Posts sobre Controladores de Temperatura - Blog Ageon

Como instalar o Automasol em sistemas de Aquecimento Solar

05/09/2018 - Aquecimento Solar, Controladores de Temperatura
Os controladores de temperatura AutomaSol se diferenciam no mercado pela facilidade de instalação e configuração. Além disso, possuem diversas características que tornam essa linha ideal para sistemas de aquecimento solar. Veja neste post como realizar a instalação dos controladores AutomaSol. 1. O que é a linha AutomaSol 2. Como fixar o controlador AutomaSol 3. Informações importantes 4. Como fazer a ligação elétrica do AutomaSol TDI 5. Como fazer a ligação elétrica do AutomaSol TDA 6. Controladores para aquecimento solar Ageon   1. O que é a linha AutomaSol A linha AutomaSol é composta de dois modelos de controladores diferenciais de temperatura para aquecimento solar. Esses controladores acionam uma bomba hidráulica para controlar o fluxo de água entre os coletores e o reservatório, ou entre os coletores e a piscina, por exemplo. O modelo AutomaSol TDI é indicado principalmente para piscinas. Este controlador possui dois sensores e uma saída para a bomba. Já o modelo AutomaSol TDA é utilizado principalmente em sistemas de aquecimento solar residencial. Este modelo possui três sensores e duas saídas, sendo uma para a bomba e outra para apoio. Outra característica desse modelo é a agenda de eventos que permite a execução de eventos em horários programados. Ambos os modelos possuem formato compacto e podem ser instalados diretamente em uma caixa 4x2. Além disso, possuem teclas em seu painel que facilitam a utilização e a configuração. Outro grande diferencial desta linha é a alimentação universal (85V a 265V).   2. Como fixar o controlador AutomaSol Antes de falarmos sobre o esquema elétrico, vamos esclarecer a fixação dos controladores. Estes aparelhos podem ser fixados em caixas 4x2, conforme citado anteriormente. De acordo com a imagem acima é possível visualizar como o controlador é fixado em caixas 4x2. Basta remover a tampa do aparelho e utilizar os dois parafusos para fixá-lo à caixa. Também é possível remover a tampa de passagem dos fios para realizar a ligação dos cabos, permitindo um melhor acabamento.   3. Informações importantes Antes de realizar a ligação elétrica do aparelho é importante se atentar a alguns pontos: Os sensores de temperatura que acompanham os controladores AutomaSol possuem 1,5m de comprimento, mas podem ser aumentados para até 100m com cabo máx PP 2 X 24AWG. Os sensores de temperatura não possuem polaridade, ou seja, os terminais do sensor podem ser invertidos sem problemas, desde que sejam ligados aos bornes corretos. Os parafusos dos bornes dos controladores são M2.5. Dessa forma, o tamanho máximo de chave recomendado é Phillips M1.5, com torque máximo de 0,5Nm. Recomenda-se utilizar fios de entrada e saída com bitola entre 0,2mm² e 2,5mm² e terminais com pino isolado, de acordo com a corrente utilizada.   4. Como fazer a ligação elétrica do AutomaSol TDI Conforme citado anteriormente, o modelo AutomaSol TDI possui dois sensores e uma saída. A ligação elétrica deste modelo é bastante simples e pode ser realizada conforme a imagem abaixo. É importante se atentar à posição dos sensores. Existe um sensor para os coletores e outro para o reservatório. A inversão destes sensores irá prejudicar o funcionamento do sistema de aquecimento. Os bornes de saída do controlador são energizados. Dessa forma, não é necessário realizar nenhum jumper entre os bornes da bomba e de alimentação.   5. Como fazer a ligação elétrica do AutomaSol TDA A ligação elétrica do modelo AutomaSol TDA é muito semelhante ao modelo TDI. Porém, além dos itens anteriores há um sensor e uma saída para o apoio. Veja na imagem abaixo: Da mesma forma que no modelo anterior, é importante se atentar ao local onde cada sensor deve ser fixado. Os bornes de saída do controlador são energizados. Dessa forma, não é necessário realizar nenhum jumper entre os bornes de alimentação com os bornes da bomba ou do apoio.   6. Controladores para aquecimento solar Ageon Além da linha AutomaSol, a Ageon possui outros modelos de controladores de temperatura para aquecimento solar. São linhas com diferentes formatos, modelos e características. Os controladores da Série G, por exemplo, possuem frontal emborrachado resistente a jatos d'água. Já os controladores da Série H possuem sistema multifixação que facilita a instalação de três formas diferentes. Ainda existe a linha SolarTouch, com interface touchscreen e display de LCD 3,5". Ficou em dúvida sobre qual o melhor? Encontre o melhor controlador para a sua necessidade. *** O que achou deste post? Deixe seu comentário abaixo.

Onde adquirir produtos Ageon?

10/08/2018 - Ageon, Controladores de Temperatura, Inversores de Frequência
A Ageon possui uma vasta linha de produtos. São diversos modelos de controladores de temperatura e inversores de frequência destinados às mais variadas aplicações. Entre os principais produtos fornecidos pela empresa estão controladores para aquecimento solar, refrigeração comercial e industrial, chocadeiras, entre outros. Na linha de inversores de frequência, os destaques são os modelos para climatizadores evaporativos, esteiras ergométricas e automação em geral. No entanto, a política comercial da Ageon valoriza sua parceria com fabricantes e distribuidores. Dessa forma, se você deseja adquirir nossos produtos, é importante identificar seu perfil de cliente. Neste post você verá como adquirir produtos Ageon de acordo com seu perfil de cliente.   Possuo uma empresa e quero adquirir produtos Ageon A política comercial da Ageon é focada em vendas B2B, ou seja, de empresa para empresa. Se você possui uma empresa constituída e deseja utilizar nossos produtos para fabricação ou para revenda, entre em contato conosco. A Ageon oferece diversos benefícios para seus parceiros, como garantia de fábrica e agilidade na entrega, por exemplo. Temos inclusive outro post em nosso blog falando sobre as vantagens de ser um distribuidor Ageon.   Desejo adquirir produtos Ageon para uso próprio Se você não possui uma empresa ou deseja adquirir produtos para uso próprio, a Ageon possui uma rede de distribuidores que pode lhe atender da melhor forma. Através da nossa página de distribuidores, você pode encontrar o distribuidor mais próximo, seja uma loja física ou loja online. Ao acessar esta página, você irá se deparar com três campos: "Busca por", "Produto/Aplicação" e "Estado". Em primeiro lugar você pode optar por buscar por produtos específicos ou por aplicações. Em seguida, você pode selecionar entre uma lista de produtos ou aplicações, dependendo do item selecionado no campo anterior. Por último, você deve definir o estado em que deseja adquirir o produto. Ao clicar em "Pesquisar" é carregada uma lista de empresas que distribuem os produtos selecionados. A lista será dividida entre lojas físicas e lojas online, e você pode escolher o tipo de compra que melhor lhe convém para entrar em contato direto com o distribuidor. *** Deixe seu comentário sobre este post abaixo.

Checklist: cuidados com o sensor de temperatura em resfriadores de leite

25/07/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
O controle de temperatura é essencial para o funcionamento dos tanques resfriadores de leite. Esses equipamentos costumam utilizar termostatos digitais que acionam o sistema de refrigeração e, em muitos casos, acionam também o agitador. No entanto, todo o processo de controle térmico se inicia por um ponto: o sensor de temperatura. Neste post vamos dar dicas para evitar problemas com o sensor de temperatura e manter o resfriador de leite funcionando conforme esperado.   O que ocorre quando o sensor de temperatura está danificado? Problemas no sensor de temperatura comprometem o funcionamento do resfriador por completo, pois o termostato deixa de medir a temperatura do leite. Em muitos casos, o termostato apresenta uma mensagem de erro quando uma falha no sensor é detectada. Nos controladores de temperatura Ageon para resfriadores de leite, por exemplo, o código "E1" é exibido no display caso o sensor apresente defeito. O aparelho então desativa a saída do compressor, interrompendo o processo de refrigeração. Entretanto, em alguns casos o termostato não consegue identificar o problema no sensor. Nesses casos o sensor passa a registrar a temperatura incorretamente, exibindo um valor diferente da temperatura real do leite. Isso pode resultar em má refrigeração ou em congelamento do leite. Problemas com o sensor de temperatura podem causar prejuízos e risco de perda de mercadoria por falta de controle térmico. Para evitar que isso ocorra, confira o checklist abaixo e aumente a vida útil do sensor.   Cuidados com o sensor de temperatura do resfriador de leite As dicas abaixo são fundamentais para garantir a durabilidade do sensor de temperatura utilizado em resfriadores de leite. Utilize este checklist para se certificar que o sensor será utilizado em condições ideais de funcionamento: Checklist: Sensor de temperatura do resfriador de leite Clique nos itens que estão de acordo com a sua instalação   O sensor é utilizado dentro das especificações de temperatura e umidade (conforme manual do produto) O sensor foi calibrado de acordo com um termômetro aferido A emenda do cabo do sensor foi realizada corretamente utilizando cabo pp 2x24 awg (recomendado o uso de tubo termo retrátil) O cabo do sensor não possui mais de 100 metros O cabo e a ponta do sensor não estão pressionados, amassados ou comprimidos O sensor está distante de objetos cortantes, pontiagudos ou perfurantes O sensor está distante de equipamentos que geram interferência, conforme as normas técnicas vigentes (como motores e contatores, por exemplo) O sensor está aplicado em um poço termométrico (recomendado) A aplicação do sensor está de acordo com 0% das recomendações .calcInput:checked + label{text-decoration: line-through;color: #999999; var inputs = document.getElementsByClassName("calcInput"); for(var i="0"; i 50){ bgcolor = "#fff89e"; }; document.getElementById("calcPar").style.backgroundColor = bgcolor; document.getElementById("calcResult").innerHTML = result+"%"; gtag('event', 'Interação Blog', {'event_category':'Checklist', 'event_label':'Post - Sensor Resfriador de Leite'}); };   Ao utilizar o sensor seguindo 100% das recomendações acima, a vida útil do aparelho será maior. Dessa forma evitam-se os problemas citados anteriormente, como a perda de mercadoria por falta de controle de temperatura. *** O que você achou deste post? O checklist foi útil? Deixe seu comentário abaixo.

Ciclo de degelo de um controlador de temperatura para refrigeração

18/07/2018 - Controladores de Temperatura, Refrigeração
O degelo é uma etapa muito importante quando se fala em refrigeração. Já falamos aqui no blog sobre sobre os principais tipos de degelo e sobre como esse processo é responsável por manter a eficiência do sistema. O degelo pode ser realizado em ciclos automáticos gerenciados pelo controlador de temperatura, por exemplo. São algumas etapas que ocorrem em sequência e então voltam a se repetir. Neste post vamos falar justamente sobre as etapas de um sistema de refrigeração com ciclo de degelo e como o controlador de temperatura funciona em cada uma delas.   Quais as etapas de um sistema de refrigeração com ciclo de degelo? Primeiramente é essencial identificar as etapas do sistema de refrigeração que possui ciclo de degelo. Podemos considerar quatro etapas ao todo, utilizando como exemplo o processo dos controladores Ageon para refrigeração. As etapas são as seguintes: 1. Refrigeração 2. Degelo 3. Drenagem 4. Atraso nos ventiladores Cada uma dessas etapas possui um objetivo bem definido e o controlador de temperatura se comporta de forma diferente em cada uma delas. Em seguida você pode visualizar uma explicação mais detalhada de cada etapa. 1. Refrigeração Esta é a etapa fundamental de qualquer sistema de refrigeração, pois é nela que ocorre o controle de temperatura. Nesta etapa o compressor é acionado automaticamente pelo controlador para atingir a temperatura configurada. Os ventiladores podem funcionar de duas formas durante esta etapa, de acordo com a configuração do controlador. É possível que os ventiladores fiquem sempre acionados durante a refrigeração ou que sejam acionados apenas quando o compressor estiver ligado. 2. Degelo Como o nome sugere, esta etapa é onde o degelo ocorre efetivamente. O compressor é desativado e, dessa forma, o controle de temperatura é interrompido. Assim, o gelo presente no evaporador começa a derreter.  Em sistemas com degelo natural o compressor permanece desligado pelo tempo definido na configuração. Em sistemas com degelo elétrico ou gás quente, a saída de degelo fica acionada por um tempo configurável ou até que a temperatura do evaporador atinja um determinado valor. Durante a etapa de degelo o ventilador pode ficar ativado ou não, de acordo com a configuração do controlador. 3. Drenagem Após a realização do degelo, a etapa de drenagem permite que a água presente no evaporador escorra até o reservatório. A duração desta etapa é configurável. As saídas do compressor e do degelo ficam desativadas enquanto a drenagem ocorre. O ventilador pode ou não ser acionado, de acordo com a temperatura do evaporador. 4. Atraso nos ventiladores Nos sistemas que utilizam degelo elétrico ou por gás quente, a temperatura no evaporador costuma aumentar durante o degelo. Por isso existe a etapa de atraso nos ventiladores. Nesta etapa o compressor é acionado, retirando o calor do evaporador. No entanto os ventiladores permanecem desligados para evitar que o calor se espalhe no interior do equipamento.   Verificando a etapa atual do ciclo de degelo nos controladores Ageon Se você possui um controlador de temperatura Ageon para refrigeração, é possível identificar em qual etapa do ciclo o sistema se encontra. Para isso, basta pressionar a tecla "cima" do controlador. Em seguida, um dos códigos abaixo será exibido no display: rE - Refrigeração dE - Degelo dr - Drenagem Af - Atraso nos ventiladores Para visualizar quanto tempo resta para o final do ciclo, mantenha a tecla "Set" pressionada enquanto o estado atual for exibido. O display então mostrará qual o tempo restante para o fim do estado atual, conforme imagem. Além de visualizar o estado atual, também é possível avançar etapas no ciclo de degelo. Enquanto o estado atual for exibido no display, pressione a tecla "cima" por 4 segundos. Dessa forma, o controlador entrará automaticamente na etapa seguinte. Isto pode ser utilizado para forçar um degelo ou para pular a etapa de drenagem, por exemplo. *** Este post foi útil? Deixe seus comentários abaixo.

Controle de temperatura e umidade para charcutaria artesanal

13/06/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Você já ouviu falar sobre charcutaria? Esta prática é bastante antiga, mas vem ganhando bastante espaço no Brasil recentemente. Neste post vamos falar sobre como o controle de temperatura e de umidade é importante no processo de produção desse tipo de alimento e também sobre o tipo de equipamento ideal a ser utilizado.   O que é charcutaria? Em primeiro lugar é preciso esclarecer o conceito de charcutaria. A charcutaria pode ser definida basicamente como a preparação de carnes, principalmente a suína, através de métodos de preservação como a defumação, cura, salga, entre outros. Alguns produtos que resultam desse processo são linguiças, salames e bacon, por exemplo.   Importância do controle de temperatura e umidade A produção de alimentos de charcutaria requer, em muitos casos, temperatura e umidade controladas. Cada receita possui uma temperatura específica a qual a carne deve ser mantida por um período determinado. Da mesma forma, em alguns casos a umidade deve ser elevada, enquanto em outros casos deve ser extremamente baixa. Esses fatores são essenciais para a produção de alimentos de qualidade e é praticamente impossível exercer a prática da charcutaria sem esse tipo de controle. Em muitos processos de charcutaria são utilizados micro-organismos, cuja função está associada à melhora do sabor e consistência dos alimentos. Esses micro-organismos se proliferam e alteraram as características físicas e químicas da carne. No entanto, cada tipo de micro-organismo se prolifera melhor a uma temperatura e umidade específicas. É exatamente neste ponto que o controle dessas variáveis ganha importância. Por isso, um equipamento essencial para os charcuteiros é uma câmara de maturação ou câmara de cura. É neste tipo de câmara que as carnes são deixadas por um tempo determinado à temperatura e umidade controladas. Charcuteiros artesanais geralmente utilizam geladeiras comuns adaptadas como câmaras de maturação. A adaptação consiste em incluir um controle mais preciso de temperatura e também algum tipo de controle de umidade. Caso o alimento a ser produzido exija temperaturas mais elevadas, também é incluído um sistema de aquecimento.   Como controlar temperatura e umidade em uma geladeira Os controladores digitais são os equipamentos mais indicados para manter a temperatura e a umidade da câmara de maturação sempre estáveis. O controlador K103 PID U, por exemplo, é uma solução ideal para este tipo de aplicação. Ele possui três saídas: uma para temperatura, uma para umidade e uma saída auxiliar. Esta última saída é configurável, ou seja, pode ser ajustada para controlar a temperatura, a umidade ou ainda acionar um alarme. A imagem abaixo mostra um exemplo de ligação do controlador K103 PID U em uma geladeira adaptada. No exemplo é possível verificar como ligar o controlador à geladeira, a um umidificador e a um desumidificador. Dessa forma seria possível produzir alimentos em temperaturas baixas e com um controle preciso de umidade. A saída de temperatura do controlador K103 PID U possui controle PID. No entanto, para os processos de charcutaria é recomendado desativar o controle PID. Isso pode ser feito através do parâmetro "r4" do controlador, ajustando seu valor para "no". É recomendada a utilização de contatores nas saídas do controlador de temperatura e umidade. Dessa forma são evitados problemas relacionados à sobrecarga. A saída de temperatura do controlador só poderá ser ligada a uma contatora caso o controle PID esteja desativado, conforme descrito acima. *** Você utiliza controle de temperatura é umidade em uma câmara de charcutaria? Deixe seu comentário abaixo.

O que fazer quando a temperatura da chocadeira está muito alta?

16/05/2018 - Chocadeiras, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Por que a temperatura da chocadeira está tão alta? O que fazer para a temperatura da chocadeira não subir tanto? Se você possui essa dúvida, saiba que você não está sozinho. Diariamente recebemos diversas mensagens de usuários de chocadeiras que enfrentam o mesmo problema. É por isso que este post fala sobre as possíveis causas e sobre como resolver esta situação.   Por que a temperatura da chocadeira se eleva demais? Esta situação pode ocorrer por diversos motivos. Muitas vezes os usuários costumam culpar o termostato, no entanto nem sempre a temperatura se eleva por esse motivo. Esta é apenas uma possível causa, mas na maioria dos casos os responsáveis por este problema são outros fatores.   Configure corretamente o termostato da sua chocadeira Em primeiro lugar é preciso verificar se a configuração do seu termostato está correta, já que esta é uma ação fácil de ser realizada. Verifique o setpoint,  a histerese e os demais parâmetros do seu aparelho. Se você utiliza um termostato PID, a temperatura de sua chocadeira deve estar sempre estável, desde que você tenha executado a função Auto Tune. Certifique-se de que esta função foi executada corretamente. Se você possui dúvidas na configuração do seu termostato Ageon, entre em contato com nossa equipe técnica pelo telefone (48) 3028-8878. Dessa forma poderemos auxiliar no ajuste dos parâmetros de acordo com a sua necessidade.   A resistência desliga, mas a temperatura continua subindo Se o seu termostato está configurado corretamente, é hora de verificar outras hipóteses. Se a temperatura continua subindo mesmo com a resistência desligada, pode ser que a potência da resistência seja alta demais para a chocadeira. Quando a resistência é desativada, ela continua emitindo calor, pois sua superfície está quente. Isso se chama inércia térmica. Quanto maior a potência da resistência, mais rápido ela aquecerá a chocadeira, porém sua inércia térmica também será maior. Nesses casos é recomendado testar uma resistência de menor potência e avaliar os resultados.   A temperatura ambiente está elevada Esta é uma das causas mais comuns para a temperatura muito alta em chocadeiras. Recebemos diversas solicitações relatando problemas no controle de temperatura da chocadeira e muitas vezes identificamos a temperatura ambiente como a causa principal. Imagine que uma chocadeira deve se manter a 38°C, no entanto a temperatura ambiente está em 40°C. As chocadeiras não possuem vedação térmica e nem mesmo um sistema de refrigeração. Dessa forma é muito pouco provável que a chocadeira se mantenha a uma temperatura mais baixa do que a temperatura ambiente. Alguns cuidados podem ser tomados para evitar essa situação, como instalar as chocadeiras em locais climatizados, por exemplo.   As ventoinhas podem aquecer a chocadeira Isso pode surpreender você, mas é possível que as ventoinhas ou coolers aqueçam a chocadeira. Fizemos testes com alguns modelos de chocadeiras e identificamos que determinadas ventoinhas aquecem durante o funcionamento. Assim, mesmo que a resistência esteja desativada, a temperatura continua subindo se as ventoinhas estiverem ligadas. Para resolver este problema, o recomendado é utilizar ventoinhas 12Vdc. Esse tipo de ventoinha não aquece durante o funcionamento, diferente dos modelos 110Vac ou 220Vac. *** Este post foi útil para você? Deixe seu comentário abaixo.

Utilizando um Controlador para Aquecimento Solar sem apoio

09/05/2018 - Aquecimento Solar, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Grande parte dos controladores para sistemas de aquecimento solar possuem uma saída para apoio. Essa saída geralmente aciona uma resistência ou trocador de calor quando a incidência de luz solar é insuficiente para aquecer a água na temperatura desejada. Entretanto, em muitos casos o apoio não é utilizado. Nessas situações o aquecimento se dá apenas pela circulação da água entre coletores e reservatório. Neste post vamos demonstrar como desabilitar o apoio dos controladores diferenciais de temperatura da Ageon. Basicamente você deverá seguir estes passos:   Desativar o parâmetro de apoio Alterar a visualização da temperatura   Após estas etapas, a saída e o sensor referentes ao apoio serão desativados. Dessa forma o controlador não irá apresentar erros caso o sensor 3 não seja instalado. O processo pode ser revertido a qualquer momento, basta reconfigurar os mesmos parâmetros.   Desativando o apoio do aquecimento solar Em primeiro lugar é necessário desativar o apoio através de um parâmetro. O parâmetro para realizar esta ação irá depender do modelo de controlador de temperatura utilizado. Nos modelos G108 e H108 o parâmetro é o u1. Já no modelo AutomaSol TDA o parâmetro é o Rc0 para desativar o relé e o CA3 para desativar o sensor de apoio. Enquanto isso, nos controladores da linha SolarTouch os parâmetros para desativar os relés de apoio são AP2, AP4 e AP7 (este último está disponível apenas no modelo SL3) e o parâmetro para desativar o sensor de apoio é o CA3. Após localizar o parâmetro correspondente, ajuste seu valor para OFF. Nesse momento o sensor e a saída referentes ao apoio já serão desativados.   Alterando a visualização da temperatura do controlador Os controladores de temperatura para aquecimento solar da Ageon podem exibir diferentes informações no display. É possível visualizar a temperatura dos coletores (T1), do reservatório (T2), a diferença entre estes dois pontos (T1 - T2) ou ainda a temperatura do apoio (T3). Quando o apoio é desativado esta última opção se torna dispensável, pois o sensor não estará habilitado para coletar informações. Por isso, após desabilitar o apoio é necessário alterar a visualização do display do controlador. Nos controladores G108 e H108 existe um parâmetro específico para esta função, que é o parâmetro td. Caso este parâmetro esteja configurado em T3 (temperatura do apoio), é necessário alterá-lo para uma das outras opções. Geralmente utiliza-se a visualização da temperatura do reservatório (T2). Nos modelos das linhas AutomaSol e SolarTouch o processo é ainda mais simples. Na linha AutomaSol a visualização da temperatura pode ser alterada com as teclas "cima" e "baixo". Enquanto isso, nos modelos da linha SolarTouch a visualização da temperatura é realizada com a tecla "alternar", como você pode ver neste post.   Pronto! O apoio do seu sistema de aquecimento solar está desativado Após seguir as recomendações acima o apoio do seu sistema de aquecimento solar não será mais acionado. Isso significa que mesmo que a incidência de luz solar seja insuficiente, nenhuma resistência será ativada para aquecer a água. *** Deixe abaixo seu comentário sobre este post, pois sua opinião é extremamente importante para a Ageon.

Por que sua Câmara Fria precisa do quadro de comando SmartSet Max?

04/05/2018 - Controladores de Temperatura, Dicas Ageon, Refrigeração
O controle de uma câmara fria envolve diversos aspectos. Além do controle de temperatura, há o gerenciamento de degelos, proteções contra flutuações na rede e diversos outros fatores. É por isso que um quadro de comando de qualidade é essencial para o bom funcionamento da câmara. Pensando nisso a Ageon desenvolveu a linha SmartSet Max de quadros de comando. Neste post você verá porque os quadros SmartSet Max são a solução ideal para a sua câmara fria. Confira abaixo as principais vantagens desta linha.   Melhor visualização com o display de 30mm Os quadros SmartSet Max possuem display de 30 mm, que estão entre os maiores do mercado. Dessa forma a visualização das informações se torna mais fácil e mesmo à distância é possível identificar a temperatura da câmara e os alertas visuais do quadro de comando.   Painel frontal protegido para acesso às funções Muitos modelos de quadros de comando utilizam um controlador de temperatura comum acoplado a uma caixa plástica. Essa prática pode causar dois inconvenientes. Enquanto em alguns casos pode haver o pressionamento acidental das teclas do controlador, em outros existe a necessidade de abrir o quadro para ter acesso ao disjuntor geral. Para resolver esse problema, a linha SmartSet Max utiliza um controlador de temperatura exclusivo e também um painel frontal protegido. Para acessar as teclas de controle e configuração ou mesmo o disjuntor geral (liga/desliga), basta abrir a tampa de proteção. Assim as teclas ficam protegidas e ao mesmo seu acesso é extremamente fácil.   Monitor de tensão incorporado para proteção da câmara fria Problemas de flutuações na rede elétrica podem causar danos sérios aos componentes de uma câmara fria. É por isso que muitos técnicos e instaladores utilizam monitores de tensão como forma de proteger a câmara. Estes dispositivos detectam as variações de tensão da rede elétrica e desativam o equipamento caso uma tensão nociva seja detectada. Entretanto, a maioria dos quadros de comando possuem monitor de tensão externo. Outros ainda não possuem monitor de tensão, exigindo que este dispositivo seja adquirido e instalado à parte. A principal desvantagem desse tipo de instalação é que, ao ser detectada uma tensão fora da faixa especificada, todo o quadro de comando é desligado, geralmente sem nenhum tipo de alerta. Nos quadros de comando SmartSet Max o monitor de tensão é incorporado diretamente no controlador de temperatura. Assim, sempre que uma tensão nociva é detectada, as saídas do controlador são desativadas enquanto o display exibe o código de falha E10 e um alarme sonoro (beep duplo) é acionado.   Sua instalação de acordo com as normas técnicas Os quadros de comando SmartSet Max estão disponíveis em diversos modelos, para as mais variadas aplicações. É possível adquirir apenas o quadro com o controlador de temperatura, ou também o quadro de comando completo, com todos os componentes adicionais instalados (como contatores, disjuntores, fusíveis, entre outros). A principal vantagem de adquirir a versão completa dos quadros SmartSet Max é a praticidade na instalação. Além disso, a instalação dos componentes realizada pela Ageon está de acordo com as normas técnicas vigentes, garantindo a organização e a segurança da instalação. *** Você já conhecia os benefícios do quadro de comando SmartSet Max? Deixe seu comentário abaixo.

Como forçar a bomba ou apoio em Controladores para Aquecimento Solar

25/04/2018 - Aquecimento Solar, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Durante a instalação de um sistema de aquecimento solar, muitas vezes é necessário forçar o acionamento do sistema. Os instaladores costumam acionar a bomba para retirar o ar dos coletores, ou o apoio para testar o equipamento. No entanto, muitos instaladores desconhecem que os controladores para aquecimento solar da Ageon facilitam este acionamento através de alguns atalhos simples. Neste post você verá como é fácil forçar a bomba ou o apoio com os controladores de temperatura Ageon.   Controladores G108 e H108 Os controladores de temperatura G108 e H108 possuem duas saídas. A primeira realiza o acionamento da bomba d'água de acordo com diferença de temperatura entre os coletores e o reservatório. Enquanto isso a segunda saída é utilizada para acionamento do apoio, caso o aquecimento solar não atinja a temperatura desejada. Para forçar as saídas destes controladores é simples: Ao pressionar a tecla "cima", o display do controlador mostrará "rE1", referente ao relé 1 (bomba). Pressionando novamente a tecla "cima", o display mostrará "rE2", referente ao relé 2 (apoio). Selecione qual a saída deseja forçar e então mantenha pressionada a tecla "Set" até que o relé seja acionado. A saída selecionada permanecerá acionada por 10 minutos, ou até que o processo se repita. O LED correspondente permanecerá piscando neste período, indicando que o relé está ativo.   Controladores AutomaSol A linha AutomaSol possui dois modelos de controladores de temperatura para aquecimento solar. O modelo AutomaSol TDI possui uma saída que é utilizada para acionamento da bomba d'água. O modelo AutomaSol TDA possui duas saídas, uma para a bomba e outra para apoio ou filtragem. O acionamento forçado das saídas é ainda mais simples na linha AutomaSol. Em ambos os controladores o acionamento da bomba é realizado da mesma forma. Pressione a tecla "PUMP" até que o display exiba a palavra "ON" no lado esquerdo. Então a bomba ficará acionada pelo tempo definido no parâmetro P8, ou até que a tecla "PUMP" seja pressionada novamente. Para forçar a saída de apoio ou filtragem do AutomaSol TDA é igualmente simples. Pressione a tecla "A/F" até que o display exiba a palavra "ON" no lado direito do display. A saída ficará acionada pelo tempo definido no parâmetro "AP0", ou até que a tecla "A/F" seja pressionada novamente. Todos os sensores e proteções ficam desativados enquanto os relés do controlador AutomaSol estiverem em acionamento forçado.   Controladores SolarTouch A linha SolarTouch é composta de três modelos de controladores de temperatura para aquecimento solar com interface touchscreen. O modelo SL1 possui apenas uma saída para a bomba. O modelo SL2 possui três saídas: uma para bomba e duas para apoio. Da mesma forma, o modelo SL3 possui 4 saídas, sendo uma para bomba e duas para apoio, mais a quarta saída que pode ser utilizada para apoio, ou recirculação. Diferente das demais linhas, os controladores da linha SolarTouch não possuem acionamento forçado da bomba. Entretanto, é possível forçar o acionamento dos apoios. Para isso, basta desbloquear a tela do seu controlador e pressionar a tecla "Apoio". As saídas do apoio ficarão acionadas pelo tempo ajustado no parâmetro "AP0", ou até que a tecla "Apoio" seja acionada novamente. É importante ressaltar que somente os modelos Sl2 e Sl3 permitem o acionamento forçado do apoio. Não é possível forçar o apoio enquanto um evento da agenda relacionado ao apoio estiver ativo. *** O que você achou deste post? Deixe seu comentário abaixo.

Proteções de um Controlador de Temperatura para Aquecimento Solar

11/04/2018 - Aquecimento Solar, Controladores de Temperatura, Dicas Ageon
Os sistemas de aquecimento solar estão cada vez mais presentes em aplicações residenciais. Além da economia de energia, eles proporcionam conforto aos usuários aquecendo água para banho e utilização em torneiras, por exemplo. No entanto, a variação da temperatura da água pode danificar a tubulação ou causar incômodo aos usuários. Por isso os controladores de temperatura para aquecimento solar costumam contar com algumas proteções. Conheças as principais proteções que permitem que o sistema de aquecimento solar funcione de forma eficiente e segura.   Proteção contra Superaquecimento dos Coletores A água no interior dos coletores pode atingir temperaturas muito elevadas. Caso a água excessivamente quente dos coletores chegue à tubulação, a mesma pode ser danificada, principalmente quando são utilizados canos de PVC. É por isso que os controladores para aquecimento solar da Ageon possuem uma proteção específica para essa situação. Trata-se da proteção contra superaquecimento dos coletores. Se a temperatura da água nos coletores ultrapassar o valor definido nesta proteção (parâmetro P1), a bomba permanecerá desativada.   Proteção contra Superaquecimento do Reservatório Imagine que a temperatura da água no reservatório esteja em 50°C. Caso o usuário abra uma torneira, por exemplo, a água muito quente pode causar desconforto ou mesmo queimaduras. Para evitar esse tipo de problema, os controladores para aquecimento solar da Ageon possuem proteção contra o superaquecimento do reservatório. Dessa forma o usuário pode definir a temperatura máxima da água no reservatório (parâmetro P2). Assim, a bomba permanecerá desativada sempre que a água do reservatório estiver a uma temperatura igual ou superior ao valor ajustado.   Proteção anticongelamento dos coletores Em algumas áreas do país, especialmente na Região Sul, a temperatura ambiente pode chegar a valores negativos em dias mais frios. Em casos como esse é muito provável que a água no interior dos coletores congele, podendo prejudicar todo o sistema e causando prejuízos, como o rompimento da tubulação. Por isso os controladores Ageon para aquecimento solar possuem proteção anticongelamento dos coletores. É possível definir uma temperatura mínima para a água dos coletores (parâmetro P0). Nas situações em que a temperatura fica abaixo deste valor, a bomba é acionada, evitando o congelamento e protegendo a integridade do sistema.   Controladores Ageon para Aquecimento Solar Os controladores de temperatura da Ageon destinados para aquecimento solar possuem todas as proteções descritas acima. São diversos modelos com configuração fácil e diferentes opções de fixação. Visite nosso site e conheça as melhores soluções em controladores para aquecimento solar. A Ageon recomenda que a configuração dos seus controladores seja realizada por um profissional capacitado. Em caso de dúvidas, entre em contato com nosso suporte técnico pelo telefone (48) 3028-8878. *** Este post foi útil? Então deixe seu comentário abaixo.