreas rurais onde a rede elétrica nem sempre é estável, ou seja, é suscetível a flutuações de tensão. Por que as flutuações de tensão são um problema? O principal problema das flutuações de tensão na rede elétrica é a integridade física dos equipamentos. Os resfriadores de leite, por exemplo, costumam possuir um compressor para realizar o controle térmico e um agitador para manter o leite em uma temperatura homogênea. Ambos os equipamentos possuem limites de tensões minímas e máximas. Em muitos casos a subtensão (tensão abaixo do valor permitido) e a sobretensão (tensão acima do valor permitido) fazem com que ao menos um destes equipamentos possa ser permanentemente danificado, causando prejuízos ao produtor. Como se não bastasse o prejuízo causado pela queima do compressor ou do agitador, existe ainda outro problema para os produtores: a perda do leite. O leite pode congelar caso o agitador pare de funcionar ou pode chegar a temperaturas muito altas caso o compressor não atue. Além disso, como o leite só pode ser armazenado por determinado tempo, o período em que o tanque resfriador ficar fora de serviço para manutenção pode significar mais prejuízos para o produtor, dependendo de sua estrutura. Como evitar a queima dos resfriadores de leite por problemas de tensão? Uma das maneiras mais práticas para proteger o resfriador de leite das flutuações de tensão é utilizar um controlador de temperatura com monitor de tensão incorporado. Isso é muito mais prático e simples do que adquirir um monitor de tensão externo, montar um painel e instalá-lo. Além de acionar o compressor para manter o resfriamento do leite e acionar o agitador para manter a temperatura homogênea, controladores com monitor de tensão incorporado possuem uma proteção extra. Com eles é possível desativar automaticamente as saídas do compressor e do agitador de acordo com limites de tensão configurados. Dessa forma o controlador monitora a tensão da rede e, caso a tensão se reduza ou se eleve demais, as saídas são desativadas para evitar maiores danos. O controlador H104 da Ageon é o modelo mais recomendado para tanques resfriadores de leite. Este modelo é resistente à oscilações de tensão, já que sua alimentação vai de 85 V a 300 V. Também possui duas saídas a relé. Enquanto a primeira saída controla o sistema de refrigeração, a segunda saída possui funcionamento temporizado para o agitador do leite. No vídeo abaixo é possível visualizar como o controlador H104 funciona a proteção do equipamento quando ocorre subtensão ou sobretensão na rede. Deseja saber mais sobre o controlador de temperatura H104 da Ageon? Acesse nosso site e conheça todos os detalhes do controlador ideal para seus resfriadores de leite.

Quais são suas dúvidas sobre inversores de frequência?

22/01/2020 - Automação, Climatizadores, Fitness
Os inversores de frequência são tema de diversos posts no aqui no blog. Já falamos sobre as vantagens desses aparelhos, sobre como dimensioná-los, evitar erros e diversas outros assuntos. Se você possui dúvidas sobre inversores de frequência você está no lugar certo. Perguntas frequentes sobre inversores de frequência Depois de anos inseridos no mercado de inversores de frequência nós identificamos alguns questionamentos frequentes relacionados a esses produtos. Dessa forma, reunimos abaixo as respostas para as dúvidas mais comuns sobre inversores: Conhecendo inversores de frequência Como controlar a velocidade de um motor trifásico?Inversor de frequência: o que é e onde utilizar?5 vantagens de utilizar inversores de frequênciaQuando utilizar um inversor de frequência?Principais modelos de inversores para automaçãoAutomação de máquinas com Inversor de Frequência Como dimensionar corretamente um Inversor de Frequência? Onde comprar inversores? Comprar inversores de frequência direto de fábrica Instalando e configurando Dicas de Instalação – Inversores de FrequênciaAterramento do inversor de frequência: como fazer? Como ligar um motor trifásico em alimentação 220V? Por que utilizar Resistor de Frenagem com um Inversor de Frequência? Conhecendo os bornes de controle do inversor de frequência Ligando dois motores em um Inversor de Frequência Entendendo Inversores de Frequência – Rampas de AceleraçãoO que faz e como funciona a função multispeed no inversor de frequência? Resolvendo problemas O que fazer para evitar a queima do inversor de frequência? O inversor não chega na frequência desejada. E agora?Diagnóstico de erros nos Inversores de Frequência Ageon Quais suas dúvidas sobre inversores de frequência? A Ageon fabrica inversores de frequência há quase duas décadas e por isso adquirimos experiência nesse tipo de equipamento. Além disso, desenvolvemos inversores de frequência para diversos mercados, desde inversores versáteis para automação até inversores específicos para climatizadores evaporativos ou ainda para esteiras ergométricas. Essa experiência aliada ao investimento em tecnologia fez com que os inversores de frequência Ageon se tornassem presentes nas linhas de produção de grandes fabricantes, assim como em diversos distribuidores pelo Brasil. Agora queremos compreender melhor as principais dúvidas sobre inversores de frequência daqueles que mais têm contato com esses equipamentos: técnicos e instaladores. Nossa equipe quer ajudar esses profissionais a tirarem o máximo de proveito que a tecnologia dos inversores pode proporcionar. E é justamente por isso que perguntamos: o que você deseja saber sobre inversores de frequência?

FastKey: nunca foi tão fácil configurar os controladores de temperatura

28/11/2019 - Aquecimento, Aquecimento Solar, Automação, Charcutaria e Homebrewing, Chocadeiras, Refrigeração
Quanto tempo você leva para configurar um controlador de temperatura? Por mais que seja simples, ajustar os parâmetros dos controladores de temperatura leva certo tempo. Quando se trata de uma linha de produção, por exemplo, este processo precisa ser o mais rápido possível para não impactar nos custos do produto. Pensando nisso, os novos controladores Ageon são compatíveis com um novo recurso: a chave de programação FastKey. Neste post você vai ver como a FastKey torna a configuração dos controladores muito mais fácil e rápida. O que é a FastKey? Fastkey é uma chave de programação compatível com os novos controladores de temperatura Ageon. Sua função principal é replicar a configuração de um controlador para outros controladores, ou seja, copiar os parâmetros de um aparelho para diversos outros aparelhos. Em resumo, com a FastKey só é preciso configurar um controlador de temperatura. Depois disso, basta copiar a configuração deste aparelho e aplicá-la a todos os outros controladores que devem ser configurados para a mesma aplicação. Além de permitir configurar o controlador sem a necessidade de energizá-lo, a tela de 2,4" da FastKey permite visualizar e editar todos os parâmetros do controlador diretamente na chave de programação. Para quem a chave de programação FastKey é indicada? Apesar de a FastKey trazer benefícios para qualquer processo de configuração dos controladores de temperatura Ageon, existem algumas situações em que as vantagens são ainda maiores. Se você possui uma linha de produção que utiliza controladores de temperatura em série, em que vários aparelhos são configurados da mesma forma, a FastKey pode trazer agilidade e economia. Imagine que um funcionário é responsável por configurar todos os controladores de temperatura. Por mais que o funcionário seja ágil, é necessário certo tempo para energizar o aparelho e ajustar os parâmetros. Além disso, um processo manual está sujeito a falhas humanas. Ou seja, neste caso temos o problema do tempo e da probabilidade de erro. Com a FastKey ambos os problemas são resolvidos. Em primeiro lugar porque a configuração de cada controlador pode ser feita em poucos segundos e sem a necessidade de energizá-lo. Em segundo lugar porque a probabilidade de erros de configuração com a FastKey é praticamente nula, já que os mesmos parâmetros de um controlador são replicados para todos os outros. Dessa forma, você economiza tempo e dinheiro na sua linha de produção. Quanto posso economizar com a FastKey? Para ajudar a calcular quanto a configuração dos controladores de temperatura custa para sua empresa, criamos a calculadora abaixo. Para utilizá-la é bem simples, basta preencher as informações e ver qual seu custo com a configuração dos controladores. Calculadora de Custo de Configuração Quantos controladores utiliza por mês? Quantos minutos são necessários para configurar cada controlador? Qual o salário mensal (R$) do funcionário responsável por configurar os controladores? Calcular Custo de Configuração *Considerando um funcionário com jornada semanal de 44h. function calcFastKey(){ var qtd = $('#qtdCtrl').val().replace(/\D+/g, ''); var tmp = $('#tmpCtrl').val().replace(/\D+/g, ''); var salario = $('#valorCtrl').val().replace(/\D+/g, ''); var tmpTotal = qtd*tmp; var salarioMinuto = salario/(44*60*4); var custo = salarioMinuto*tmpTotal; var custoAno = custo*12; custoAno = custoAno.toFixed(2); var tmpFastKey = 0.25; var tmpTotalFastKey = tmpFastKey*qtd; var custoFastKey = salarioMinuto*tmpTotalFastKey; var custoAnoFastKey = custoFastKey*12; custoAnoFastKey = custoAnoFastKey.toFixed(2); var economia = custoAno - custoAnoFastKey; economia = economia.toFixed(2); custoAno = custoAno.replace(/\./g, ','); custoAnoFastKey = custoAnoFastKey.replace(/\./g, ','); economia = economia.replace(/\./g, ','); var result01 = "A configuração dos controladores exige "+tmpTotal+" minutos todos os meses."; result01 += "Isso significa um gasto de R$"+custoAno+" por ano somente com configuração dos aparelhos."; $('#calcFastKey01').html(result01); var result02 = "Usando a FastKey a configuração dos controladores levaria apenas "+tmpTotalFastKey+" minutos por mês."; result02 += "Ou seja, custaria apenas R$"+custoAnoFastKey+" por ano utilizando a FastKey."; result02 += "Economia de R$"+economia+" por ano."; $('#calcFastKey02').html(result02); $('#calcFastKeyResultBox').removeClass('d-none'); } function onlyNumbers(x){ var input = x; var valor = x.value; valor = x.value.replace(/\D+/g, ''); input.value = valor; } function formataDinheiro(n){ var input = n; var valor = n.value.replace(/\D+/g, ''); valor = valor.replace(/\B(?=(\d{3})+(?!\d))/g, "."); input.value = "R$"+ valor; } Como funciona a FastKey? Agora que você já viu como a FastKey pode gerar economia e facilitar seu processo de produção, é hora de ver como funciona. O passo a passo abaixo descreve como é o funcionamento básico da chave de programação. Conecte a FastKey no controlador configurado O primeiro passo é conectar a chave de programação no controlador que já possui a configuração correta. Esta etapa é bastante simples, já que o controlador de temperatura não precisa estar energizado. Basta ligar a chave de programação ao controlador com a cabo USB que acompanha o produto. Copie os parâmetros do controlador para a FastKey Ligue a chave de programação e acesse a tela "Ler". Você pode selecionar umas das 9 memórias da FastKey para gravar a as configurações do controlador. A mensagem "Leitura concluída com sucesso" será exibida quando a configuração estiver salva na memória selecionada. Replique a configuração para os demais controladores Agora que a FastKey já possui a configuração que deve ser replicada, basta conectá-la ao controlador que deve ser configurado e selecionar entre as 9 memórias salvas. A mensagem "Gravado com sucesso" será exibida quando o processo terminar. Pronto! Neste momento o controlador já estará configurado de acordo com as configurações salvas na FastKey. Gravação automática em poucos segundos Após a gravação do primeiro controlador, a FastKey irá questionar se você deseja entrar em modo de gravação automática. Se você optar por "Sim", as próximas gravações ficam ainda mais rápidas. É necessário apenas conectar o controlador à chave de programação. A mesma configuração será salva automaticamente em poucos segundos e então basta desconectar o controlador e conectar o próximo. Que tal economizar dinheiro com a FastKey? Se você deseja economizar dinheiro agilizando a configuração dos seus controladores de temperatura, a FastKey pode ajudar. Entre em contato com a Ageon para saber mais detalhes sobre este recurso.

O inversor não chega na frequência desejada. E agora?

25/09/2019 - Automação, Climatizadores, Fitness
Você instala o inversor de frequência corretamente, seguindo todas as instruções do manual. No entanto, quando aciona o equipamento, por mais que você tente chegar na frequência desejada o inversor nunca a atinge. E agora, o que fazer? Este problema pode ter causas distintas. Para resolvê-lo, listamos algumas possíveis soluções que vão desde a configuração do inversor até problemas no motor. O que estou vendo no display? O primeiro passo é se certificar de que a informação apresentada no display é a frequência de saída. Alguns inversores de frequência possuem diferentes opções de visualização no display. Além da frequência de saída, ou seja, a frequência enviada ao motor, outra opção é visualizar a porcentagem, considerando 0% a frequência mínima e 100% para a frequência máxima. Existem ainda inversores com a opção de customizar a informação exibida no display através de um fator de multiplicação, convertendo a frequência em uma outra unidade de medida adequada à aplicação (como rpm, l/s, m/s, entre outros). Caso seu inversor não atinja a frequência desejada, certifique-se de configurar o inversor para a visualização da frequência de saída em hertz. Dessa forma você pode verificar se o display do aparelho apresenta o valor de frequência que você pretende atingir. Nos inversores de frequência IRX Pro esta configuração está disponível no parâmetro P28. Já nos inversores XF Standard e YF Standard é preciso mantes P26=1 e P27=1 para visualizar a frequência de saída no display. Ajuste de Frequência Máxima Se você já verificou que está visualizando a frequência de saída no display e mesmo assim o inversor não chega no valor desejado, é possível que o problema seja a configuração da frequência máxima. Os inversores possuem um parâmetro que limita a frequência máxima aceita pelo aparelho. Quando o inversor atinge este valor, por mais que haja um comando para elevar a frequência, a mesma não irá se alterar. Nos inversores de frequência Ageon, verifique se o valor do parâmetro P24 está abaixo da frequência que você deseja. Neste caso, altere o valor de P24, se atentando para as implicações desta alteração no seu equipamento. Função Controle de Corrente (somente YF Standard) Você já verificou a visualização da frequência de saída e também o parâmetro de frequência máxima, mas continua não chegando na frequência desejada? É possível que o problema esteja relacionado à corrente exigida pelo motor. Os inversores YF Standard possuem um parâmetro de controle de corrente que impede o aumento da frequência de saída quando uma corrente muito alta é identificada. Este parâmetro se diferencia da corrente de sobrecarga, visto que o primeiro apenas reduz a frequência de saída, enquanto o segundo exibe um erro e desliga o motor a fim de evitar danos. Os inversores de frequência IRX Pro e XF Standard não possuem este parâmetro. O controle de corrente é configurado no parâmetro P52. Verifique se o valor ajustado está de acordo com sua aplicação. Caso o parâmetro esteja configurado adequadamente, verifique se o motor está em perfeitas condições. Motores danificados costumam apresentar alterações de corrente, que são identificados pelo inversor e ativam suas proteções. O valor do controle de corrente (P52) sempre deve ser menor que o valor da corrente de sobrecarga. Nos inversores Ageon a corrente de sobrecarga é configurada no parâmetro P51.Recomendamos contratar um profissional qualificado para parametrizar seu inversor de frequência. Meu problema não foi resolvido. E agora? Em primeiro lugar, verifique se você possui um inversor de frequência Ageon. Se a resposta for sim, basta entrar em contato com nosso suporte técnico para receber o auxílio de nossa equipe. Ajudaremos a identificar e resolver o seu problema. Caso seu inversor não seja Ageon, esta é a hora de nos conhecer. Possuímos inversores de frequência para motores de até 5CV e modelos específicos para os mercados de climatização ou esteiras ergométricas, por exemplo. Também possuímos modelos para automação com formato compacto ou com IHM destacável e potenciômetro incorporado.

Comando remoto do IRX Pro: acione vários climatizadores de uma vez

07/08/2019 - Climatizadores
Os climatizadores evaporativos são indicados principalmente para regiões com clima mais seco e também para situações em que há a necessidade de manter portas ou janelas abertas. É o caso de galpões industriais e academias, por exemplo. Mas imagine um ambiente de grandes dimensões em que seja necessário mais de um climatizador. Será que é possível ligar todos os climatizadores ao mesmo tempo e de forma segura? A resposta é: com o comando remoto dos inversores IRX Pro isso é possível. E o melhor: é fácil. Como funciona o comando remoto dos inversores IRX Pro? Os inversores de frequência IRX Pro controlam todo o climatizador evaporativo, desde o ventilador e a bomba até os periféricos, como dreno e swing. No entanto, existem situações em que se torna necessário automatizar processos envolvendo os climatizadores. Pensando nisso a Ageon inseriu nos inversores IRX Pro uma entrada digital específica para acionar e desligar o equipamento: a ED2. Normalmente o climatizador já energizado fica com a mensagem de "rdy" em seu display, aguardando o usuário pressionar o botão de liga/desliga. Com o modo de acionamento remoto é semelhante, porém a forma de acionar que deixa de ser pelo botão de liga/desliga e passa a ser pela entrada digital ED2. Também é importante citar que, ao habilitar o acionamento através da ED2, a tecla ON/OFF da IHM é desativada. Dessa forma, o acionamento deve ser realizado apenas pela ED2. É possível configurar o funcionamento da entrada digital ED2 através do parâmetro P93. Este parâmetro pode ser ajustado em um dos seguintes valores: P93 = 0 - Entrada digital desabilitada.P93 = 1 - Entrada configurada como normalmente aberta (nA), ou seja, o climatizador é acionado quando o contato é fechado.P93 = 2 - Entrada configurada como normalmente fechada (nF), ou seja, o climatizador é acionado quando o contato é aberto. Se configurarmos o P93 = 1, quando fechar o contato entre o GND e o ED2 (conforme figura abaixo) o climatizador ligará. Quando esse contato abrir, o motor desligará e entrará em modo de espera com a mensagem “rdy” no display. Como acionar remotamente vários climatizadores? Acionar vários climatizadores ao mesmo tempo é bastante semelhante ao acionamento de um único climatizador. A figura abaixo ilustra essa ligação. Os dois inversores tiveram seus GND ligados em paralelo, uma técnica utilizada para colocar todos os inversores no mesmo potencial. Desta forma podemos utilizar uma chave com contato seco para todos eles. Entretanto existem outras formas. Nesta figura abaixo, por exemplo, foi utilizado um contator de comando ou contator auxiliar para acionar três inversores distintos e sem interligar seus GND. Independentemente do meio de acionamento, é importante se atentar à quantidade de climatizadores a serem ligados ao mesmo tempo. Um número muito elevado (um galpão com 50 máquinas de 3 CV, por exemplo) pode causar um afundamento na tensão da rede. Neste caso, existem meios para que essas máquinas tenham suas partidas retardadas umas das outras. No exemplo abaixo, foi utilizado relé com temporizador retardado na energização, muitos comuns em painéis elétricos industriais. A chave energiza o primeiro grupo e aciona o retardo do segundo que, após o tempo programado, acionará seu grupo e o retardo do próximo, até todos os grupos estarem em funcionamento. No caso do IRX Pro esse retardo pode ser programado através dos tempos de limpeza do painel e da secagem. Isso elimina a necessidade da utilização de relés retardados. Todos os esquemas elétricos tem caráter orientativo e são educacionais, para seu correto funcionamento em um projeto verídico, é necessário reformulá-los para o projeto em questão e possuir a aprovação de um profissional devidamente habilitado.

Agenda de eventos em sistemas de aquecimento solar

31/07/2019 - Aquecimento Solar
Você sabe o que é e para que serve a agenda de eventos em sistemas de aquecimento solar? Sabe como configurar esse recurso no controlador? Se você trabalha com sistemas de aquecimento solar (principalmente os que utilizam apoio) este post é para você. Para que serve a agenda de eventos? Sistemas de aquecimento solar são uma ótima alternativa para economia de energia elétrica. No entanto, como a incidência solar não é constante, há dias em que a temperatura da água pode não atingir o valor desejado. Por isso existem os sistemas com apoio elétrico ou a gás, que elevam a temperatura do reservatório nos dias mais frios. Acontece que esse tipo de apoio consome energia. Se o apoio ficar ativado por muito tempo, o sistema de aquecimento solar perde sua característica de economia. Dessa forma, é necessário informar ao sistema os horários em que o acionamento do apoio é importante ou não. Mas como fazer isso? A resposta é simples: através da agenda de eventos. Com a agenda de eventos você pode definir os horários em que o apoio pode ser ativado caso a água do reservatório não atinja a temperatura ideal. O exemplo abaixo ajuda a compreender esta situação: Imagine uma casa em que os moradores saem para o trabalho às 7:00h da manhã e retornam às 18:00h de segunda a sexta. Entre às 18:30h e às 21:00h desses dias os moradores costumam utilizar a água aquecida para banho e torneiras, por exemplo.Os moradores dessa casa não utilizam água do sistema de aquecimento solar aos finais de semana, pois costumam passar esses dias fora de casa. De acordo com o exemplo acima, não faz sentido o acionamento do apoio antes das 18:30h de segunda a sexta. Também não faz sentido acionar o apoio aos finais de semana. Nesses horários não há consumo de água do sistema de aquecimento solar. Sendo assim, basta configurar a agenda de eventos para acionar o apoio apenas entre às 18:30h e às 21:00h de segunda a sexta-feira. Como configurar a agenda de eventos? A configuração da agenda de eventos é realizada diretamente no termostato. Vamos demonstrar a configuração de um sistema conforme o exemplo acima, utilizando controladores Ageon para aquecimento solar.Para isso, basta seguir os seguintes passos: Definir a frequência do evento A frequência do evento permite ajustar em quais dias da semana o apoio pode ser acionado. Nos controladores Ageon este é o parâmetro FE1. Os valores disponíveis para esse evento são os seguintes:oFF = desativado todos os dias1 = segunda a sexta-feira2 = segunda a sábado3 = sábado e domingo4 = todos os diasSeguindo o exemplo anterior, o parâmetro FE1 deve ser ajustado com o valor 1 (segunda a sexta). Definir a função do evento A função do evento determina como a saída do apoio se comportará enquanto o evento estiver ativo. O parâmetro é o FC1 e as opções são as seguintes:0 = Apoio desativado durante o evento1 = Durante o evento, o apoio é acionado caso a temperatura não atinja o valor desejado2 = A saída de apoio fica acionada durante todo o evento. Esta configuração também pode ser utilizada para filtragem em piscinas, por exemplo.De acordo com o exemplo anterior, o parâmetro FC1 deve ser ajustado para 1. Dessa forma o apoio será acionado apenas quando a água não esteja quente o suficiente. Lembrando que, para utilizar a segunda saída como apoio é preciso primeiramente configurar o parâmetro de função do relé (Rc0 = 1). Definir o horário de início do evento Com o parâmetro Hn1 é possível determinar qual será o horário em que o evento irá se iniciar. É possível configurar qualquer horário entre 12:00AM e 11:59PM.Seguindo o exemplo, o horário de início do evento será ajustado para 18:30PM. Definir o horário de fim do evento Enquanto o parâmetro anterior determina o início do evento, o parâmetro HF1 determina o horário de fim do evento. Também é possível ajustar esse parâmetro entre 12:00AM e 11:59PM.De acordo com o exemplo, o parâmetro HF1 será ajustado para 21:00PM. Agora é necessário desativar o apoio aos finais de semana. Isso pode ser feito configurando FE2 = 3, FC2 = 0; Hn2 = 12:00AM e HF2 = 11:59PM. Com os ajustes citados acima, o sistema de aquecimento solar acionaria o apoio apenas de segunda a sexta, entre 18:30h e 21:00h, e somente caso a água esteja mais fria que o desejado. Nos demais horários e nos finais de semana, o apoio ficaria desativado. Isso evita o consumo elevado de energia elétrica nos momentos em que não é necessário utilizar água quente. No exemplo acima foi citada a configuração apenas de um evento de segunda a sexta e de um evento aos finais de semana. No entanto, a Ageon possui controladores com até 4 eventos diferentes. Para configurar os demais eventos, basta repetir o mesmo processo acima com os parâmetros FE3, FC3, Hn3 e HF3 para o terceiro evento; FE4, FC4, Hn4 e HF4 para o quarto evento. Controladores Ageon para Aquecimento Solar A Ageon possui uma linha completa de controladores para aquecimento solar. Entre os produtos de maior destaque, estão os controladores AutomaSol e SolarTouch.Os controladores AutomaSol possuem formato compacto e fixação por sobrepor que facilitam a instalação. São indicados para aquecimento solar para banho e para piscinas. Se diferenciam no mercado pela instalação, configuração e utilização simplificadas. Possuem modelos com agenda de eventos e relógio em tempo real. Já os controladores SolarTouch se destacam pelo seu display de LCD 3,5" e interface touchscreen. Entre os modelos disponíveis, estão opções com até 3 saídas para apoio, opções com recirculação e relógio em tempo real com agenda de eventos. O que achou deste post? Deixe seu comentário abaixo.